conecte-se conosco


Destaque 2

Fávaro pede demissão para disputar eleição de senado

Avatar

Publicado

O empresário Carlos Fávaro pediu a exoneração do cargo de chefe do Escritório de Representação de Mato Grosso (Ermat), em Brasília, para concorrer ao Senado, na eleição suplementar que será realizada no dia 26 de abril. Fávaro estava no cargo há 13 meses.

Ele disputou a eleição ao Senado em 2018 e ficou em terceiro lugar. Depois da cassação da senadora Selma Arruda (Podemos), ele entrou com um pedido da Justiça para assumir a vaga e o Supremo Tribunal Federal (STF) deu uma decisão favorável a ele.
Mas, para ele assumir, é preciso que o Senado declare a vacância do cargo, o que ainda não aconteceu. Selma Arruda foi cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 10 de dezembro de 2019, por caixa 2 e abuso de poder econômico na campanha de 2018.

Comentários Facebook

Destaque 2

Policial reage a assalto e mata bandido em posto de combustível

Avatar

Publicado

O PM recebeu um tiro na perna e um dos criminosos acabou sendo alvejado e morreu na hora. O comparsa do bandido morto conseguiu fugir e PM não corre risco de morte.

Um  criminoso foi morto na noite deste sábado em Cuiabá. Segundo informações de Boletim de Ocorrência, um policial parou num posto para abastecer seu veículo num posto na avenida das Torres, no bairro Belita Costa Marques. No momento em que esperava o trabalho ser concluído pelos frentistas, por volta das 22h20, o soldado foi abordado por dois criminosos anunciando um assalto. Ele reagiu a ação criminosa e iniciou um intenso tiroteio, Buiu como é conhecido morreu no local.
Polícia registrou o caso e procura agora pelo comparsa do assaltante. Câmeras de segurança do posto vão ajudar na identificação do suspeito.

Buiu

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque 2

Epidemia de primos de porteiro mortos “com Covid-19” toma conta das redes

Avatar

Publicado

 

 

source
primo do porteiro coronavirus
Reprodução/Twitter

Epidemia de primos de porteiro mortos “com Covid-19” tomam conta das redes

Ao longo do último sábado (28), uma série de postagens idênticas a respeito de um suposto “primo de pedreiro morto em acidente, mas com atestado de óbito apontando Covid-19” tomou conta da rede de microblogs preferida dos integrantes do Governo Federal, o Twitter. Na mensagem, algumas delas com direito à reprodução de um suposto atestado de óbito, as contas afirmam que um homem de 57 anos seria borracheiro e teria morrido após a explosão de um pneu, mas que a causa da morte apontaria para o novo coronavírus.

Leia também: Mandetta cobra Bolsonaro e diz: “Estamos prontos para caminhões levando corpos?” 

A imagem indica que Reginaldo Jacinto da Silva teria falecido no dia 23 de março de 2020 e que a causa apontada seria de insuficiência respiratória/Covid-19 . No entanto, o endereço no documento indica o município de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco. O estado registra mortes desde o dia 12 de março. Até ontem, eram cinco os registros da Secretaria de Saúde local, nenhum deles em Jaboatão dos Guararapes. Nenhuma das vítimas verificadas pelas autoridades de saúde locais tem características que batem com o borracheiro.

Além disso, o selo digital, que atestaria a autenticidade do documento no site do Tribunal de Justiça de Pernambuco, até o momento, não retorna resultados na busca do órgão. O cartório apontado, de fato existe, mas, fechado, não atendeu aos telefonemas da reportagem. Moradores da Rua São Bento, apontado como endereço da vítima, alegam que a borracharia, na verdade, é localizada no bairro do Ibura, no Recife, e confirmam o acidente com o pneu, mas não reconhecem a polêmica do diagnóstico falso.

As postagens diferentes sobre o mesmo caso, feitas em horários e por contas diferentes, todas com um grande número de retweets, chamou a atenção de internautas, que apontaram a provável farsa. Enquanto uma das contas autoras, de fato se diz de Pernambuco, outras se encontravam em Minas Gerais e São Paulo (algumas posteriormente apagadas), mas todas reproduziam a mesma exata mensagem do primo do porteiro.

 

 

As mensagens foram reproduzidas na mesma semana em que o presidente da República, Jair Bolsonaro , chegou a ventilar a suspeita de que os números de óbitos relacionados à Covid-19 estariam sendo infladas com fins políticos. O governador de São Paulo, epicentro brasileiro da doença, João Doria, chegou a rebater a suspeita. Ambos travam uma quebra de braço política ao defender, com visões opostas, as medidas de restrição de circulação de pessoas como prevenção à disseminação do novo coronavírus (Sars-cov-2).

 

 

Atualmente, o Brasil tem ao menos 3.904 casos confirmados de Covid-19, com pelo menos 116 mortes – 86 delas em São Paulo. As informações falsas que circulam nas redes reforçam o discurso negacionista do impacto da doença no país, que se reproduz com força especialmente entre apoiadores do governo Bolsonaro.

Leia também: Total ou vertical? Tipo de isolamento pode gerar 12x mais mortes, diz estudo

As projeções científicas, no entanto, reforçam a necessidade de cuidados: segundo estudo da Imperial College, de Londres, o quadro do Brasil pode variar entre um total de 44 mil mortos, num cenário otimista, de supressão total da circulação de pessoas, e 1,1 milhão de fatalidades, caso nenhuma forma de isolamento fosse adotada.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana