conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil fecha duas empresas clandestinas de transportes de passageiros em Sorriso

Avatar

Publicado


.

Assessoria | PJC-MT

Duas empresas clandestinas de transporte de passageiros que funcionavam na zona Leste de Sorriso (442 km ao Norte de Cuiabá) foram fechadas, na terça-feira (24.03), em ação conjunta da Polícia Civil e do Núcleo Integrado de Fiscalização (NIF) do município.

O trabalho resultou na prisão de duas pessoas, proprietários das empresas, e na apreensão de material que comprova a prática ilegal. Os suspeitos responderão pelo crime de exercer atividade econômica ou anunciar que exerce, sem preencher as condições a que por lei está subordinado a seu exercício, previsto no Decreto lei 3688/41.

Segundo o delegado de Sorriso, André Eduardo Ribeiro, as empresas funcionavam em duas pequenas salas comerciais na zona Leste, onde eram vendidas as passagens e foram apreendidos diversos materiais como cadernos com anotações com datas e horários de viagens.

O proprietário de uma das empresas confessou que os ônibus faziam viagens até de ida e volta até o nordeste do país, sendo apreendido um ônibus utilizado para fazer o transporte dos passageiros. O delegado recomenda a população tomar muito cuidado ao comprar passagens em empresas de origem duvidosa.

“A PRF vem fiscalizando as estradas e a Polícia Civil e o NIF está atuando nas fiscalizações das empresas. A empresa que atua de foram clandestina não tem compromisso com os clientes e cuidados com seus veículos que muitas vezes não apresentam condições de viagem. Estejam sempre atentos em procurar empresas corretas para não ter maiores prejuízos”, disse o delegado.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook

Policial

Por causa da pandemia oficiais da PM,dos Bombeiros e delegados fazem Curso Superior telepresencial

Avatar

Publicado


.

Quase 70 alunos, 63 tenentes-coronéis da Polícia Militar, um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Militar e cinco delegados da Polícia Judiciária Civil, começaram o Curso Superior de Polícia(CSP -2020) –  com ênfase em Estudo de Comando e Estado Maior (CSP/ECEM)  na modalidade telepresencial por causa da pandemia da Covid-19.

Iniciado no último dia três, por meio da Academia de Polícia Militar Costa Verde, o CSP se estenderá até fevereiro de 2021. Esse curso é uma pós-graduação exigida para ocupar postos de comando e ascender na carreira, no caso dos militares, ao último posto, o de coronel. Essa é primeira vez em décadas que os profissionais dessa pós-graduação não estarão juntos em sala de aula, entretanto terão aula todos os dias no período vespertino.

A diretriz 001/DEIP/2020, de 07 de Julho de 2020, que passou o curso de presencial para meios digitais, vale enquanto durar a situação de pandemia do novo coronavírus(Covid – 19). O diretor da Deip, tenente-coronel PM  André Willian Dorileo, destaca a necessidade e importância da retomada da qualificação dos profissionais da Polícia Militar e outras instituições da Segurança Pública.

Dorileo assinala que utilizando uma prerrogativa da Lei de Ensino da PMMT foi possível não só inovar, mas principalmente alinhar as tecnologias disponíveis com a garantia da missão de transmitir o conhecimento de forma efetiva, interativa e em tempo real, mesmo nesse período excepcional que o mundo tem vivenciado em razão da pandemia e as exigências de medidas sanitárias e de distanciamento social. Na análise do diretor da Deip, as aulas telepresenciais se tornarão um marco, criando desde já uma grande expectativa aos discentes e gestores da instituição.

O coordenador Pedagógico do CSP, tenente-coronel Gabriel Leal, diz que se trata de uma pós-graduação digna do nome pós, agora em um formato novo, o telepresencial, que nada perderá em qualidade de ensino considerando o planejamento elaborado até o momento das inscrições.

O comandante da Academia de Polícia Militar Costa Verde, tenente-coronel Wellington Prado de Campos, observa que o objetivo normativo dessa pós-graduação é proporcionar à PMMT um profissional a altura dos desafios que o cenário nacional impõe.

O curso

O CSP é uma especialização lato sensu com mais de 400 h/a, cujo requisito ao certificado é um artigo científico. O foco do curso será política estratégica e desenvolvimento regional com disciplinas voltadas tanto ao planejamento institucional quanto ao agronegócio. Quer-se, dessa forma, um gestor que entenda os desafios conjunturais de Mato Grosso na perspectiva da Segurança Pública. O CSP tem por finalidade ampliar o escopo a alta administração estadual. Por essa característica, o diálogo será interdisciplinar com a PJC e Corpo de Bombeiros Militar.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Policiais civis cumprem mandado contra suspeito que praticou abuso contra criança de 12 anos

Avatar

Publicado


.

Assessoria | Polícia Civil-MT   

Um homem investigado por estupro de vulnerável em Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá) foi preso pela Polícia Civil do município no sábado (08.08). A ação foi realizada pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DDM) para cumprimento de mandado judicial.

O suspeito de 21 anos teve a ordem de prisão decretada pela Comarca local por estupro de vulnerável, após investigação e representação da Polícia Civil. 

As diligências iniciaram no mês de maio, quando a mãe da vítima, de apenas 12 anos, procurou a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DDM) da cidade para denunciar os abusos sofridos pela filha, que tem debilidade neurológica e mentalidade de uma criança de oito anos.

A mãe informou que começou a trabalhar no estabelecimento comercial do seu sogro. Como não tinha com quem deixar os filhos, passou a levar as crianças para o trabalho. No dia 15 de maio, ela percebeu que a garota havia sumido e passou a procurar pela menina, quando avistou alguém tentando segurar o braço da filha dentro do estabelecimento. Na sequência, a menor saiu da câmara fria do local muito assustada e com os olhos cheios de lágrimas. 

A vítima aparentando estar muito medo contou para a mãe que um dos funcionários havia lhe puxado e beijado à força na boca. E que em outra ocasião, a menina estava sentada sozinha na cozinha pintando e o suspeito passou as mãos em sua genitália. 

Diante dos relatos, a equipe da Delegacia Especializada passou a investigar os fatos. Durante os depoimentos colhidos, o irmão da vítima afirmou que não presenciou os abusos, porém, ele revelou que a suspeito a todo tempo fazia de tudo para ficar só com a menor, mandando que o irmão pegasse água ou então ficasse cuidando do cachorro do vizinho.

Com base nos indícios e provas da prática criminosa, a delegada Judá Maali Pinheiro Marcondes representou pelo mandado de prisão do suspeito, deferido imediatamente pela Justiça. Após a expedição do mandado,  os policiais civis localizaram o investigado no bairro Jardim Paraíso. 

O suspeito foi conduzido à unidade policial e interrogado pela delegada Judá Maali. Posteriormente, ele foi encaminhado para a unidade prisional em Cáceres, ficando à disposição do Poder Judiciário.    

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana