conecte-se conosco


Mato Grosso

Equipe da Unemat tira dúvidas de trabalhadores que buscam o Auxílio Emergencial

Avatar

Publicado


.

Professores e estudantes do curso de Ciências Contábeis, do campus da Unemat em Nova Mutum, estão prestando assessoria para orientar microempreendedores individuais (MEI), autônomos e trabalhadores informais em relação ao auxílio emergencial de R$ 600, autorizado por meio do Projeto de Lei 13982/2020, do Governo Federal.

Um grupo, constituído por oito professores e seis acadêmicos da Unemat em Nova Mutum, faz atendimento online aos profissionais com dúvidas no preenchimento dos formulários e cadastros, para fim de recebimento do auxílio emergencial. O benefício é destinado a desempregados e trabalhadores informais que estão sem renda durante a quarentena para combater a pandemia do Coronavírus.

A ação de extensão teve início na terça-feira (07.04) e, em apenas um dia, já atendeu 12 pessoas. O coordenador do projeto, docente da Unemat Agilson Poquiviqui, explicou que a iniciativa busca contribuir para que as pessoas não tenham que se deslocar até o banco para sanar dúvidas, evitando aglomerações.

“Muitos trabalhadores informais não têm facilidade no uso de celulares e computadores e, com isso, ficam com dúvidas no preenchimento do formulário eletrônico da Caixa. Nesses casos, acompanhamos o passo-a-passo pelo WhatsApp e vamos orientando”, disse Agilson.

Entre as principais dúvidas, nesse primeiro dia, a demora no envio do código pelo sistema e o não aparecimento da cidade de origem na tela de confirmação dos dados. “São pequenas dificuldades que, para a pessoa mais idosa que não tem intimidade com plataformas digitais, se tornam um empecilho para a conclusão do cadastro”, explicou.

Além da assessoria para o preenchimento na plataforma digital, a equipe da Unemat também está capacitada para orientar sobre as principais dúvidas do público, entre elas: Quem tem o direito? Quais os requisitos? Como faço para acessar?

Horário de atendimento é o mesmo do expediente bancário, das 9h às 13h00. São quatro números de telefone: (65) 99997-5065, (65) 99916-5078, (65) 98103-7291 e (65) 99622-1144.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Fiscalização vistoria preços de produtos de higiene e proteção em estabelecimentos comerciais

Avatar

Publicado


.

Mais um estabelecimento comercial em Cuiabá passou pela fiscalização da equipe da Polícia Civil e Procon Estadual, nesta quarta-feira (27.05). Agentes estão percorrendo supermercados, farmácias e distribuidoras de medicamentos e produtos hospitalares para checar possível prática de preços abusivos de produtos com alta procura neste período de pandemia.

O comércio vistoriado é uma farmácia localizada na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, em Cuiabá, e foram checados preços de produtos como máscaras de proteção, álcool em gel e vitamina C.

A fiscalização da equipe integrada já percorreu, desde o início da operação, em 30 de abril, oito estabelecimentos entre hipermercados, posto de combustível, farmácia e distribuidoras de produtos médico-hospitalares.

A ação é realizada pela Equipe Especial de Pronta Resposta da Polícia Civil e conta com policiais da Delegacia Especializada do Consumidor, Gerência de Operações Especiais e Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá, além de fiscais do Procon-MT.

As equipes coletam, inclusive com imagens, informações dos produtos que depois passarão por análise para checar se há anormalidade em relação aos preços praticados.

O delegado Rodrigo Azem Buchdid, que coordena a Equipe Especial da Polícia Civil, pontua que a fiscalização checa os produtos de higiene e proteção, além de gêneros alimentícios da cesta básica.

“Focamos a fiscalização nos produtos que tiveram uma procura bastante substancial em função do período que vivenciamos. Álcool em gel, água sanitária, entre outros, cuja procura aumentou bastante após o início da pandemia, como as máscaras de proteção, cuja procura teve um aumento substancial neste período”, explica o delegado.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Parceria entre Estado e produtores levará primeira etapa de pavimentação a Gaúcha do Norte

Avatar

Publicado


.

Esperada há mais de 30 anos, a pavimentação da rodovia MT-129, que liga o munícipio de Gaúcha do Norte às demais cidades de Mato Grosso, será realizada graças à parceria público-privada conhecida como PPP Social, firmada entre o Governo do Estado e a Associação de Manutenção e Extensão da MT-129 (AMEX).

A assinatura do termo de colaboração foi realizada pelo governador Mauro Mendes, o vice-governador Otaviano Pivetta, o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, o presidente da AMEX, Ari do Prado, e acompanhada pelo prefeito de Gaúcha do Norte, Voney Goiano.

Com a colaboração, o Governo do Estado e associação se unem para pavimentar 39,04 quilômetros da MT-129, no trecho da MT-020 (Rio Alegre) até chegar ao município de Gaúcha do Norte.  Os investimentos serão da ordem de R$ 32 milhões e essa será a primeira etapa das obras de pavimentação.

Do montante investido, R$ 27 milhões serão repassados pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e os outros R$ 4,9 milhões serão a contrapartida da associação, para que possam executar a obra na rodovia, que é uma importante ligação do município com Paranatinga.

De acordo com o presidente da AMEX, Ari do Prado, o interesse da associação por assumir o compromisso de auxiliar o Estado na pavimentação ocorreu em razão da grande dificuldade que os produtores encontram para escoar a produção da região, que tem apenas as rodovias não-pavimentadas MT-129 e a MT-427 e a BR-242 como acessos.

Presidente da AMEX, Ari do Prado, celebrado termo de colaboração

Hoje o município possui mais de 220 mil hectares de Soja, um rebanho Bovino de 170 mil cabeças de gado e um cultivo de um milhão de pés de Seringueira e os produtores demoram cerca de quatro a cinco horas para realizar o trajeto da MT-129, por falta de asfalto.

“Nós unimos os produtores e vamos fazer a colaboração de uma saca de soja por hectare, para que possamos arrecadar o valor e inteirar o que o Estado já está destinando, para poder realizar essa obra. A pavimentação é um clamor geral da população e de todo cidadão de Gaúcha do Norte. Em época de chuva, às vezes, você nem consegue sair do município”, disse.

Ainda segundo Ari, essa primeira parceria social é o pontapé inicial para que novas parcerias para execução das obras de pavimentação possam ser realizadas em prol do município.  “Hoje já estamos conversando para pensar outros projetos, porque esse vai dar certo. Aliás, já está dando certo. Temos também a rodovia MT-427, que é outra ligação de Gaúcha do Norte, que podemos pensar em parceria também. Se Deus quiser a falta de pavimentação será uma realidade que vai ficar no passado”, afirmou o presidente da AMEX.

Para o prefeito de Gaúcha do Norte, Voney Goiano, a associação tem papel fundamental para que a obra seja realizada no município que, com a pavimentação, tende a se desenvolver ainda mais nas áreas econômica, social, de saúde e educação, por exemplo.

“Uma região com pavimentação desenvolve em uma velocidade que não se tem ideia. Através da associação, o Governo viu a facilitação para realizar a obra. Se fosse através da Prefeitura seria mais burocrática. Com a associação, a obra vai chegar numa velocidade que o povo de Gaúcha do Norte merece e espera”, disse.

Parceria foi firmada entre Governo do Estado e Associação 

Ainda segundo o prefeito, a pavimentação é esperada principalmente pelos moradores do município mesmo antes da emancipação, há 24 anos, e é a realização de um sonho. “Isso é de extrema importância e não vamos medir esforços para ajudar e esse asfalto vai chegar em boa hora.  A população de Gaúcha do Norte está muito satisfeita com essa obra”, disse o prefeito.

Para o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, formalizar parcerias sociais é um grande modelo de gestão, adotado pelo Governo do Estado, para atender mais as regiões com serviços de infraestrutura, proporcionar desenvolvimento para todo Mato Grosso e beneficiar o cidadão.

“O trabalho do Governo é esse. Com o pouco que tem, procurar os prefeitos, associações e consórcios para que possamos fazer esse dinheiro render muito. É isso que fizemos ao formalizar essa PPP Social, com um custo quase 40% mais barato do que um orçamento normal, e vamos executar essas obras com orçamento em torno de R$ 600 mil o quilometro. Uma vantagem, pois o Estado faz mais, gastando menos, e a população ganha mais qualidade de vida. E o Estado precisa disso para se desenvolver”, encerrou.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana