conecte-se conosco

Mato Grosso

Cultivo de banana da terra em sistema adensado pode obter aumento de até 75% na produtividade

Avatar

Publicado


.

No município de Acorizal (62 km ao Norte de Cuiabá), foi implantada uma Unidade de Referência Tecnológica (URT) para avaliar o desenvolvimento da cultura da banana da terra. A cultivar analisada foi a Farta Velhaco, no sistema irrigado e plantio adensado. O experimento foi montado na Comunidade Guanandi, no Sítio Cantinho do Céu, do produtor rural Ernesto Teobaldo de Assis Filho (56), em uma área de meio hectare (cinco mil metros quadrados). A previsão é colher 7 mil quilos de banana da terra, que serão comercializados na região, podendo gerar uma renda de até R$ 22.750.

A Unidade é mantida pelo agricultor Pedro Paulo Teobaldo Ribeiro, de 17 anos, que trabalha com seu pai, Ernesto. Pedro explica que em uma área de 14 hectares eles possuem plantio de limão, quiabo, melancia, milho e criação de gado de corte. Em abril de 2019 implantaram a URT com o auxílio técnico da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e apoio financeiro da Cooperativa de Crédito Sicredi.

Conforme Pedro, o custo de implantação da Unidade foi de R$ 2.500, com aquisição de mudas, adubo e calcário. A mão-de-obra é realizada pelos agricultores, que esperam ter um lucro líquido de R$ 17.500 com a venda da banana da terra. A colheita já começou, e foram comercializadas 50 caixas de 20 quilos por R$ 65,00 a caixa, dando um retorno de R$ 3.250. A previsão é comercializar 350 caixas até o mês de julho.

A previsão é comercializar 350 caixas de banana da terra até o mês de julho.

O técnico agropecuário da Empaer, Carlos Reis, explica que o agricultor Pedro buscou informações sobre o plantio adensado no site da Empaer e consultou os técnicos da empresa sobre a viabilidade da implantação do sistema em sua propriedade. A diferença do sistema convencional é o espaçamento entre as plantas. Enquanto o convencional utiliza o cultivo com três metros de espaçamento e 1.111 plantas por hectare, o adensado usa o espaçamento de dois metros e 2.400 plantas por hectare. “O cultivo possibilita a mesma quantidade de planta na metade de uma área. Em um hectare seria usado 1.100 mudas”, explica.

Carlos comenta que se fosse optado pelo sistema convencional, o plantio seria de até 550 mudas de banana numa área de meio hectare, alcançando uma produção de no máximo quatro mil quilos. Na mesma área foi plantado o dobro de mudas e a previsão é colher sete mil quilos. Os dados são parciais, a colheita está sendo realizada e a expectativa de ganho com esse sistema de plantio adensado prevê um aumento de R$ 9.750, ou seja, de 75% em comparação com o convencional.

No sistema de plantio adensado são retirados os perfilhos (filha e neta) da bananeira, ou seja, após o fim do ciclo produtivo se faz o corte das plantas e um replantio. Todo o plantio é irrigado por gravidade e gotejamento, sendo utilizados cerca de 10 mil litros de água por dia. “Uma das nossas missões também é auxiliar os agricultores no uso de defensivos agrícolas. Nesse plantio de banana não foi utilizado nenhum tipo de defensivo químico, só usaremos em último caso”, destaca.

O sistema de plantio adensado usa o espaçamento de dois metros e 2.400 plantas por hectare.

O pesquisador da Empaer, Humberto Marcílio, fala que a recomendação do plantio adensado para a agricultura familiar é uma estratégia para aumentar a produtividade, além de melhorar o aproveitamento da mão-de-obra e de insumos, e reduzir custos com controle de plantas invasoras.

Segundo Marcílio, para a utilização do plantio adensado é necessário que as condições do solo sejam favoráveis (textura mista, profundo, bom teor de matéria orgânica e bem drenado) e que sejam aplicadas práticas culturais de correção do solo e adubação. Ele destaca que é importante seguir as recomendações para a cultura e viabilizar a instalação de sistema de irrigação. “O adensamento promove maior competição entre as plantas por fatores de crescimento, como água, luz e nutrientes”, adverte.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Vem Ser Mais Solidário atende profissionais da área de eventos

Avatar

Publicado


.

A campanha do Governo de Mato Grosso, “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus” atendeu, nesta sexta-feira (22.05), os profissionais que trabalham no setor de eventos em Cuiabá. Articulado pelo colunista social e produtor de eventos, Fernando Baracat, foram entregues cestas básicas para garçons, seguranças, músicos e vários outros trabalhadores do setor, que em razão da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), estão impossibilitados de trabalhar.

A ação idealizada de maneira totalmente voluntária pela primeira-dama Virginia Mendes e executada por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) tem como objetivo auxiliar famílias que estejam passando por situação de vulnerabilidade durante a pandemia, provendo alimento e materiais de limpeza.

Na Arena Pantanal, sede de arrecadação das doações do projeto, os profissionais beneficiados pela última ação receberam suas cestas seguindo todos os protocolos de saúde e higiene.

Fernando Baracat destacou a parceria com a primeira-dama e agradeceu o carinho e atendimento com os profissionais da classe. “Nós movimentamos bastante a economia com eventos, festas e centenas de trabalhadores estão precisando de ajuda neste momento tão difícil. E a primeira-dama Virginia Mendes tem sido uma grande parceira, provendo alimentos neste momento de extrema dificuldade. Muito obrigada pela ajuda”, disse Baracat.

O garçom João Figueiredo, um dos beneficiados com as cestas, enalteceu as doações. “O Governo e a primeira-dama estão de parabéns com esta ação, pois estão ajudando a todos que mais sofrem na pandemia. Nós estamos impossibilitados de trabalhar, não porque a gente quer, mas por conta do vírus, e as coisas começam a ficar difíceis em casa, faltando comida. Só tenho a agradecer essas cestas e a ajuda”, afirmou.

Para a primeira-dama Virginia Mendes, o objetivo é exatamente este, estender a mão a quem mais precisa neste momento. “Já tive a oportunidade de estar com grande parte desses profissionais em eventos e ocasiões festivas. Tenho um profundo respeito e admiração por todos e sei que somente com união, amor e solidariedade vamos conseguir superar a crise, mas vamos superar e, em breve, estaremos celebrando juntos novamente. Agradeço a todos que estão nos ajudando a levar comida a tantas famílias em Mato Grosso”, finalizou a primeira-dama.

Aos interessados em contribuir com essa rede do bem, há duas formas: procurar o ponto de arrecadação na Arena Pantanal, ou se preferir, a doação de recursos pode ser feita diretamente na conta bancária especial, aberta exclusivamente para isso: Banco do Brasil. Agência 3834-2. Conta bancária número 1.042.810-0 (CNPJ: 03.507.415/0009-00). Os recursos financeiros doados serão utilizados integralmente para a compra de cestas básicas.

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Sema garante novos equipamentos que fortalecerão fiscalização ambiental

Avatar

Publicado


.

O Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA) e a Delegacia Especializada de Meio Ambiente receberam nesta sexta-feira (22) uma camionete, um barco e equipamentos de campo. A entrega foi realizada por meio do Programa de Apoio Operacional da Usina Hidrelétrica de Sinop dentro do processo de licenciamento realizado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

“A entrega foi feita para fortalecer as ações de campo e o apoio que essas instituições nos dão nas ações de proteção ao meio ambiente”, destacou a secretária adjunta de Licenciamento Ambiental e Recursos Hídricos da Sema, Lilian Santos, que representou a secretária Mauren Lazzaretti durante a solenidade.

Os equipamentos e veículos doados pela UHE Sinop foram recebidos pelo tenente coronel Rodrigo Eduardo Costa, comandante do BPMPA, e pela delegada Alessandra Saturnino, titular da Delegacia Especializada de Meio Ambiente.

“A Sema reconheceu nossas dificuldades e necessidades e intercedeu por nós no processo de licenciamento para que também fossemos contemplados dentro do Plano de Apoio Operacional”, agradeceu o comandante.

Sede nova

O Casarão do Parque Estadual Mãe Bonifácia irá abrigar a sede administrativa do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA). A entrega das chaves foi feita ontem (22), formalizando o acordo com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente firmado em dezembro de 2019.

A partir da instalação da sede, o Batalhão irá atuar com atividades de educação ambiental, fiscalização e segurança da unidade de conservação que atualmente é um dos cartões postais de Cuiabá.

“Estou na Sema há 22 anos e lembro que o Batalhão sempre nos apoiou para proteger nossas vidas durante os trabalhos de campo. É uma honra recebê-los aqui neste espaço que já foi ocupado, demonstrando a integração entre os órgãos que lutam pela proteção do meio ambiente e qualidade de vida da população”, destacou Lilian Santos.

Para o Tenente Coronel Eduardo, comandante do BPMPA, a utilização do Casarão pelo Batalhão trará à corporação a oportunidade de promover a aproximação com a população, por meio das ações de educação ambiental e de proteção à unidade de conservação.

O Casarão, construção icônica em madeira, estava fechado para reforma. A manutenção foi feita por meio de recursos de compensação ambiental da empresa Matrinchã Transmissora de Energia, que liga Ribeirãozinho até Paranaíta.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana