conecte-se conosco


Carros

Fiat marca data para divulgar preços e tudo sobre a nova Strada

Avatar

Publicado


source
Fiat Strada
Divulgação

Fiat Strada: nova geração da picape chegará às lojas apenas entre o fim de junho e o início de julho, com uma série de novidades

Será no dia 26 de junho que a Fiat vai divulgar os preços e revelar todos os detalhes da nova geração da picape Strada, que era para ter sido lançada em abril, logo no início das medidas de isolamento social por causa da pandemia. E até o começo de julho, o carro deverá chegar às concessinárias para ser entregue as primeiros clientes.

LEIA MAIS: Imagens mostram como deve ficar a versão renovada da Fiat Toro

Por enquanto, o que se sabe é que a nova Fiat Strada será vendida nas versões Endurance, Freedom e Volcano, com cabines dupla e estendida. Inclusive, será o primeiro modelo do segmento com quatro portas. No conjunto mecânico, sabe-se que haverá entre as opções os motores 1.3 Firefly e 1.4 Fire Evo, além de câmbio manual de 5 marchas. Mais adiante é possível que também ofereçam o novo automático CVT.

Entre as boas novidades também se destaca o controle eletrônico de estabilidade e o bloqueio eletrônico de diferencial de série em todas as versões, exceto na Working da geração anterior, que continuará sendo oferecida. Bom também é a direção com assistência elétrica na versão topo de linha Volcano, que ainda contará com faróis de LED, nova central multimídia com tela de 7 polegadas e conexão sem fio para Apple Car Play e Android Auto.

De acordo com dados que a fabricante já divugou, a nova Fiat Strada continua com boa capacidade de carga, com eixo rígido e mola semi-elíptica na traseira. Nas versões de cabine simples (1.354 litros), são 720 kg e para as de quatro portas (844 litros), 650 kg. A caçamba maior tem 1,71 metros de comprimento e a menor, 1,17 m.

Outra novidade é que a caçamba passa a ter amortecimento, algo que a VW Saveiro já tem há uma década. De qualquer forma, isso reduz em 60% o esforço para abrir ou fechar a tampa. Ainda na parte técnica, consta que a distância livre do solo é de 23,2 centímetros, com ângulo de entrada de 23,2 graus e de saída de 28,4 graus na versão de cabine dupla.

LEIA MAIS: Projeção antecipa como deverá ficar a versão SUV do Argo

Assim que a nova Fiat Strada estiver disponível, a reportagem de iG Carros publicará uma avaliação mais detalhada sobre a picape, que chegará em um segmento em declínio e que sofreria ainda mais com lançamentos de modelos rivais da Toro. Entretanto, tudo teve que ser adiado com os congelamentos de planos por causa da crise provocada pela pandemia.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook

Carros

Chevrolet Tracker Premier e Hyundai Creta Prestige: SUVs bem equipados

Avatar

Publicado


source
Tracker
Carlos Guimarães/iG

Chevrolet Tracker e Hyundai Creta: nova geração do SUV da GM de mostra mais eficiente que o rival, que logo vai mudar

A escalada dos SUVs no mercado atinge patamar recorde na história, com nada menos que 38,6% de participação, conforme dados de junho da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos) . E entre os modelos que mais vendem hoje em dia está o recém-lançado Chevrolet Tracker, que já atingiu cerca de 4 mil unidades vendidas por mês, mesmo volume atual do líder do segmento, o Jeep Renegade.

LEIA MAIS: Conheça 5 SUVs que chegam ao Brasil até o fim do ano

Para enfrentar o novo Chevrolet Tracker Premier (R$ 112.000), escolhemos a versão mais equipada do Hyundai Creta 2020, a Prestige (R$ 107.990). O SUV da marca coreana logo também vai passar de geração, assim como acaba de acontecer com o rival da GM. Mas está entre os modelos que ainda mais de aproximam do novato em termos de preço, itens de série, porte e comportamento dinâmico.

Apesar disso, nota-se o peso da idade do utilitário esportivo da marca corena, que fica na frente do concorrente da Chevrolet apenas em poucos quesitos, entre os quais porta-malas (431 litros ante 393 l do Tracker) e autonomia, principalmente na estrada, como mostraremos com mais detalhes em seguida. Em vários outros aspectos, o GM fica na frente, como a eficiência do conjunto mecânico e a modernidade da central multimídia com acesso a internet nativo.

Antes de mais nada é bom deixar claro que tanto Tracker quanto Creta não estão entre os melhores SUVs para dirigir. O GM é o que pode animar um pouco mais, com novo motor 1.2, turbo, com boa dose de força desde as primeiras marcações do contagiros. São 21,4 kgfm a menos 2.100 rpm, ante 20,5 kfgm a estratosféricos 4.700 rpm do Hyundai . Isso se traduz na agilidade nas ultrapassagens. No Creta, se não mantiver o giro do motor mais alto, falta fôlego, ainda mais de aparecer algum aclive pelo caminho.

LEIA MAIS: Novo Chevrolet Tracker tem preços, versões e equipamentos revelados

Nos dois também não existem hastes atrás dos volantes para trocas sequenciais dos câmbios automáticos de seis marchas, o que também é desanimador para quem gosta de dirigir, além de incômodo ter que fazer as trocas por um botão na alavanca (no caso do GM) e por toques para frente e para trás (no Hyundai). A alta posição de guiar de ambos os SUVs também não é para tem gasolina nas veias, embora a dupla conte com regulagens de altura nos volantes e bancos.

Ao volante dos SUVs 

Dirigindo o Chevrolet Tracker Premier você terá alguma ajuda de dispositivos como alerta de colisão iminente e de ponto cego, algo que o Hyundai Creta Prestige não oferece. De qualquer forma, a visibilidade é boa nos dois, inclusive a proporcionada pelos retrovisores. A direção é elétrica em ambos e o raio de giro é semelhante (10,6 m no Creta e 10,8 m no Tracker), item que deve ser levado em consideração nas manobras em espaços apertados. No GM, o volante de base achatada dá uma pitada de esportividade.

Quando ao consumo, o problema do Tracker é o tanque pequeno, de 44 litros, contra o de 55 litros do Creta 2.0. Mesmo assim, o conjunto mais eficiente do GM, o torna mais econômico. Conforme dados do Inmetro, o Chevrolet 1.2 turbo faz 7,7 km/l na etanol na cidade e 11,2 km/l na estrada, ante 6,9 km/l e 10 km/l do Hyundai, respectivamente. Com apenas o combustível vegetal, o Tracker pode rodar até 413,6 km em trecho rodoviário, ante 451 no Creta, que tem ainda mais autonomia com gasolina.

Os dois também não têm muita fome de curva. Mas o Creta tem maior vão livre do solo (19 cm, ante 15,7 cm do GM), o que ajuda a superar obstáculos, mas leva a maior inclinação da carroceria. Entranto, vale lembrar que os dois SUVs vêm equipados com controle eletrônico de estabilidade.

Na questão da central multimídia, item com cada vez mais relevância hoje em dia, o GM fica bem na frente do Hyundai. A nova geração do Mylink se tornou o melhor sistema hoje em dia entre os carros fabricados no Brasil , com acesso à internet nativo, tela de alta resolução e funcionamento rápido e intuitivo. No Creta, há acesso à sinal de TV, mas já ficou defasado na comparação não apenas com o Chevrolet, mas de outros rivais, como o Renegade .

LEIA MAIS: Hyundai muda linha do Creta e inclui nova versão Action 1.6

Se for considerar a versão mais equipada do Creta, entre os equipamentos mais interessantes estão os retrovisores com rebatimento automático e o banco do motorista com ventilação (dois itens que o GM não tem). E nos dois há carregador de celular por indução, chave presencial, bancos revestidos de couro, luz diurna de LED, entre outros itens. O que pode fazer falta no Hyundai é o teto-solar panorâmico, que é mérito do GM.

Conclusão

No cômputo geral, o Chevrolet Tracker vence o comparativo pelo conjunto mais eficiente e por ter itens mais modernos na nova geração. O Hyundai é confortável e espaçoso, mas logo vai mudar, o que acaba implicando em certa defasagem na comparação com o rival.

Ficha técnica

Chevrolet Tracker Premier 1.2 turbo

Motor: 1.2, três cilindros, flex

Potência (cv): 133 (E) / 132 (G) a 5.500 rpm

Torque (kgfm): 21,4 (E) / 19,4 (G) a 2.000 rpm

Transmissão:  Automático, 6 marchas, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira) e eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

Pneus: 215/55 R17 

Dimensões: 4,27 m (comprimento) / 1,79 m (largura) / 1,63 m (altura), 2,57 m (entre-eixos)

Tanque : 44 litros

Porta-malas: 393 litros

Consumo: 11,2 km/l (cidade) /13,5 km/l (estrada) com gasolina

0 a 100 km/h: 9,4 segundos 

Vel. Max: 185 km/h

Ficha técnica

Hyundai Creta Prestige 2.0

Motor: 2.0, quatro cilindros,  flex

Potência: 166 cv a 6.200 rpm

Torque: 20,5 kgfm a  4.700 rpm

Transmissão:  Automático, 6 marchas, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira) e eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

Pneus: 215/60 R17 

Dimensões: 4,27 m (comprimento) / 1,78 m (largura) / 1,63 m (altura), 2,59 m (entre-eixos)

Tanque : 55 litros

Porta-malas: 431 litros

Consumo: 10 km/l (cidade) /11,4 km/l (estrada) com gasolina

0 a 100 km/h: 9,7 segundos 

Vel. Max: 188 km/h


Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Aston Martin relança carro do 007 depois de quase 50 anos

Avatar

Publicado


source
Aston Martin
Divulgação

Aston Martin DB5 é a escolha predileta de James Bond para executar as missões para o MI6

A Aston Martin revelou nesta segunda-feira (6) a primeira unidade de produção do DB5 Goldfinger Continuation, carro que reproduz nos mínimos detalhes o esportivo DB5 usado pelo agente secreto James Bond no filme “007 Contra Goldfinger” (1964).

LEIA MAIS: Aston Martin terá quatro carros em “007 – Sem Tempo para Morrer”

Serão produzidas apenas 25 unidades desta nova série, montadas artesanalmente na fábrica da empresa em Newport Pagnell (Inglaterra), em um trabalho que exige 4.500 horas para cada Aston Martin . Do motor 4.0 de seis cilindros com carburação SU tripla e 294 cv, passando pela direção sem assistência hidráulica, os carros são mecanicamente e visualmente idênticos às pouco mais de 900 unidades do DB5 produzidas originalmente entre 1963 e 1965.

LEIA MAIS: Aston Martin de 007 Thunderball é leiloado com as armas e acessórios do carro

Em parceria com Eon Productions, que é a produtora responsável pelos filmes de James Bond , agente 007 , cada carro irá receber ainda o mesmo pacote de bugigangas instalado no Aston Martin DB5 do filme, numa lista que inclui sistema de esguicho de óleo e fumaça, suporte de placa giratório com três opções de licença, escudo blindado na traseira, além de telefone e um simulador de tela de radar no painel.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana