conecte-se conosco


Esportes

Futebol de São Paulo mostra cautela quanto a retorno de campeonato

Avatar

Publicado


.

Diferente do Rio de Janeiro, os grandes clubes de São Paulo mostraram sinal de união em encontro, realizado por videoconferência na tarde desta terça (26), organizado pela Federação Paulista de Futebol (FPF).

No encontro, os presidentes de São Paulo (Carlos Augusto de Barros), Corinthians (Andrés Sanchez), Santos (José Carlos Peres) e Palmeiras (Maurício Galiotte) apresentaram discurso afinado. O tom da reunião foi de agir com cautela e respeito às orientações das autoridades de saúde, priorizando a manutenção da saúde e recomeçando o Campeonato Estadual quando for possível. Nenhuma data foi apontada para o reinício da competição.

A ideia é fazer testes conjuntos para o novo coronavírus (covid-19) nos jogadores e elaborar uma agenda de treinamentos, sempre seguindo as orientações dos órgãos de saúde. O futebol em São Paulo e em todo território brasileiro está parado desde meados de março.

O decreto de quarentena do Governo Estadual de São Paulo é válido até o próximo domingo (31) e há a possibilidade de este prazo ser prorrogado, dependendo da curva da pandemia de cada município. Segundo boletim divulgado no início da noite desta terça pela Secretaria de Saúde de São Paulo, 203 mortes foram registradas no estado nas últimas 24 horas, somando o total de 6.423 óbitos pelo novo coronavírus (covid-19). Além disso, foram contabilizados 86.017 casos da doença no total.

No Rio de Janeiro, segundo estado mais atingido pela covid-19 no país, Botafogo e Fluminense se mostram contrários ao retorno das atividades do futebol. Posição diferente têm Vasco e Flamengo que defendem a volta de treinos e jogos, seguindo o protocolo Jogo Seguro da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook

Esportes

Botafogo de Ribeirão vê ilegalidade na volta do Campeonato Paulista

Avatar

Publicado


.

O Botafogo de Ribeirão Preto (SP) vê como “inadequadas” e “potencialmente ilegais” as adequações de datas para registro e inscrição de atletas na primeira divisão (Série A1) do Campeonato Paulista, aprovada pelo conselho técnico da Federação Paulista de Futebol (FPF) na última quinta (9). Em longo comunicado, o clube também discorda do retorno do torneio em 22 de julho, por avaliar que as condições sanitárias atuais são piores que na ocasião em que a competição foi interrompida, em 16 de março, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

O Botafogo Futebol SA vem por meio desta nota esclarecer suas considerações e posicionamento adotados na reunião do Conselho Técnico do Campeonato Paulista Série A1 realizada na data desta quinta-feira (9). 1. O retorno do campeonato estadual neste momento, em condições sanitárias piores comparadas ao momento de sua interrupção, se dá de forma precipitada e insensível aos desafios e riscos que a sociedade – e em particular o torcedor – enfrenta em razão da evolução do número de casos da COVID-19 no Estado de São Paulo; 2. É sabido e constantemente divulgado pelos órgãos de imprensa que tais desafios e riscos são especialmente dramáticos no interior do Estado, onde se localizam nove dos 16 clubes participantes da competição, e por consequência seus torcedores. Vale lembrar que a grande maioria das cidades do interior do Estado está classificada na “Fase Vermelha do Plano de Enfrentamento do Coronavírus”, a de maior restrição; 3. A região de Ribeirão Preto é uma das mais afetadas, com a possibilidade de implementação de lockdown pela prefeitura, tendo o BFSA ficado impedido de realizar treinamentos regulares com seu grupo de atletas por determinação dos Poderes constituídos; 4. É de pleno conhecimento que o BFSA não podia realizar seus treinamentos em Ribeirão Preto. Além da recorrente prestação de informações, no dia 01 de julho o site oficial da própria FPF divulgou matéria com o seguinte título: “Sem definir local, Botafogo mantém os testes físicos e treino online”, indicando que “cidade de Ribeirão Preto está na fase vermelha de classificação do governo e treinamentos não foram liberados”, embora a matéria tenha sido posteriormente retirada do ar; 5. Somado a isso, no dia 23 de junho o BFSA iniciou a coleta de testes nos termos do Protocolo de Retomada da FPF e identificou que 14 de seus membros testaram positivo para COVID19, sendo 9 deles atletas de seu elenco profissional, todos imediatamente afastados e impedidos de realizar os testes físicos estabelecidos no referido protocolo, que se iniciaram no dia 01 de julho. Todos os resultados dos testes e informações complementares foram definitivamente encaminhado à FPF. Confira a matéria completa no site!

Uma publicação compartilhada por Botafogo Futebol SA (de ?) (@botafogosp) em 9 de Jul, 2020 às 3:38 PDT

A FPF autorizou que as equipes possam registrar atletas até o próximo dia 20 e inscrevê-los até dia 21. A entidade justifica a mudança “diante da paralisação do campeonato por mais de três meses”. Clubes que perderam atletas cujos contratos terminaram em abril (quando, a princípio, terminaria o Estadual) poderiam recontratar jogadores e recompor seus elencos para dar sequência ao torneio.

O Botafogo, porém, diz que o prazo de inscrição foi encerrado antes da interrupção da competição, “configurando clara afronta ao artigo 9º do Estatuto do Torcedor”, segundo nota do time tricolor. No comunicado, a agremiação afirma que “não medirá esforços para buscar junto aos órgãos competentes a preservação de seus direitos, bem como a garantia da igualdade, do fair play desportivo e do equilíbrio competitivo entre os clubes na estrita forma que estabelece o artigo 40 do Regulamento Geral de Competições da própria FPF”.

A equipe tem, atualmente, a segunda pior campanha do Estadual. Com a manutenção do rebaixamento, se o campeonato terminasse hoje, o Botafogo seria um dos times a descer à Série A2 (segunda divisão). O clube entende não estar em condição de igualdade, já que ainda não foi liberado para reiniciar as atividades em grupo na cidade de Ribeirão Preto (a região onde se encontra o município está na fase vermelha, a mais restritiva do Plano São Paulo, definido pelo governo paulista para flexibilizar a quarentena no estado).

A última atualização do Plano, de cinco fases, ocorreu nesta sexta (10). A determinação do governo, acatada pela FPF, é que os jogos do Paulistão só ocorram em cidades da fase amarela, terceira etapa do processo de flexibilização. Por enquanto, somente a cidade de São Paulo, a maior parte da região metropolitana da capital e a Baixada Santista se enquadram na exigência. As partidas não terão presença de torcedores.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Fifa adia início das eliminatórias sul-americanas para outubro

Avatar

Publicado


.

A Federação Internacional de Futebol (FIFA) anunciou nesta sexta (10) que adiou para outubro o início das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022, que acontece no Catar. Inicialmente, os jogos classificatórios seriam realizados em março, mas foram adiados por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Recentemente, em declaração pública, o presidente da Fifa, o ítalo-suíco Gianni Infantino, chegou a cogitar o início da competição em setembro, mas mudou de opinião após consulta a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e a outras confederações do continente.

Na primeira janela das eliminatórias da Copa, dentro de três meses, o Brasil estreia contra a Bolívia.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana