conecte-se conosco


Meu Pet

Brasileiros são mais “gateiros” do que o resto do mundo, diz pesquisa

Avatar

Publicado

O mito de que gatos não são bons animais de estimação está caindo por terra. Principalmente no Brasil, onde a quantidade de felinos como animais domésticos aumentou 5% com relação ao número mundial – enquanto a população de felinos soma 12% dos animais domésticos do mundo, no Brasil esse número alcançou 17%. Os dados são de uma pesquisa compilada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) .

Leia mais: O que fazer quando o gato é diagnosticado com FIV ou FeLV?

gato deitado arrow-options
Shuttersock

A popularidade dos gatos só aumento no Brasil

E não é só a quantidade, 45% das pessoas entrevistadas em uma pesquisa realizada pelo IBOPE Inteligência disserem que os gatos são considerados como filhos. Parte disso é resultado da mudança no estilo de vida das pessoas, que, em sua maioria, hoje moram em grandes centros e têm o dia a dia muito corrido. Assim, a facilidade de criar um gato é maior por eles serem mais independentes. Outros aspectos levantados pelos entrevistados foram companheirismo, tamanho e higiene.

Além disso, em estudos realizados por professores da Universidade Federal de Goiás (UFG) foram avaliados comportamento, manejo nutricional e sanidade dos felinos que foram reunidos em uma publicação do Manual de Boas Práticas na Criação de Animais de Estimação, que é parte de uma coletânea organizada pela Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Animais de Estimação (CSPET).

Leia mais: Donos de cachorro gastam mais do que os de gato, diz pesquisa

Esses estudos apenas comprovam como a espécie que antes era tida muitas vezes como “fria”, está sendo mais aceita e valorizada. Um Manual de Boas Práticas na Criação de Animais de Estimação feito por professores da Universidade Federal de Goiás (UFG) também ressaltou que os gatos são animais que podem se adaptar muito facilmente à diversos tipos de ambientes e seres, como os cachorros. A personalidade dos felinos é desenvolvida de acordo com a forma que eles são educados. 

Comentários Facebook

Meu Pet

Cães farejadores serão treinados para detectar pessoas com Covid-19

Avatar

Publicado


source

A ONG Medical Detention Dogs, com ajuda de um grupo de pesquisadores britânicos, irá treinar cães farejadores para detectar o novo coronavírus nas pessoas. A entidade já preparou animais para detectarem o cheiro de doenças como malária, parkinson e o câncer de próstata. 

A organização ainda conta com a ajuda da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres (LSHTM) e a Universidade de Durham para essa ação. Os órgãos envolvidos começaram o treinamento intensivo de seis semanas, que tem por objetivo promover um diagnóstico rápido e não invasiso.

Leia mais: Gato testa positivo para Covid-19 na Bélgica

cachorro marrom sentado, vesrindo roupa vermelha arrow-options
Reprodução/ Facebook

ONG e pesquisadores irão treinar cães para farejar o novo coronavírus

O procedimento proposto pelas organizações consiste em colocar as amostras contaminadas para os cães farejarem e ensinar eles a sinalizar quando encontrarem alguém infectado com o vírus. Além disso, cães também são capazes de detectar mudanças de temperatura na pele, podendo indicar febre.

“O objetivo é que os cães possam examinar qualquer um, inclusive quem não tem sintomas, e nos digam se precisam ser submetidos a um teste”, explica Claire Guest, diretora executiva e cofundadora da Medical Detection Dogs em comunicado emitido. 

Leia mais: Em vídeo viral, cães passeiam por aquário fechado durante quarentena na Geórgia

Ainda seguindo o comunicado, o pofessor Steve Lindsay, da Universidade de Durham, disse que se o procedimento tiver êxito, os cães podem ser usados nos aeroportos para ajudar a detectar o Covid-19 no final da pandemia, “Isso ajudaria a evitar que a doença reaparecesse depois que o surto atual tiver sido controlado”.

Fonte: IG PET

Comentários Facebook
Continue lendo

Meu Pet

Em vídeo viral, cães passeiam por aquário fechado durante quarentena na Geórgia

Avatar

Publicado


source

Em tempos de tensão por causa do coronavírus, um vídeo de dois filhotinhos viralizou no Twitter. Por causa de ação com a ONG Atlanta Humane, os cãezinhos Odie e Carmel fizeram um passeio para conhecer um aquário na Geórgia, fechado para visitantes por conta do coronavírus.

Os cães visitando aquário arrow-options
Reprodução

Os cães visitando aquário

O vídeo publicado pela própria ONG, rapidamente viralizou e já acumula mais de 100 mil curtidas. Nele, é possível ver os cãezinhos curiosos olhando todos os animais aquáticos e suas diferenças de tamanho ao lado dos tubarões.

Leia mais: Confira algumas brincadeiras que você pode fazer com o pet na quarentena

“Nossos filhotes tiveram o melhor dia de todos! Eles exploraram o Aquário da Geórgia, que está fechado para o público. Fizeram inúmeras descobertas divertidas e muitos amigos!”, disse a ONG ao compartilhar o vídeo. 

Fonte: IG PET

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana