conecte-se conosco


Esportes

Ex-presidente do Barcelona quer Neymar novamente na Catalunha

Avatar

Publicado


.
Messi, Cristiano Ronaldo ou Neymar? Quem é o melhor jogador do mundo? Para o ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, a resposta é Messi. Logo em seguida, vem o craque brasileiro. Em entrevista ao programa El Partidazo, da rádio espanhola Cope Madrid, Rosell afirma que, se fosse o atual mandatário do clube catalão, tentaria “repatriar” Neymar.

“Se eu fosse o presidente do Barcelona tentaria contratá-lo. Eu gosto muito dele, pra mim é o melhor jogador do mundo depois de Messi. Acho que é um jogador que encaixa perfeitamente com a filosofia do clube.

Neymar vem ganhando destaque nas páginas da imprensa europeia por, supostamente, ter negado a proposta de redução de seu salário. Isto poderia ser uma forma de pressionar o PSG a iniciar uma nova negociação com brasileiro para que ele possa retornar à Catalunha.

Ouça Na Rádio Nacional

Apesar do encanto por tudo que o brasileiro faz dentro de campo, Sandro Rosell admitiu que faria um acordo especial com Neymar.

“Agora, com experiência, contrataria, mas com dois contratos:  um esportivo e outro de comportamento”.

Sandro Rosell foi presidente do Barcelona entre os anos de 2010 e 2014. Ele renunciou ao cargo em janeiro de 2014, justamente após ter sido acusado de fraude fiscal na contratação de Neymar. Rosell foi inocentado depois de acordo com a Justiça para que o clube catalão assumisse a pena como pessoa jurídica.

The former president of Barcelona FC, Sandro Rosell, will stand trial for alleged money laundering, Spanish media reported on Friday (June 29).  T The former president of Barcelona FC, Sandro Rosell, will stand trial for alleged money laundering, Spanish media reported on Friday (June 29).  T

Sandro Rossell era presidente do Barça quando o atacante brasileiro foi contratado pelo clube catalão – Reuters/Direitos Reservados

 

Em maio de 2017, Sandro Rosell foi detido acusado de lavagem de dinheiro em venda de direitos televisivos da Seleção Brasileira. Na ocasião, ele era presidente da Alianto Marketing, antes de assumir a direção do Barcelona. Rosell passou 645 dias em prisão preventiva até ser absolvido em abril de 2019.

Sandro Rosell lançou o livro “Um forte abraço: seiscentos e quarenta e cinco dias e noites”, relatando seu período na prisão. Em entrevista rádio Cope Madrid, perguntado se todos deveriam passar por uma experiência na prisão, o ex-presidente do Barcelona respondeu.

“Sobretudo quem manda as pessoas à prisão. Assim se dariam conta de que, às vezes, antes de tomar esta decisão, tem que se pensar muito. Apesar de ser uma experiência vital e que você se descobre e se redescobre, inclusive em sua parte espiritual que você não conhecia, tem experiências que não teria se não estivesse na prisão, é um lugar ruim. Não se pode definir que seja um lugar bom, não é verdade. Quando te privam de sua liberdade, é ruim. Ninguém pode dizer que é um lugar bom, isto é impossível”.

No âmbito esportivo, além de falar sobre Neymar, Rosell afirmou que não pagaria 111 milhões de euros por Lautaro Martínez e, se fosse presidente do Barcelona, tentaria fazer uma troca por dois jogadores do time catalão.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook

Esportes

Márcio Appel segue na briga pela vaga na segunda Olimpíada da carreira

Avatar

Publicado


.

O cavaleiro paulista Márcio Appel, de 41 anos, tem um foco: fazer parte da equipe brasileira do Concurso Completo de Equitação (CCE), modalidade que reúne provas de adestramento, cross country e salto, nos Jogos de Tóquio em 2021. “Estou animado. É claro que agora é voltar às provas e ao ritmo anterior”, comentou à Agência Brasil o atleta. A vaga da equipe na olimpíada foi conquistada com a medalha de prata nos Jogos Pan-americanos do ano passado. Márcio Appel foi um dos cinco atletas (quatro titulares e um reserva). Falta ainda definir os nomes que irão compor o time. “As provas são divididas em estrelas, dependendo do nível da disputa. No nosso caso, como os cavalos já são mais ambientados às disputas, nós já temos a classificação até as três estrelas. E agora é chegar até o próximo nível para estar apto a participar da Olimpíada”, explicou o cavaleiro.

Para tornar realidade o sonho de estar em Tóquio representando o Brasil, Márcio, que além de atleta é empresário do setor alimentício, está tendo que se tornar um verdadeiro “gestor do tempo”. “É preciso ter muito foco para não estar no escritório pensando nos cavalos. E não estar pensando no escritório andando a cavalo. Não é fácil conciliar a vida de empresário, atleta, pai de dois filhos pequenos. Acordo todo dia às 05h30, faço academia, às 08h já estou no escritório. Almoço rapidinho para poder treinar. Volto ao escritório às 15h e fico por lá até às 19h”, disse Márcio, que começou a andar a cavalo aos seis anos de idade.

Se esse esforço e dedicação o levarem aos Jogos, essa será a segunda experiência olímpica do brasileiro. Na Olimpíada do Rio de Janeiro ele foi titular na campanha do sétimo lugar no CCE, a melhor da história do país na modalidade, ao lado de Carlos Paro, Marcio Carvalho Jorge e Ruy Fonseca, além do reserva Nilson Moreira. “Sem dúvida, foi o momento mais especial. Maior do que ser um atleta olímpico, é só ser um medalhista olímpico. Consegui realizar o sonho de milhares de esportistas. Claro que depois fui para o Mundial, integrei a equipe no Pan, ganhei o Brasileiro, fiquei entre os 100 no ranking mundial. Mas nada se compara à Olimpíada”, lembrou.

Mudança do salto para o CCE em busca do sonho olímpico

O hipismo olímpico tem três modalidades: o salto, o adestramento e o CCE. A escolhida do paulista Márcio foi o salto até os 33 anos de idade. A mudança para o CCE se concretizou em 2012, durante os Jogos Olímpicos de Londres. “Eu nunca tive coragem de fazer o CCE. É uma modalidade considerada perigosa. É uma espécie de triatlon. Para ter uma ideia, uma prova de salto leva em torno de um minuto, com uma velocidade aproximada de 350 metros/minuto. O cross country leva de dez a 12 minutos, com uma velocidade de 570 metros/minutos. O cavalo precisa ser um atleta mesmo para suportar os seis quilômetros e os obstáculos do circuito. Mas eu me lembro muito bem de ter assistido à neta da Rainha praticando durante os Jogos de 2012. E “me caiu a ficha”. Nunca tinha visto nada, nem sabia direito as regras do CCE. Mas, a partir daquele dia, eu mudei em busca do sonho de estar na Olimpíada”, explicou Márcio.

Atualmente, Márcio Appel tem quatro cavalos, três deles estão alojados no Clube Hípico de Santo Amaro, o Favorito JT, o Nektar, e a PP Tarca. O “titular” da Olimpíada do Rio, do Mundial e do Pan-americano de Lima, o Iberon Jmen, está na Inglaterra. “Dois cavalos têm chances de estarem comigo em Tóquio. O Iberon Jmen e a égua PP Tarca, que foi campeã brasileira comigo. Um outro cavalo mais jovem pode ter alguma chance com o adiamento dos Jogos. E tenho também um outro cavalo que está sendo preparado para os Jogos de Paris”, adiantou o cavaleiro. Márcio lembra que todos eles são da raça “Brasileiro de Hipismo”. Segundo ele, a criação nacional tem evoluído muito. “No nosso esporte, não adianta você ser um bom cavaleiro se você não tiver um bom cavalo e está ficando cada vez mais difícil para os brasileiros terem um cavalo estrangeiro. Inclusive, eu com o Iberon fomos o único conjunto 100% brasileiro nos Jogos Olímpicos”, revelou Márcio.

Edição: Verônica Dalcanal

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Na reta final, Campeonato Espanhol inicia 34° rodada nesta terça-feira

Avatar

Publicado


.

A 34° rodada do Campeonato Espanhol tem início nesta terça-feira (7), com duas partidas movimentando a competição. Às 14h30, o Valencia recebe o Valladolid, no estádio Mestalla. Na sequência é a vez do Atlético de Madrid visitar o Celta, às 17h, no Balaídos.

Na quarta-feira (8) seis equipes vão entrar em campo. A bola começa a rolar a partir das 14h30, com a dobradinha Getafe x Villarreal, no Coliseum Alfonso Pérez; e Betis x Osasuna, no Benito Villamarín. Às 17h, o vice-líder da La Liga, o Barcelona encara o Espanyol, em casa, no Camp Nou.

Na quinta-feira (9) teremos Mallorca x Levante, no Iberostar Estadio; e Eibar x Leganés, no Ipurúa. Ambas as partidas às 14h30. Um pouco mais tarde, às 17h, se enfrentam Athletic Bilbao x Sevilla, no San Mamés.

A rodada encerra na sexta-feira (10) com dois confrontos: Real Sociedad x Granada, às 14h30, no Anoeta; e o líder Real Madrid será o mandante contra o Alavés, às 17h, no Alfredo di Stéfano.

Restando apenas cinco rodadas para o encerramento do Campeonato Espanhol, a briga pelo título continua em aberto. A equipe merengue está na liderança com 77 pontos, seguido do Barça com 73.

Edição: Verônica Dalcanal

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana