conecte-se conosco


Cuiabá

Prefeito prorroga por 90 dias a proibição de interrupção do corte de água na capital

Avatar

Publicado


.

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro prorrogou  por 90 (noventa) dias a proibição da concessionária Águas Cuiabá S.A. de realizar interrupção do fornecimento de água dos consumidores inadimplentes nos termos do artigo 1º do Decreto nº 7.847 de 18 de março de 2020. A medida será publicada em Diário Oficial do Tribunal de Contas (TCE) na próxima segunda-feira, 25, por meio do decreto 7.924/2020.

“Uma das medidas recomendadas mundialmente é o isolamento em suas residências com vistas a evitar a exposição ao novo coronavírus. Nossa preocupação é garantir que toda pessoa mantenha o acesso à água, garantindo sua higienização e por isso determinei que a medida fosse prorrogada. Queremos cada vez mais medidas eficientes”, explica o prefeito.

Pondera ainda que diante do cenário mundial decorrente da pandemia,  é de interesse da coletividade que todos os cidadãos tenham o fornecimento de água potável assegurado em suas residências. Para o prefeito Emanuel Pinheiro, é necessário um esforço conjunto para garantir o combate à disseminação da COVID-19.  A capital do Estado  acumula hoje (23) um total de 400 casos, que representam um total de 32% dos casos confirmados registrados em todo Estado (1.294). “Gostaríamos que nenhuma vida fosse perdida nessa batalha e nosso esforço é para garantir achatar a curva de crescimento de casos. Não seria omisso. Todo o esforço é para salvar vidas”. 

Ele ainda relembra que muitos lares tiveram o orçamento afetado e por isso, Cuiabá também terá um programa de transferência de renda que vai permitir a 1687 trabalhadores o recebimento, ao longo de três meses, de um auxílio no valor de R$500. A meta é iniciar o pagamento ainda na primeira semana de junho. 

Cuidado com a população:

Dia 16 de março ficou marcado como o início do combate à pandemia da COVID-19 na capital de Mato Grosso. Na data, foi criado o Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus e a partir daí, uma série de decretos municipais temporários e emergenciais foram publicados pelo prefeito Emanuel Pinheiro com objetivo de organizar a cidade e proteger a vida e a saúde da população de Cuiabá durante o período de enfrentamento ao vírus. Um deles, com data de 6 de abril prevê que a concessionária Águas Cuiabá fica obrigada a fazer o religamento do abastecimento, cujo os cortes tenham ocorrido entre 17 de janeiro a 17 de março.

 

Comentários Facebook

Cuiabá

Gestão trabalha no cumprimento de lei que suspende desconto em folha de empréstimos consignados

Avatar

Publicado


.

Com a aprovação da Lei nº 6.547, a Secretaria Municipal de Gestão trabalha para atender aos servidores, ativos e inativos, que desejam suspender o desconto em folha de suas obrigações financeiras, como empréstimos consignados. A Lei foi aprovada, por unanimidade, na Câmara Municipal de Cuiabá, no dia 01 de julho de 2020, após veto do Poder Executivo Municipal.

“Fui contrário a promulgação desta lei porque continuo honrando com o pagamento dos salários dos nossos servidores e isso tem sido fundamental na minha gestão. Por isso, penso que não estamos no momento de postergar dívidas, pois uma hora elas terão que ser pagas”, pontuou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro.

As parcelas suspensas deverão ser acrescidas ao final do contrato, sem a incidência de juros e multas. O prazo de suspensão poderá ser prorrogado por igual período ou enquanto durar o estado de emergência declarada pelo município de Cuiabá.

“Estamos em diálogo com as instituições financeiras para fazer-se cumprir a Lei e atender aos nossos servidores que desejam suspender os pagamentos em folha. Temos uma equipe direcionada para tratar do assunto e nos próximos dias iremos divulgar o canal de atendimento para quem optar pela suspensão”, pontuou a secretária de Gestão, Ozenira Felix.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Semob segue com projeto de instalação dos novos abrigos de ônibus na Capital

Avatar

Publicado


.

Os serviços de reforma e implantação de novos abrigos de ônibus continuam. Até o momento já foram instalados cerca de dezoito estruturas, já nos moldes contratados, a fim de oferecer segurança e maior comodidade aos usuários do transporte coletivo. Neste momento, os trabalhos estão sendo finalizados ao longo da Avenida Fernando Corrêa da Costa, nas proximidades da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e na região da rodoviária Eng. Cássio Veiga de Sá, próximo a nova passarela.

Como forma de adiantar o processo, em vários locais já foram executados os serviços de fundação para preparação do local e em seguida receber os abrigos. Os novos modelos contam com placas solares. A expectativa é de que até o final da semana sejam entregues mais dez em diferentes pontos da cidade. 

“Cuiabá está vivendo um momento ímpar no que tange a mobilidade urbana. Trata-se do maior projeto de remodelagem dos pontos de ônibus espalhados no município da gestão Emanuel Pinheiro”, pontuou o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo.

Em seguida, as instalações serão executadas na região da Prainha, toda extensão da Avenida Tenente Coronel Duarte, Praça da República e toda área central da cidade. Nos bairros mais distantes também serão operados os serviços de reforma, troca e ou implantação de pontos de parada de ônibus. 

“A Semob, juntamente com a empresa que foi contrata para operacionalizar os serviços, está trabalhando para concluir os serviços o mais breve possível. No entanto, por conta da pandemia, alguns atrasos estão ocorrendo por conta de afastamento de funcionários. Ainda assim, todos os esforços estão sendo concentrados para atender mais essa determinação do nosso prefeito Emanuel Pinheiro”, destacou. 

Antenor informa que a demanda do município, nessa primeira fase, serão entregues 200 abrigos, sendo alguns reformados e outros implantados. “Essa nova etapa segue como base os conceitos de sustentabilidade e conforto aos usuários que utilizam o transporte público em Cuiabá. É uma determinação do prefeito Emanuel Pinheiro oferecer um serviço de qualidade, no que diz respeito a mobilidade urbana na Capital”, disse.

Conforme levantamento, Cuiabá tem hoje 800 abrigos de ônibus. No entanto, a necessidade, conforme a demanda de usuários do transporte coletivo é de dois mil abrigos, com isso a defasagem atual é de 1,2 mil. “É bem provável que não seja possível a implantação total dos abrigos citados na Ata, mas serão implantados em todos os locais de extrema necessidade. Iremos reformar aqueles que precisam de reformas, e nos locais que não existem abrigos iremos implantar. Nessa ata de registro existem quatro modelos disponíveis, de metragens distintas, sendo alguns com placas solares, conforme necessidade da região”, completou Figueiredo.

 

“Em quatro anos, Cuiabá vai receber 40 anos de progresso na mobilidade urbana. Temos como exemplo, a obra da passarela, toda iluminada, com elevadores panorâmicos e que estava parada há mais de vinte anos. Em quatro anos, a gestão entregou a população quatro viadutos. Isso é a marca da gestão humanizada que trabalha para atender os principais anseios da população”, concluiu.

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana