conecte-se conosco


Destaque

6 casos confirmados e 210 suspeitos de coronavírus confira a lista atualizada por cidade de MT

Avatar

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (23), seis casos confirmados e 210 suspeitos de coronavírus em Mato Grosso. Os casos são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios.

Os casos confirmados do COVID-19 são em Cuiabá (5) e Várzea Grande (1). Já as ocorrências que levantam a suspeita do vírus  estão em Alta Floresta (3), Araputanga (1), Aripuanã (3), Barão do Melgaço (1), Barra do Garças (1), Cáceres (3), Campo Novo do Parecis (6), Campo Verde (3), Comodoro (3), Cotriguaçu (1), Cuiabá (21), Guaratã do Norte (1), Guiratinga (1), Ipiranga do Norte (1), Juína (2), Juruena (1), Lucas do Rio Verde (6), Matupá (2), Nova Monte Verde (1),  Nova Mutum (1), Nova Olímpia (1), Nova Xavantina (1), Novo Horizonte do Norte (1), Paranatinga (3), Pedra Preta (1), Peixoto de Azevedo (1), Pontes e Lacerda (2), Poxoréo (1), Primavera do Leste (5), Rondonópolis (17), São José do Rio Claro (3), Sapezal (2), Sinop (14), Sorriso (1), Tabaporã (2), Tangará da Serra (13), Terra Nova do Norte (1) e Vila Bela da Santíssima Trindade (1).

Outros municípios somam, juntos, 66 casos suspeitos, no entanto, em virtude da instabilidade do sistema, as Secretarias Municipais de Saúde não conseguiram alimentar o ambiente virtual, por isso esses municípios não aparecem no boletim – apenas os casos configuram nas estatísticas. De acordo com informações da área técnica da SES, 37 casos foram descartados.

O aumento no número de casos suspeitos também é consequência da atualização do protocolo de definição de caso, conforme direcionamento do Ministério da Saúde; a medida impactou no aumento de casos suspeitos e confirmados em todo o país. A área técnica também esclareceu que o sistema de informação oficial segue instável, o que justifica a possibilidade de os dados estarem discordantes daqueles que poderão ser apresentados pela plataforma do Ministério da Saúde.

O detalhamento de casos por municípios é divulgado de segunda-feira a sexta-feira em Nota Informativa liberada pela SES às 17h – horário em que também ocorre a coletiva de imprensa virtual com o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, transmitida pelo Instagram e FaceBook do Governo do Estado.

Agilidade na análise de amostras

Na última quinta-feira (19), o Laboratório Central do Estado de Mato Grosso (Lacen-MT), unidade de referência para análises epidemiológicas relacionadas a COVID-19, iniciou a realização dos testes de diagnóstico do coronavírus no Estado.

Até então, as amostras para COVID-19 chegavam ao Lacen e, a depender da análise negativa para outros vírus, eram enviadas ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo – um dos laboratórios de referência nacional. A partir de agora, o Lacen trabalhará com o prazo de até 72h para divulgação do resultado, após a amostra entrar no laboratório estadual; prazo que auxilia na celeridade das investigações.

Recomendações

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Todas as Notas Informativas da SES estão disponíveis neste link.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Destaque

Sem consenso lockdown esta descartado até segunda-feira em Cuiabá e VG

Avatar

Publicado

Emanuel Pinheiro anunciou que, a partir de agora, Cuiabá e Várzea Grande tomarão medidas em conjunto para combater o novo coronavírus.

Terminou agora pouco a audiência de conciliação entre o governador Mauro Mendes (DEM), o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) e a prefeita de Várzea Grande Lucimar Campos (DEM)  para discutir o fechamento total do comércio e a restrição à circulação de pessoas – o chamado lockdown, e terminou sem consenso entre os gestores .
A decisão foi adiada para segunda (22), quando será realizada nova rodada de conversações. A audiência realizada na tarde desta sexta (19) foi conduzida pelo juiz José Lindote, da Vara Especializada da Fazenda Pública de Várzea Grande.

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), considerou positiva, a primeira audiência de conciliação, segundo o emedebista, o Governo do Estado e as Prefeituras vão alinhar as ações até segunda para publicar decretos em conjunto. Uma das medidas cogitadas é o inicio do toque de recolher às 19h.

“O toque de recolher, que começa às 22h30, pode começar às 19 horas. A ideia é unificar as ações na Região Metropolitana, pensando sempre em preservar saúde e a vida das pessoas. Isso é a prioridade para nós. Esse foi o ponto positivo da reunião”, declarou Emanuel após a audiência, falando em garantir a segurança e a estabilidade da população durante o combate a pandemia.

Técnicos da Secretaria de Estado de Saúde (SES). que classificou as cidades como risco muito alto de contágio de contaminação da Covid-19, também foram ouvidos na audiência. Mais 11 municípios  estão nesta lista

A audiência de conciliação é resultado da  ação civil pública, do Ministério Público Estadual, por meio dos promotores de Justiça Alexandre de Matos Guedes e Audrey Ility, pela decretação do  lockdown na Capital e em Várzea Grande.

URGENTE INFORMAÇÕES ATUALIZADAS

Posted by Lapada Lapada on Friday, June 19, 2020

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Em Mato Grosso, mais de 880 mil sacam auxílio emergencial de R$ 600

Avatar

Publicado

Cerca de 24% da população do Estado necessitou de ajuda do Governo Federal durante crise da pandemia.

Quase um milhão de pessoas já receberam o Auxilio Emergencial de R$ 600 do Governo Federal, em Mato Grosso. De acordo com os dados, em números exatos no Estado, 887.639 mil pessoas já recorreram ao benefício criado por conta da crise econômica provocada pelo coronavírus. O montante representa 24% dos 3 milhões de habitantes do território mato-grossense.

Em Cuiabá, já foram 155 mil beneficiados, o que representa 25% dos 612 mil moradores da capital. Em Várzea Grande, 74 mil pessoas já realizaram o saque do dinheiro. O montante representa 26% dos 284 mil moradores da 2ª maior cidade do Estado.

Já em outras cidades polos de Mato Grosso, os gráficos confirmam que mais de 5 mil pessoas já se beneficiaram. São os casos de Sinop, com 38 mil (26% da população), Sorriso, com 19 mil (21% da população),  Lucas do Rio Verde, 15 mil (22% da população), Nova Mutum, com 9 mil (21% da população), Alta Floresta, com 12 mil (24% da população), Barra do Garças, com 20 mil (32% da população).

No Brasil, em 42 cidades o auxílio emergencial já foi pago a mais da metade da população. No ranking estadual, MT ocupa o 18º lugar do percentual da população que já recebeu a ajuda federal. Na liderança está o Piauí, com 35,5% de seus habitantes beneficiados.

A população para cada cidade é uma estimativa baseada no último Censo, realizado há dez anos. Sendo assim, há disparidades entre os dados e a realidade. Como o número calculado pelo IBGE é utilizado para o repasse de dinheiro federal para municípios, governos locais estão entrando na justiça para a projeção ser alterada. Há 19 situações dessa, sendo uma delas em Porto Velho, capital de Rondônia.

AUXILIO EMERGENCIAL  

A ajuda financeira começou a ser paga no dia 7 de abril aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19.

O benefício no valor de R$ 600,00 será pago por três meses, para até duas pessoas da mesma família.

Para as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente será de R$1.200,00.

IBGE

IBGE

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana