conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo do Estado vai reformar Hospital Regional de Barra do Bugres

Avatar

Publicado


.

O Governo do Estado vai reformar a estrutura física do Hospital Regional de Barra do Bugres (165 km de Cuiabá), que atende pacientes de pelo menos dez municípios da região Oeste de Mato Grosso.

O anúncio foi feito pelo governador Mauro Mendes, na tarde desta segunda-feira (25.05), após reunião com o vice-governador Otaviano Pivetta; o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo; e os prefeitos Raimundo Nonato (Barra do Bugres), Eliane Lins (Denise) e Rafael Machado (Campo Novo do Parecis).

“Decidimos que o Governo do Estado de Mato Grosso, em parceria com o Consórcio Intermunicipal da região, fará uma grande reforma no Hospital Regional de Barra do Bugres. Nos próximos 60 dias, faremos um grande planejamento e todo o projeto, que vai ficar a cargo da Secretaria de Estado de Saúde e da nossa equipe de engenharia”, explicou o governador.

Mendes agradeceu aos prefeitos das localidades e aos deputados da base na Assembleia Legislativa pela articulação constante em concretizar a ação.

“Faremos uma grande reforma naquela unidade, com dignidade e qualidade, para fornecer um serviço de saúde de qualidade para aquela importante região”, afirmou.

De acordo com o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, todo o planejamento para a obra deve ser finalizado em até 60 dias, e vai englobar não só a melhoria da estrutura física, mas também a aquisição de equipamentos mais modernos para atendimento à população.

“O que vamos fazer agora é o planejamento de como podemos fazer esse investimento na modernização, sem necessariamente paralisar as atividades. Nossa equipe vai fazer o projeto junto com o Consórcio para tornar o hospital mais moderno, no nível de requinte que estamos fazendo nos demais hospitais do Governo do Estado”, reforçou Figueiredo.

Para o prefeito de Barra do Bugres, Raimundo Nonato, a obra é “um sonho” da população de toda a região que é atendida pelo hospital.

“Essa obra é de uma importância muito grande para nós. Barra do Bugres todinha está na expectativa. Esse hospital é um sonho de todo mundo e esse sonho a gente sente que será realizado. E estamos muito contentes com o governador, porque não é só esse projeto. Muitas outras coisas estão sendo realizadas no município. Em tão pouco tempo já fez muito e tenho certeza que vai fazer muito mais”, destacou.

O Hospital Regional de Barra do Bugres atende pacientes de ao menos outros dez municípios: Tangará da Serra, Sapezal, Campo Novo do Parecis, Nova Marilândia, Santo Afonso, Arenápolis, Denise, Nortelândia e Porto Estrela.

Desde o ano passado, o Governo de Mato Grosso tem investido em reformas em diversas unidades hospitalares em todas as regiões do Estado. Há obras em andamento nos hospitais regionais de Sorriso, Sinop, Alta Floresta e Colíder.

Além disso, foram criados 147 novos leitos exclusivos para o coronavírus na Santa Casa, em Cuiabá, e a reforma e ampliação do Metropolitano, em Várzea Grande, que agora possui 278 leitos para o atendimento de pacientes com Covid-19.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

PM mantém trabalho de orientação sobre necessidade de evitar aglomeração e usar máscara

Avatar

Publicado


.

Policiais militares em todo estado mantêm o trabalho de conscientização das pessoas sobre necessidade de se manter o isolamento social e do uso obrigatório de máscaras para evitar a propagação do coronavírus. Na segunda e terça-feira (06 e 07.07), foram várias as situações em que agentes precisaram conversar com as pessoas sobre a importância de evitar a aglomeração.

Na área central de Cuiabá, os militares estavam em ronda quando perceberam que pessoas na fila em frente a uma agência bancária não obedeciam a distancia estabelecida. De forma pacifica, elas atenderam a solicitação.

A mesma situação ocorreu em uma casa Lotérica no bairro Carumbé, na Avenida Dante de Oliveira, onde pessoas estavam aglomeradas na frente do estabelecimento. Os policiais organizaram uma fila e as distâncias foram estabelecidas.  

No bairro CPA 4, próximo ao mini-estádio, pessoas se aglomeravam e foram orientadas irem para suas casas. A solicitação foi atendida.

No Pedra 90, pessoas jogavam vôlei de areia e nenhuma delas usava máscara. Depois de ouvirem sobre a necessidade de se manter o isolamento, cada uma delas se dirigiu a sua residência.

No Bela Vista, um grupo de jovens conversava na praça. Parte deles não usava máscara e foram orientados da necessidade do acessório e de evitar a aglomeração.

Em São José do Xingu, os militares atuam de forma orientativa em vários pontos da cidade controlando o fluxo de pessoas em estabelecimentos comerciais.  Em uma das situações, os agentes prestaram apoio às equipes da Vigilância Sanitária durante uma barreira sanitária montada no bairro Vila Nova – entrada oeste da cidade.

Em Novo Santo Antônio, os policiais realizaram visitas comerciais e montaram pontos demonstrativos em locais estratégicos. De forma pacifica, não houve nenhuma intercorrência.   

Em Água Boa, a equipe do 16º BPM está sempre atenta e observando se os moradores estão atendendo as normas estabelecidas do uso obrigatório das máscaras, além de evitar o consumo de bebidas alcoólicas e uso de narguilé nos comércios e praças.  

Em Rondonópolis, os militares realizam rondas na área central e nos bairros. Sempre com atenção nas situações de aglomerações e pessoas não usando máscara.  Têm montado pontos estratégicos em locais destinados as práticas de atividades físicas na cidade.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Governador vai encaminhar à AL projeto de lei para autorizar pagamento de plantonistas afastados por Covid

Avatar

Publicado


.

O governador Mauro Mendes determinou a elaboração de um projeto de lei, nesta quarta-feira (08.07), no qual propõe que os profissionais contratados da Saúde que contraírem a covid-19 possam receber do Estado os valores dos plantões durante o período de recuperação.

O projeto deve ser encaminhado para a Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (09.07).

Mendes justificou que os profissionais da Saúde contratados para as unidades hospitalares do Estado recebem por plantão e não possuem vínculo empregatício, sendo chamados conforme a disponibilidade deles e necessidade do hospital.

“Se porventura esse profissional for contaminado, não seria justo ir pra casa, ficar 14 dias de recuperação e não receber nada como ocorre hoje”, registrou.

De acordo com o governador, o Estado está sensível a esta situação e o projeto de lei é uma medida que visa dar segurança para que estes profissionais possam atuar sabendo que terão respaldo financeiro caso venham a precisar.

“Esse projeto de lei que enviaremos à Assembleia prevê que ele possa receber do Estado o mesmo número de plantão que fez nos ultimos 14 dias. Ou seja, se nos últimos 14 dias antes de contrair a covid, ele fez 6 plantões, o Estado paga outros 6 plantões nos 14 dias em que ele estiver afastado”, explicou.

Valorização dos profissionais

Outra medida do Governo do Estado para tornar mais atrativa a contratação de profissionais da Saúde foi o pagamento de um percentual por assiduidade, que é acrescido no valor dos plantões. 

O Estado também tem dado ampla publicidade ao edital para contratação de mais de 500 profissionais de Saúde. 

Porém, ainda há uma grande dificuldade de contratação em razão da falta de mão de obra disponível no mercado, e esse é um dos principais desafios para o enfrentamento do coronavírus em todo o Brasil. Somente em Mato Grosso, mais de 60 profissionais essenciais para a manutenção de UTIs estão afastados.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana