conecte-se conosco


Mulher

“Sugar baby” tem cinco “daddies” e recebe R$ 1,7 mil por encontro

Avatar

Publicado

Gracie Adams, de 19 anos, está no primeiro ano da faculdade de psicologia na Universidade de Lincoln, Irlanda. Para estudar, porém, ela precisou encontrar formas de pagar os gastos de uma universidade (e da vida social universitária). Então, recorreu à uma solução: se tornar “sugar baby”. A questão é que ela não tem apenas um, mas cinco “daddies” – além de um namorado que aprova as relações. 

Leia também: Mulher deixa marido após traição e agora tem 9 “sugar daddies”

Gracie Adams arrow-options
Reprodução/Facebook

A ‘sugar baby’ Gracie Adams ganha cerca de R$ 1,7 mil por encontro com um ‘sugar daddy’

Ao The Sun , Gracie conta que procurar um “sugar daddy” era a única forma que ela tinha de “se manter financeiramente”. Então, ela se inscreveu em um site para ser ” sugar baby ” e encontrou cinco homens que pagassem por presentes caros, encontros e, também, pelo financiamento estudantil de 30 mil libras esterlinas (cerca de R$ 170,8 mil), aluguel e roupas.

Um encontro para jantar com um dos “daddies” custa, no mínimo, 100 libras esterlinas (R$ 569). Além disso, os homens geralmente pedem que ela use uma roupa comprada por eles – que custam pelo menos R$ 500 – e deixam uma “gorjeta” pós encontro de cerca de 150 libras esterlinas (R$ 853). 

No total, Gracie consegue ganhar mais de 300 libras esterlinas (R$ 1707) por encontro, o que inclui presentes, roupas e sapatos. “O melhor encontro que já tive foi no verão em que nós jantamos em um bar rooftop e assistimos ao por do sol”, lembra. 

“Foi uma experiência linda e depois da refeição nós tomamos alguns drinks e nos conhecemos melhor. No fim ele se certificou de que eu tinha chegado em casa segura e me enviou 150 libras esterlinas.” 

Leia também: Estudante é casada com homem 25 anos mais velho: “Melhor sexo da minha vida”

De estudante universitária à “sugar baby”

Segundo ela, um encontro por mês já paga suas contas. “Quando me inscrevi no site tinha quase 18 anos e não pensava seriamente em me tornar uma ‘sugar baby’. Mas quando eu estava me mudando para a universidade, soube que outras estudantes tiveram experiências positivas fazendo isso.” 

“Isso me ajudou a lidar com a vida universitária, manter minhas contas em dia e ter um carro. Também fiquei mais confiante em conversar com homens online e saber o que estou procurando, porque você consegue perceber quando eles estão mentindo sobre quem eles são, algo que me preocupa”, diz. 

Apesar disso, Gracie conseguiu mais do que apenas um ” sugar daddy “. Dos cinco homens que ela se relaciona, apenas três são “regulares” desde que ela os conheceu. A jovem insiste que todos esses relacionamentos são platônicos, já que ela tem um namorado – que está a par desses acontecimentos. 

“Perguntei ao meu namorado se ele estaria bem se eu começasse a levar isso [ser ‘ sugar baby ‘] mais a sério. Ele queria saber o que eu faria com os ‘daddies’ em termos de encontros, mensagens, etc. Disse que meu interesse era platônico e ele entendeu que eu precisava de dinheiro”, comenta.

Leia também: Mulher viaja mais de 800 km para perder virgindade com casal

A família dela também está ciente da realidade da jovem. “Eu e minha família temos uma relação muito aberta e amorosa, então contei ara eles como estava me mantendo financeiramente enquanto estava na universidade sem me preocupar com julgamentos”, finaliza. 

Comentários Facebook

Mulher

Homem de 41 anos é casado com mulher de 31 e namora jovem de 18

Avatar

Publicado


source

Rodrigo Diaz, 41 anos, e Melin Reyes, 31, do México, têm um casamento pouco tradicional. Juntos desde 2012, os dois vivem um triângulo amoroso com Lucy, uma jovem de 18 anos, há alguns meses.

Leia também: Trisal relata experiência de relacionamento poliamoroso: “Melhor sexo”

trisal arrow-options
Reprodução/Instagram

Lucy, Rodrigo e Melin vivem um relacionamento poliamoroso

Ao site The Sun , Rodrigo e Melin contam como é essa relação. O homem relata que desde o início ele sabia que não queria um relacionamento monogâmico tradicional, pois vive de forma alternativa e “não acredita na monogamia como estilo de vida”. Felizmente, Melin compreende e aceita o fato.

Após quatro anos focando no relacionamento a dois, o casal resolveu que era hora de mudar algumas coisas e decidiu chamar a outra mulher para se juntar a eles nessa união. Eles contam que buscaram informação sobre poliamor, swing e outras formas de se relacionar, e entenderam que eles precisavam mesmo de “conexões emocionais”.

Sem encontrar alguém no perfil que desejavam, o casal já estava ficando desanimado. Até que em uma noite em um bar, Rodrigo e Melin conheceram Lucy, garçonete do local, e se interessaram pela garota.

Leia também: ‘Trisal’ formado por duas mulheres e um homem planeja casamento e família juntos

Eles contam que o flerte começou aos poucos e inicialmente Lucy ficou chocada, mas depois de algumas horas eles se aproximaram. Após alguns encontros, os três firmaram um relacionamento, onde Melin é a esposa e Lucy a namorada.

duas mulheres e um homem arrow-options
Reprodução/Instagram

Os três garantem que vivem em harmonia e que não há diferença entre o poliamor e os relacionamentos tradicionais

Hoje, eles planejam se casar e até cogitam ter filhos, mas antes querem curtir a vida juntos. “Somos viajantes e queremos conhecer pelo menos cinquenta países juntos antes de pensar em filhos”, fala Rodrigo.

Eles também explicam que Melin e Lucy são heterossexuais e não se relacionam sexualmente, mas isso não é um problema para o trisal , que quer investir cada vez mais no amor e nos sentimentos.

Leia também: Trisal conta como é casamento poliamor: ‘Estamos abertos a mais mulheres’

“Nosso relacionamento é como qualquer outro. Nós nos apoiamos, nos entendemos e nos amamos, com a simples diferença que a minha esposa aprova a outra relação. Da mesma forma que elas também se entendem e se respeitam”.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Menino diverte ao fazer corte de cabelo inusitado no irmão de 5 anos

Avatar

Publicado


source

Durante a quarentena , cuidar dos filhos e evitar que a bagunça tome conta da casa é um grande desafio, afinal, os pequenos adoram aprontar. George Moore, de 5 anos, é um exemplo disso. Ele resolveu pegar escondido a máquina de raspar cabelo do pai Kevin Moore, de 38 anos.

Leia também: Família com 13 filhos revela regras para manter a casa organizada na quarentena

George após o corte de arrow-options
SWNS/Reprodução

George após o corte de “idoso”, que ele adora

Segundo o site  The Sun , o menino pediu ao irmão de 7 anos para raspar um grande círculo no topo da cabeça, para ficar igual a um idoso que ele viu na série inglesa You’ve Been Framed.  Durante o corte, os dois começaram a rir histéricamente, chamando a atenção do pai que estava no andar de baixo.

Pai e filho estão bem felizes com o novo look arrow-options
SWNS

Pai e filho estão bem felizes com o novo look

O susto foi grande, mas para fazer o filho feliz, Kevin terminou o trabalho e deixou o filho com o topo da cabeça sem cabelo

Leia também: Diversão na quarentena: mulheres usam vestidos de noiva para ficar em casa

Ele diz que provavelmente os filhos “acharam a minha máquina carregando. Os dois desceram rindo e George me implorou para deixá-lo igual a um idoso”.

A mãe estava trabalhando e soube do corte quando Kevin ligou para ela por vídeo, na surpresa, a mãe “chorava de rir no telefone, ninguém conseguia ficar sério, todo mundo riu”.

Leia Mais: Home office x filhos: pais divertem ao mostrar a realidade da quarentena

Os pais não ficaram bravos por ser justamente o que “George queria, agora ele está explodindo de alegria depois da cabeça raspada”.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana