conecte-se conosco


Esportes

Coronavírus cancela circuito mundial de natação paralímpica na Itália

Avatar

Publicado

Seguindo a orientação recebida das autoridades locais da Friuli Venezia Giulia, uma das 20 regiões administrativas da Itália (justamente no norte do país – o local com maior número de casos do coronavírus), o Comitê Paralímpico local e os organizadores da etapa de Lignano Sabbiadoro do World Para Swim Series (circuito mundial de natação paralímpica) cancelaram o evento marcado para os dias 27 de fevereiro a 1º de março.

Seriam 900 nadadores de 41 países. Poucas horas depois da chegada na Itália, a delegação brasileira composta de 19 atletas já foi informada do cancelamento das provas. O multicampeão Daniel Dias era um dos membros da equipe e conversou com a Agência Brasil sobre a não realização da etapa.

” É uma pena que descobrimos o cancelamento só quando chegamos na Itália. Ficamos tristes, pois tivemos todo um preparo para esta competição. Agradeço o empenho da equipe do Comitê Paralímpico Brasileiro que providenciou rapidamente o nosso retorno. Agora é viajar de volta em segurança e seguir com o trabalho técnico, pois em março já temos outra competição, mas dessa vez em casa”, lamentou o atleta.

O grupo está voando de volta para o Brasil e deve chegar na manhã de terça (25) em São Paulo.

A próxima competição da equipe será no Brasil. Wolrd Series São Paulo Open Loterias Caixa está previsto para os dias 26, 27 e 28 de março, no Centro de Treinamento de São Paulo. Também na capital paulista, será realizada a fase regional do Circuito Loterias Caixa nos dia 4 e 5 de abril. A primeira fase nacional da competição será nos dias 24 e 25 de abril.

Os nadadores brasileiros têm até o fim de abril para obter os índices mínimos, estabelecidos pelo Departamento Técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), para conseguir classificação para os Jogos Paralímpicos de Tóquio.

Edição: Liliane Farias

Comentários Facebook

Esportes

Ídolos do Inter doam 10 toneladas de alimentos em Porto Alegre

Avatar

Publicado


.

Quando três ídolos e craques se reúnem, o torcedor sempre espera pelo golaço. D’Alessandro, Tinga e Dunga não decepcionaram a torcida e marcaram um de placa. Os ídolos do Internacional juntaram forças para doar 10 toneladas de alimentos para o Sacolão da Chácara, no bairro da Restinga, em Porto Alegre (RS). O montante foi distribuído para instituições a fim de ajudar famílias com dificuldades diante da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Os alimentos foram arrecadados pelo trio em conjunto com o Ceasa de Porto Alegre. Dunga lançou com Tinga o “Desafio do Bem” para conseguir os donativos e D’Alessandro completou o time. Do trio, apenas o argentino ainda atua nos gramados brasileiros. Apesar de respeitar a quarentena, ele não deixa de trabalhar. Desde o início da pandemia,  o camisa 10 colorado vem divulgando em suas redes sociais vídeos e mensagens a favor do isolamento e apoiando seus seguidores na luta para frear a disseminação do coronavírus.

HEALTH-CORONAVIRUS/BRAZIL-ATHLETESHEALTH-CORONAVIRUS/BRAZIL-ATHLETES
D’Alessandro, Tinga e Dunga doaram os alimentos para o Sacolão da Chácara, no bairro da Restinga, em Porto Alegre (RS). – Reuters/Diego Varas/Direitos Reservados

 

Em um dos vídeos, D’Alessandro aparece junto a ícones do futebol sul-americano como Martin Palermo, Pablo Aimar, Fabián Ayala, Lucas Pratto e Diego Aguirre falando sobre a importância de todos ficarem em casa para evitar a propagação da doença. O próprio D’Alessandro também publicou outra gravação falando sobre o assunto.

“É um momento difícil, complicado para todos nós, Brasil e Argentina, meu país, e para o mundo todo por conta do coronavírus. A gente teve que parar de trabalhar, de fazer a nossa rotina, ter que ficar em casa e é o que a gente deve fazer. Nós temos a obrigação de fazer a coisa certa e a coisa certa são as indicações dos médicos, seguir as indicações dos profissionais que sabem o que está acontecendo, que sabem o que poderá vir daqui pra frente. Só nós podemos evitar que aumente, só nós podemos evitar que tenha menos gente doente, contagiada. Então fique em casa, volto a repetir, siga as indicações dos profissionais, liga a TV, vê como está acontecendo, como está aumentando em diferentes países. Nós somos encarregados de fazer a nossa parte”.

Ouça na Rádio Nacional

 

Ainda no embalo da quarentena, D’Alessandro lembrou que na última segunda-feira (06) foi o Dia Mundial da Atividade Física e destacoua, também em vídeo, a importância de não ficar parado mesmo em época de confinamento.

“Eu, como atleta, estou acostumado a desafios. Hoje queria desafiar todos vocês a fazer atividade física em casa. É importante nesse período de dificuldade mantermos a nossa rotina de exercícios e treinos em casa. É importante para a nossa saúde do corpo e da mente. Aceitam o desafio? Um abraço para todos. Fiquem bem e fiquem em casa”.

Em sua conta oficial no Instagram, D’Alessandro registrou a doação das 10 toneladas de alimentos e deu o recado: “Façam o bem, da forma que puderem, mas façam por quem precisa de ajuda”

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Covid-19: Mundial de Tênis de Mesa é adiado pela segunda vez

Avatar

Publicado


.

A Federação Internacional de Tênis Mesa (ITTF, sigla em inglês), maior entidade da modalidade, voltou a adiar o Campeonato Mundial de 2020, por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Ainda sem data definida, a ITTF prevê que a competição deva começar no dia 27 de setembro e encerrar em 4 de agosto, na cidade de Busan (Coreia do Sul). Na lista de inscrição preliminar do Mundial constam oito mesatenistas brasileiros, No time masculino estão Hugo Calderano, Vitor Ishiy, Eric Jouti e Gustavo Tsuboi; e no feminino as atletas Caroline Kumahara, Bruna Takahashi, Giulia Takahashi e Jéssica Yamada.

Inicialmente, as partidas estavam marcadas para serem realizadas em março, porém, após uma reunião emergencial do Comitê Executivo, o ITTF reprogramou o Mundial para junho. A entidade não descarta uma outra alteração no calendário, caso necessário, e afirmou que vai continuar monitorando a disseminação do vírus pelo mundo.

Desde 2003, o Mundial é dividido da seguinte maneira: nos anos ímpares as disputas são individuais, já nos pares os confrontos acontecem entre equipes, formadas por três mesatenistas. De acordo com os organizadores, o evento de 2020 terá cerca de 3000 participantes, entre atletas e oficiais de equipe de aproximadamente 130 países.

No último dia 29, a ITTF ja havia prorrgogado a suspensão de todos os campeonatos até o dia 30 de junho.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana