conecte-se conosco


Esportes

Conmebol adianta 60% da premiação da Libertadores e Sul-Americana

Avatar

Publicado


.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) decidiu antecipar até 60% das premiações – referentes a fase de grupos da Libertadores e da segunda etapa da Sul-Americana – para mitigar o impacto econônico sobre os clubes empenhados em combater a pandemia do novo coronavírus (covid-19). A medida foi publicada, em um comunicado oficial, no site da entidade, na tarde desta quinta-feira (26). No Brasil, os clubes beneficiados serão Flamengo, Palmeiras, Athletico-PR, São Paulo, Grêmio, Internacional e Santos.

Conforme o regulamento da Copa Libertadores, cada um dos 32 clubes que participam da fase de grupos receberá, ao final desta etapa, US$ 3 milhões (valor referente aos três jogos que cada um fará como mandante). E os 60% de antecipação anunciados pela Conmebol, equivalem a aproximadamente R$ 9,1 milhões. No Brasil,
afetados pelo avanço da pande serão antecipados.

Em relação à Sul-Americana – atualmente na segunda fase – os clubes terão direito a antecipação de aproximadamente 60% de US$ 375 mil, o que representa US$ 225 mil (quase R$ 1,14 milhão). Vasco e Bahia são os brasileiros no torneio. 

Em relação à Sul-Americana, que está na sua segunda fase, os clubes participantes terão direito a antecipação de aproximadamente US$ 225 mil (R$ 1,14 milhão), 60% dos US$ 375 mil. Vasco e Bahia são os brasileiros no torneio. Os confrontos dessa fase ainda serão sorteados.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook

Esportes

Uefa define 3 de agosto como limite para final da Liga dos Campeões

Avatar

Publicado


.

A final da Liga dos Campeões da Europa tem o dia 3 de agosto como data limite. Esta declaração foi dada pelo presidente da Uefa (entidade máxima do futebol europeu), o esloveno Aleksander Ceferin, em entrevista à emissora alemã ZDF.

Contudo, o dirigente afirmou que tudo vai depender do controle do novo coronavírus (covid-19) dentro do velho continente.

Segundo Ceferin, há um estudo para realizar as quartas de final e as semifinais em jogo único. As partidas poderão ser simultâneas a jogos de campeonatos nacionais de forma a que se cumpra o prazo. Há ainda a hipótese de estas fases decisivas acontecerem com estádios vazios e portões fechados. Porém, não existe consenso sobre esta medida dentro da Uefa e o próprio Ceferin afirmou que prefere a presença de público.

A final da atual edição da Liga dos Campeões da Europa está programada para ser disputada em Istambul (Turquia).

 

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Jogador inglês critica plano de cortes de salários

Avatar

Publicado


.

O atacante inglês Wayne Rooney classificou como “desgraça” a pressão realizada para que hajam cortes de salários de jogadores da Premier League (Primeira Divisão do Campeonato Inglês) por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), publicou neste domingo (5) o jornal britânico Sunday Times.

Na última semana, o secretário de Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, afirmou que os jogadores da Premier League devem sofrer cortes nos salários, e a Premier League disse que os clubes estão conversando sobre uma redução de 30%.

“Primeiro o secretário de saúde (…) disse que os jogadores da Premier League deveriam sofrer um corte salarial. Ele estava desesperado para desviar a atenção do tratamento que o Governo faz dessa pandemia?”, questionou o jogador.

O movimento de redução de salários de atletas profissionais tem se espalhado pelo mundo. Na Espanha, Alemanha, nos Estados Unidos e até no Brasil, seja no futebol ou em outras modalidades como o basquete (a NBA tem pensado na diminuição dos vencimentos de seus atletas) esta medida tem sido estudada para lidar com a diminuição de receitas de agremiações esportivas.

Doação de parte dos salários

Contudo, a postura de Rooney não é unanimidade entre as estrelas do futebol inglês. Na última sexta (3), o jornal Daily Mail publicou que os jogadores do Manchester United aceitaram reduzir seus salários e destinar este valor para o sistema de saúde do Reino Unido.

Segundo a publicação, os jogadores de Old Trafford concordaram em renunciar a 30% de seus vencimentos desde que o dinheiro seja usado para beneficiar hospitais e centros de saúde em Manchester na luta contra o coronavírus.

Além disso, o capitão do Liverpool, o meia Jordan Henderson, está organizando um fundo de crise que deve arrecadar milhões para o sistema de saúde do Reino Unido, contando com a ajuda de outros capitães do Campeonato Inglês.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana