conecte-se conosco


Esportes

Não há hipótese para realização dos Jogos, diz Presidente do CPB

Avatar

Publicado


.

O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Mizael Conrado, afirmou em entrevista publicada pelo portal Globoesporte.com nesta sexta (20) que o avanço do novo coronavírus (covid-19) por todo o mundo faz com que não haja “qualquer hipótese para sua realização [dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos] na data prevista [2020]”

Segundo o dirigente, o ideal é que o evento seja adiado até a mesma época do ano de 2021.

“Acredito que não haverá condições para que se façam os Jogos. Entendo ainda que seria fundamental uma posição imediata do COI (Comitê Olímpico Internacional), que na última semana se manifestou encorajando os atletas a buscarem formas de treinar. Uma mensagem, inclusive, que vai contra o que foi recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), de que as pessoas têm que se isolar”, disse Mizael.

Para o presidente do CPB: “Essa pandemia é um evento sem precedentes no mundo. Uma grande guerra”.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook

Esportes

Jogador inglês critica plano de cortes de salários

Avatar

Publicado


.

O atacante inglês Wayne Rooney classificou como “desgraça” a pressão realizada para que hajam cortes de salários de jogadores da Premier League (Primeira Divisão do Campeonato Inglês) por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), publicou neste domingo (5) o jornal britânico Sunday Times.

Na última semana, o secretário de Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, afirmou que os jogadores da Premier League devem sofrer cortes nos salários, e a Premier League disse que os clubes estão conversando sobre uma redução de 30%.

“Primeiro o secretário de saúde (…) disse que os jogadores da Premier League deveriam sofrer um corte salarial. Ele estava desesperado para desviar a atenção do tratamento que o Governo faz dessa pandemia?”, questionou o jogador.

O movimento de redução de salários de atletas profissionais tem se espalhado pelo mundo. Na Espanha, Alemanha, nos Estados Unidos e até no Brasil, seja no futebol ou em outras modalidades como o basquete (a NBA tem pensado na diminuição dos vencimentos de seus atletas) esta medida tem sido estudada para lidar com a diminuição de receitas de agremiações esportivas.

Doação de parte dos salários

Contudo, a postura de Rooney não é unanimidade entre as estrelas do futebol inglês. Na última sexta (3), o jornal Daily Mail publicou que os jogadores do Manchester United aceitaram reduzir seus salários e destinar este valor para o sistema de saúde do Reino Unido.

Segundo a publicação, os jogadores de Old Trafford concordaram em renunciar a 30% de seus vencimentos desde que o dinheiro seja usado para beneficiar hospitais e centros de saúde em Manchester na luta contra o coronavírus.

Além disso, o capitão do Liverpool, o meia Jordan Henderson, está organizando um fundo de crise que deve arrecadar milhões para o sistema de saúde do Reino Unido, contando com a ajuda de outros capitães do Campeonato Inglês.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Ex-presidente da CBF José Maria Marín retorna ao Brasil

Avatar

Publicado


.

Por conta da idade avançada (87 anos) e dos riscos do novo coronavírus (covid-19), José Maria Marín retornou ao Brasil. O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) desembarcou neste domingo (5) no aeroporto de Viracopos (Campinas), vindo de um voo de Nova Iorque.

O dirigente estava detido há 5 anos nos EUA e cumpria prisão domiciliar por fraude bancária, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

A prisão de Marin foi efetuada, em maio de 2015, em Zurique (Suíça). Ainda naquele ano, foi extraditado para os EUA, onde foi julgado e condenado à prisão e à devolução de milhões de dólares.

De acordo com as investigações norte-americanas, o ex-dirigente esportivo teria recebido cerca de U$ 6,5 milhões de propina de empresas de marketing esportivo dos EUA para assinar contratos de direitos comerciais de competições de futebol sul-americanas.

Banido pela Fifa, Marin teve agora a pena reduzida pela mesma juíza federal, Pamela Chen, que, ao decretar a sentença, o qualificou de “câncer” para o esporte. Banido pela Fifa, Marin, antes de ser presidente da CBF (2012 a 2014), foi governador, deputado e vereador pelo estado de São Paulo.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana