conecte-se conosco


Economia

Instituto Êxito lança movimento Empreendedorismo de Sobrevivência

Avatar

Publicado


source
Janguiê Diniz
Instituto Êxito/Divulgação

Janguiê Diniz é presidente do Instituto Êxito de Empreendedorismo e participará de lives no seu perfil do Instagram

Os impactos sociais, financeiros e, sobretudo, psicológicos causados pela pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) estão afetando muitas pessoas. Uma das medidas para ajudar os empreendedores parte do Instituto Êxito de Empreendedorismo , que criou o movimento Empreendedorismo de Sobrevivência.

Entre suas ações, acontece uma série de lives no Instagram com experts do seguimento. A primeira aconteceu nesta segunda-feira (2), com a CEO da Atom, Carol Paiffer e o fundador da Ser Educacional e presidente do Grupo Ser Educacional, Janguiê Diniz.

Veja também:  Instituto Êxito doará 5 toneladas de alimentos para barraqueiros em Recife

“Esse movimento foi criado para auxiliar pessoas que estão sem norte nesse momento. A primeira live foi extremamente enriquecedora e produtiva e no nosso bate papo conseguimos levantar questões importantes, falamos da situação atual e de como passar por esse momento com o menor impacto negativo possível”, relata, Janguiê Diniz.

“A participação de quem assistiu, fazendo perguntas e interagindo também foi fundamental para o sucesso do nosso debate”, acrescentou o empresário.

Sobre o movimento, Carol Paiffer afirma que “muitas pessoas estão precisando de orientação para tocar os seus empreendimentos e uma boa dose de estímulo pode fazer total diferença. É por isso que nos unimos e estamos empenhados em auxiliar os empreendedores, afinal, empreender agora é de fato uma questão de sobrevivência”, finaliza a sócia fundadora do Êxito.

Saiba mais:  Está de quarentena? Instituto Êxito oferece 300 cursos online gratuitos

As lives seguem durante as próximas três semanas e contam com nomes como o especialista negócios digitais e fundador da Be Academy, Bruno Pinheiro (03/06); o ex-jogador de futebol, palestrante e empreendededor, Juliano Belletti (04/06); o hipnotista , Pyong Lee (05/06); e a especialista em treinamentos de autoconhecimento e inteligência emocional Heloísa Capelas (07/06), entre outros.

As lives acontecem sempre no perfil dos participantes no Instagram. Confira os horários das próximas:

  • Dia 03/06 – Live Janguiê Diniz (@janguiediniz) e Bruno Pinheiro (@brunopinheiro.me), às 13h09.
  • Dia 04/06 – Live Janguiê Diniz (@janguiediniz) e Juliano Belletti (@julianobelletti), às 12h09.
  • Dia 05/06 – Live Janguiê Diniz (@janguiediniz) e Pyong Lee (@pyonglee), às 13h09.
  • Dia 07/06 – Live Janguiê Diniz (@janguiediniz) e Heloísa Capelas (heloísacapelas), às 21h09.

A programação completa será divulgada nas redes sociais do Instituto Êxito de Empreendedorismo.

A segunda etapa, que acontece entre os dias 8 e 12 de junho terá  entrevistas para o programa Inova 360, da Record News. Empreendedores de peso, que vão falar sobre o presente, o passado e futuro, sem previsões, mas sim com visões de como enfrentar o cenário atual e se preparar para o que virá.

O objetivo é auxiliar os empreendedores que precisam sobreviver à crise. Seu encerramento acontece com um congresso on-line totalmente gratuito , no próximo dia 28.

Sobre o Empreendedorismo de sobrevivência

Empreender, durante a pandemia da Covid-19, virou questão de sobrevivência. É por isso que o Instituto Êxito de Empreendedorismo lançou o movimento Empreendedorismo de Sobrevivência, uma série de ações que vão ajudar os empreendedores brasileiros a enfrentarem esse período de crise.

Leia mais:  Parceria entre Instituto Êxito e prefeitura vai beneficiar mais de 20 mil alunos

Sobre o Instituto Êxito

O Instituto Êxito de Empreendedorismo é o resultado de um sonho que envolve empreendedores visionários dos mais variados segmentos do Brasil. Hoje, já conta mais com mais de 400 sócios que compactuam de um mesmo propósito: fazer do empreendedorismo a turbina para impulsionar vidas e histórias.

O Êxito tem a filosofia de que, independente da classe social e econômica, qualquer pessoa pode transformar suas ideias em ações que mudem e melhorem a realidade e a comunidade na qual vive.

Por isso, nasceu com o objetivo de estimular o dom empreendedor dos jovens, especialmente os de escolas públicas, onde há muitos talentos escondidos e boas ideias a serem impulsionadas.

Nomeado como uma instituição sem fins lucrativos, seu principal plano de ação está em oferecer uma plataforma de cursos on-line e gratuitos, além de realizar diversas ações voltadas para o fomento ao empreendedorismo.

Comentários Facebook

Economia

“Véio da Havan” diz que não sabe “o que é fake news”

Avatar

Publicado


source
Luciano Hang
Reprodução

Luciano Hang, chamado de “véio da Havan” por seus adversários, é alvo de duas investigações ligadas á disseminação de fake news.

O empresário Luciano Hang , dono das lojas Havan e um dos principais apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, disse que não sabe “o que é uma fake news”. A declaração foi dada por Hang durante uma entrevista ao jornal Estado de S. Paulo.

Quando foi questionado sobre as acusações de ter financiado um esquema de disseminação de fake news, Hang, que é chamado de “véio da Havan” por seus adversários, disse que a forma como as pessoas enxergam os fatos varia.

“Eu nem sei o que é uma fake news. O que é uma fake news? Um fato tem várias versões. A versão que você encampa depende do lado que você está”, afirmou.

Ele também disse que, durante as eleições de 2018, fez vídeos para apoiar Bolsonaro e negou que tenha disseminado fake news. “Simplesmente atuei em grupos de WhatsAapp que eu montei. Fiz muitos vídeos, que eu publicava nas minhas redes pessoais do Instagram e do Facebook. O que eu produzi de conteúdo coloquei nas minhas redes. Então, estou muito tranquilo, porque não produzi nenhuma fake news.”, disse.

A pergunta fazia referência às investigações realizadas contra o empresário. Hang é alvo do inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal (STF) e de uma outra investigaão no Tribunal SUperior Eleitoral (TSE) por impulsionamento de mensagens no Whatsapp.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Depois de três meses, milhões seguem sem auxílio emergencial

Avatar

Publicado


source
auxílio
Divulgação

Depois de três meses de pagamentos do auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal, milhões de pessoas que pediram a renda de socorro ainda não foram atendidas

Depois de três meses de pagamentos do  auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal, milhões de pessoas que pediram a renda de socorro ainda não foram atendidas.

Segundo os dados mais recentes da  Caixa Econômica Federal, há 1,2 milhão de pessoas em primeira análise e 700 mil em reanálise para obter o auxílio, totalizando 1,9 milhões de pessoas à espera dos R$ 600 – ou, no caso de mães solteiras, R$ 1.200.

Em um total de 108,9 milhões de pessoas que pediram o auxílio, 107,7 milhões já foram analisados – 65,2 milhões foram considerados elegíveis, mas 42,5 milhões foram tidos como inelegíveis.

A Dataprev, empresa responsável por realizar as análises dos cadastros, divulgou no sábado (4) que  1,1 milhão  dos cadastros são inconclusivos. Isso significa que os dados foram preenchidos de maneira incorreta pelos candidatos ao auxílio.

As pessoas ainda podem ajustar os cadastros, mesmo que o prazo para  inscrição ao auxílio já tenha terminado na semana passada.

Quem quiser contestar o auxílio negado pode fazer isso no aplicativo e site da Caixa (Caixa Auxílio Emergencial), ou na  Defensoria Pública da União.

Se pedir reanálise pelo DPU, ela será feita de forma individual pelo órgão, com base nos documentos comprobatórios enviados. A orientação do procedimento está disponível no  site da Defensoria.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana