conecte-se conosco


Saúde

Instituto alerta para importância do Teste do Pezinho

Avatar

Publicado


.

Um exame de sangue simples, coletado por meio de uma picada no pé do recém-nascido, e que vai muito além do carimbo da impressão digital do pé do bebê, o Teste do Pezinho tem um dia nacional.  O Instituto Jô Clemente (antiga Apae de São Paulo) e a União Nacional dos Serviços de Referência em Triagem Neonatal (Unisert) lançaram hoje (6) a campanha Junho Lilás (#VamosDarMaisUmPasso), para conscientizar o poder público e a sociedade civil sobre a importância de se expandir o acesso da população ao teste do pezinho.

Daniela Mendes, superintendente-geral do IJC, alerta que ampliar o teste ampliado, oferecido apenas nas maternidades privadas, é importante principalmente no período da pandemia da covid-19, porque abrange o diagnóstico de até 50 doenças, incluindo as raras, ao contrário do teste básico, oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que detecta seis doenças.

“Nosso foco este ano é orientar para o teste ampliado, que inclui doenças que demandam intervenções clínicas emergenciais e tratamentos específicos. É importante darmos mais um passo para expandir o acesso a esses diagnósticos a toda a população, pois sabemos que quanto antes iniciarmos os tratamentos adequados, mais chances a criança terá de se desenvolver com saúde e qualidade de vida”, disse.

O teste básico consegue detectar fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, fibrose cística, anemia falciforme e demais hemoglobinopatias, hiperplasia adrenal congênita e deficiência biotinidase. Já o teste expandido diagnostica a presença de AAAC (aminoacidopatias e distúrbios do ciclo da uréia, distúrbios ácidos orgânicos, distúrbios de oxidação dos ácidos graxos, perfil Tandem MS, que inclui a detecção de 38 doenças; galactosemia; leucinose; deficiência de G6PD; toxoplasmose congênita; imunodeficiência combinada grave e agamaglobulinemia.

De acordo com o médico imunologista e consultor técnico do Instituto Jô Clemente Antonio Condino Netto, as análises deveriam ser ampliadas, principalmente em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19), porque quanto mais doenças raras a triagem neonatal puder detectar, melhor para a saúde do bebê. “Em tempos de pandemia, mais do que nunca é necessário que os bebês tenham acesso a exames mais completos, para evitarmos sequelas e problemas sérios de saúde na criança”, explicou.

A neurologista infantil Fernanda Monti lembra que é importante que o teste ampliado seja feito entre as primeiras 48 horas e até o quinto dia de vida do bebê, já que esse é o período mais adequado para detectar precocemente doenças raras e graves, que podem acarretar em deficiência intelectual. 

Segundo Fernanda Monti, nos primeiros anos de vida a maior parte das crianças não apresenta sintomas de várias doenças, por isso é importante fazer o teste. “Quando os sintomas aparecem sem que haja um diagnóstico precoce, pode ser tarde. O grande número de erros no metabolismo existentes pode resultar em quadros clínicos diversos, variando desde pacientes assintomáticos até casos mais graves, incluindo situações em que o bebê vai a óbito. O foco da triagem neonatal ampliada é evitar sequelas como a deficiência intelectual, além de melhorar a qualidade de vida do paciente tratado precocemente e melhorar o custo efetividade do sistema de saúde”, disse.

Teste

O Teste do Pezinho foi implantado no país pelo Instituto Jô Clemente em 1976, e desde 2001 é um Serviço de Referência em Triagem Neonatal (SRTN) credenciado pelo Ministério da Saúde. O instituto foi um dos principais responsáveis pelo surgimento das leis que obrigam e regulamentam o exame. Atualmente o Instituto Jô Clemente é responsável por 80% da triagem dos bebês nascidos na capital paulista e 67% dos recém-nascidos no estado de São Paulo, por meio do SUS (293 mil) e de maternidades e hospitais privados (103 mil, sendo 28% de testes ampliados).

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook

Saúde

Mortes por Covid-19 chegam a 15,3 mil em São Paulo

Avatar

Publicado


source
coronavirus
Agência Brasil

Secretaria de saúde atualiza números e mortes por Covid-19

Em boletim atualizado nesta quinta-feira (2), a secretaria de Saúde de São Paulo informou que existem 15.351 óbitos causados pela Covid-19 no estado. Nas últimas 24 horas, o crescimento foi de 2,1% e letalidade de 5.1%. 

Existem ainda 302.179 casos confirmados da doença, sendo 43% desse acréscimo decorrente de casos que estavam em investigação epidemiológica. De acordo com a secretaria, existem 162.851 casos recuperados, envolvendo pacientes que não necessariamente foram hospitalizados.

Existem ainda 8.331 pacientes tratados em enfermarias e 5.622 casos graves, em unidades de terapia intensiva (UTI). Em coletiva de imprensa na tarde de ontem, o governador João Doria comentou que acredita que o estado esteja muito próximo de um platô da curva de contágio.

Ainda de acordo com a secretaria, a ocupação dos leitos de UTI em todo o estado é de 64,1%, já na região metropolitana de São Paulo, o índice é de 64,7% de ocupação.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Mortes crescem quase 200% no Centro-Oeste e superam média nacional

Avatar

Publicado


source
coronavirus
Silvio Avila/ AFP

Coronavírus pode mudar padrão da diabetes em pacientes que já tinham doença

Durante o mês de junho, o avanço de casos e mortes por Covid-19 chamara atenção no Centro-Oeste . Com crescimento mas acelerado do que a média nacional, a região apresentou crescimento de 191% entre as mortes e 198% de casos.

Os dados são do cosórcio de veículos de imprensa que, junto às secretarias de saúde do pais, realizam levantamentos diários para apurar a dimensão da pandemia no Brasil.

O crescimento também representa uma maior participação do Centro-Oeste na proporção geral do país. Se, em 8 de junho, a região representava 1% das mortes por Covid-19 no Brasil, agora são 3%. Já os casos saltaram de 3% para 7%.

Entre os estados cujas taxas de ocupação dos leitos de UTI são mais preocupantes, estão o Mato Grosso, cuja ocupação chega a 92,9%. O estado também possui o maior aumento de mortes.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana