conecte-se conosco


Entretenimento

Larissa Manoela posa abraçadinha com ex-namorado de Sasha e web aprova casal

Avatar

Publicado

Larissa Manoela surgiu agarradinha com o ex-namorado de Sasha Meneghel, o ator Bruno Montaleone. A imagem, que foi compartilhada por ele na última terça-feira (26), despertou a curiosidade dos seguidores dos dois, que ficaram perguntando se eles estão juntos. 

Leia também: Acusados de golpe, Larissa Manoela e seus pais são alvos de processo milionário

Bruno Montaleone  e Larissa Manoela arrow-options
Reprodução/Instagram

Bruno Montaleone e Larissa Manoela

A foto foi tirada em Nova York, nos Estados Unidos, onde eles estão gravando as últimas cenas do filme “Diários de Intercâmbio”. “Ê, casalzinho fofo! Climinha de final de filmagem e por aqui só alegria! Obrigado por essa jornada, parceira!”, escreveu Bruno no Instagram sobre Larissa Manoela .

Leia também: Maria Joaquina cresceu! Larissa Manoela está na Globo: “Na tela da TV”

Larissa aproveitou o compartilhamento para agradecer o carinho do colega. “Valeu demais, Bruno! Ansiosa para compartilhar a história desse casal nas telonas! Já em clima de saudades e feliz por tudo que vivemos. E essa foto está uma fofura só”, disse ela.

Leia também: Nada de rivalidade, Maisa se despede de Larissa Manoela no SBT

Após a publicação, os seguidores dos dois apostaram em um casal na vida real também. “Melhor que o par original da Larissa!”, alfinetou uma fã. “Fofinhos demais”, disse outra seguidora de Larissa Manoela . “Muito errado shippar vocês?”, indagou mais uma. “Meu casal”, declarou uma quarta pessoa.

Comentários Facebook

Entretenimento

Felipe Neto acusa Neymar de não se importar com vidas negras e cobra craque

Avatar

Publicado


source

O nome de Felipe Neto amanheceu nesta segunda-feira (1) como um dos assuntos mais comentado do Twitter. O motivo é porque desta vez o youtuber decidiu cobrar um posicionamento de Neymar sobre os atos de racismo que acontecem no Brasil e no mundo, após uma semana marcada por manifestações antirracistas nos Estados Unidos.

Felipe Neto e Neymar
Reprodução/Instagram

Felipe Neto e Neymar


Com uma sequência de tweets de Neymar, Felipe Neto escreveu: “Vidas negras importam. Mas nem todo mundo se importa”. Desde o início do mês passado, o  youtuber tem cobrado posicionamentos políticos de influenciadores e figuras públicas e acusou que quem se cala perante um “governo fascista, também é fascista”.


Na rede social, a atitude do youtuber não foi tão bem recebida e foi motivo de críticas. “Neymar é um homem negro que até então não tomou consciência racial, o que é extremamente triste. Mas assim o Felipe Neto é um homem branco que só se posiciona p ganhar like e RT e na maioria das vezes erroneamente. Eu não tenho paciência para dar palco pra esse jumento”, escreveu uma. “Tipo o Felipe Neto cobrando o Neymar é o porquê da gente precisar tomar cuidado ao se posicionar tipo irmão calma lá você é branco”, disse outro.

Leia também: Youtuber rebate Felipe Neto após cobrança de posicionamento político de famosos







Mas também houve quem concordou com o posicionamento de Felipe Neto e justificou. ” Felipe Neto não falou nenhuma mentira sobre Neymar. O cara é um completo insentão. Várias coisas acontecem e ele felizão na bolha dele. Agora se o assunto for BBB e se posiciona. Ele joga y joga e é tombado y tombado”, explicou uma. “Eu tenho certeza que o Neymar esquece as vezes que ele é preto, o cara se isola na bolha dele e esquece o mundo”, comentou outro.







Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Dr. Rey luta por vaga de Ministro da Saúde: “Intenção é ajudar minha pátria”

Avatar

Publicado


source

Formado em medicina nos Estados Unidos com cursos de especializações em instituições mundialmente conhecidas como a Universidade Harvard, Dr. Robert Rey acreditava ter condições de assumir o ministério da Saúde . E a primeira coisa que ele fez assim que Nelson Teich deixou o cargo foi mandar um vídeo se colocando à disposição de Bolsonaro . Só que o médico, conhecido como Dr. Hollywood por causa do reality sobre cirurgias plásticas, não esperava a enxurrada de críticas e até zoações.

Dr. Rey
Reprodução

Dr. Rey


Leia também: Zezé di Camargo diz que apoia e “votaria novamente em Bolsonaro”

“Não sei por que me zoaram. Eu não quero nada do Brasil e os meus diplomas mostram a minha capacidade. É mais fácil rejeitar e zoar das pessoas. Como eu tenho zero autoestima, a minha mãe limpava chão e eu fui criado em uma favela que não existe mais na Ilhabela, periodicamente, eu volto ao Brasil querendo ajudar. Sempre zoado, sempre rejeitado e com vários memes. Eu queria trazer a ciência, o que os gringos me ensinaram”, explicou à coluna Robert Rey , paulista, filho de engenheiro americano e uma faxineira gaúcha.

Desapontado, humilhado e revoltado, como ele próprio se define, Rey revela que tinha todo o planejamento para controlar a pandemia e um remédio novo recém-descoberto nos Estados Unidos. “É um medicamento feito aqui na Califórnia e que foi letal contra o Ebola e está funcionando maravilhosamente na medicina americana. Não quiseram me ouvir. Fui zoado todos os dias. Se me perguntarem o motivo, eu não sei. Será que é porque eu tenho a voz um pouco feminina, o jeito feminino? Mas isso eu sempre tive, a minha família toda tem! Será porque eu fui um produto criado pela mídia e isso há 20 anos? Não sei. Tem que rir para não chorar. Mas eu tinha e tenho capacidade e conhecimento para o cargo”, garante.

Leia também: Danilo Gentili gera polêmica ao citar post de Bolsonaro e comparar com “Satanás”

Rey, que tentou duas vezes se eleger como deputado federal por São Paulo nas eleições de 2014 e 2018, revela que ainda está disposto a ajudar o Brasil no combate ao novo coronavírus. “Podem me rejeitar mil vezes, me zoar mil vezes porque a minha intenção é só ajudar a minha pátria. Dinheiro não é problema para mim. Nos Estados Unidos, eu faço 100 mil dólares por dia. É total perda de dinheiro voltar para o Brasil, mas eu volto por amor à pátria”.

Perguntado se ele largaria tudo, todos os negócios se fosse empossado ministro, Rey não titubeou. “Eu praticamente vivo no Brasil, viajo muito porque tenho casas, clínicas e negócios no mundo todo, mas eu moro praticamente no meu país. Não seria um problema pra mim. Eu só não estou agora na minha casa em São Paulo porque eu e minha família fomos muito humilhados”.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana