conecte-se conosco


Mato Grosso

Cáceres sedia primeira reunião de 2020 do Comitê de Bacia do rio Cabaçal

Avatar

Publicado

Abrindo o calendário de reuniões de 2020, o Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Cabaçal (CBH) organiza na próxima quarta-feira (20.02) seu primeiro encontro do ano, às 8 horas, no Sindicato Rural de Cáceres. Entre os assuntos apresentados estão o plano de trabalho anual e aprovação de um regimento interno. A reunião é aberta à população.

O professor e membro do Comitê, Evandro Félix, vai ministrar uma palestra sobre “Hidrogeologia da Bacia Hidrográfica do Rio Cabaçal”. Criando um espaço de debates sobre a utilização das águas da bacia, os membros presentes devem estabelecer metas de trabalho para continuarem o projeto de utilização sustentável dos recursos hídricos da região.

Segundo Evandro, participar ativamente do Comitê possibilita um diálogo direto sobre as questões ambientais que afetam a vida de cada um, principalmente com relação a água.

“Abrir o calendário de reuniões do Comitê nos permite adequar a pauta ambiental voltada à proteção dos recursos hídricos. Participar é também fazer um compromisso de buscar desenvolver ações concretas”, disse o professor.

Se tratando de uma região com pontos de vulnerabilidade e com intensos processos erosivos, o trabalho do Comitê cria condições para conter o avanço de algumas dessas problemáticas ambientais.

“Os CBHs nos permitem estabelecer ações prioritárias voltadas a proteção dos recursos hídricos, portanto as reuniões são a oportunidade de fazer parte desse processo e contribuir com o desenvolvimento de ações estratégicas. Considerando que a bacia do rio Cabaçal dispõe de um sistema complexo e altamente vulnerável aos processos erosivos, contribuir com a formulação de ações para conter esses processos torna tudo ainda mais significativo”, afirmou Evandro.

Outras três reuniões irão acontecer no decorrer do ano. Além de Cáceres, os municípios de Curvelândia, Lambari D’Oeste e Salto do Céu devem sediar as reuniões do CBH Cabaçal.

Conheça o CBH do Rio Cabaçal

Criado em 2017, o Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Cabaçal atua como uma importante ferramenta de ação participativa na busca pela conservação da bacia do rio Cabaçal. Com membros de entidades e representantes da sociedade civil, o Comitê tem como um de seus desafios a gestão sustentável dos recursos hídricos dispostos nos mais de 6 mil km² que compõe a bacia. Além do CBH Rio Cabaçal, existem em Mato Grosso outros nove Comitês comprometidos com a conservação das bacias do estado.

Serviço

Reunião do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Cabaçal (CBH)

Local: Sindicato Rural de Cáceres

Data: 20/02

Horário: 8h

Comentários Facebook

Mato Grosso

PM recupera 5 carros e 3 motocicletas em Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Cáceres

Avatar

Publicado


.

Neste fim de semana em Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Cáceres, policiais militares recuperaram oito veículos, sendo cinco carros e três motocicletas. Os suspeitos não foram localizados.

Em Cuiabá, as ocorrências foram nos bairros Praeirinho, Bosque da Saúde e Porto, sendo recuperadas duas motocicletas: uma Honda NXR vermelha e uma Biz cinza, além de um carro GToyota Etios, respectivamente.

Biz recuperada no bairro Bosque da Saúde, em Cuiabá                  Foto: PMMT

Já em Rondonópolis, as ocorrências foram nos bairros Planville, Vila Olinda e Três Poderes e foram recuperados um VW Saveiro prata, um VW Space Fox prata e uma caminhonete Toyota Hillux, respectivamente.  

Em Várzea Grande, no bairro Cristo Rei, uma equipe da Rotam estava em patrulhamento quando viu uma motocicleta Honda CG Fan vermelha, sem a corrente. Via consulta, os militares encontraram a queixa de furto ocorrido no bairro Grande Terceiro, em Cuiabá, na sexta-feira (27). O proprietário esteve no local com a chave reserva.

Em Cáceres, no bairro Cohab Velha, os militares foram acionados via 190, para verificar uma motocicleta Honda Biz vermelha, que tinha sido deixada desde bem cedo em frente a um açougue. O veículo estava com a chave na ignição. Via consulta, a moto estava com queixa de roubo ocorrido na madrugada, no bairro Cavalhada.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Servidores da Cadeia Pública de Diamantino criam protocolo padrão de higienização

Avatar

Publicado


.

Diante da pandemia de coronavírus que tem assolado o mundo nos últimos meses, a Cadeia Pública de Diamantino criou um protocolo de higienização e descontaminação que busca proteger tanto as pessoas privadas de liberdade, quanto os servidores da unidade. Tratam-se de práticas diárias e de procedimentos padrões que, inclusive estão sendo adotados em outras unidades prisionais de Mato Grosso.

Pelo modelo, os diferentes ambientes são classificados como críticos, semicríticos e não críticos. No primeiro caso estão as celas, corredores, espaços de convívio carcerário, alojamentos, salas de aula, de costura, da direção, de monitoramento e de atendimento médico, banheiros e cozinha, onde obviamente a circulação de pessoas é diária e proporcionalmente maior.

Já nos ambientes semicríticos estão o pátio externo, a horta, o almoxarifado e o depósito da unidade, onde nem sempre há a circulação diária de pessoas. Já no último caso, estão as superfícies superiores como tetos, luminárias, janelas, vidros e áreas desativadas da unidade.

Já a higienização do ambiente está separada em protocolos diários, semanais, mensais e em limpezas de descontaminação. A limpeza e desinfecção diárias se refere aos protocolos já existentes, que compreende a higienização de pisos, paredes, grades, janelas, vidros, portas, interruptores, telefones e interfones, instalações sanitárias, superfícies verticais e horizontais de equipamentos e mobiliários, esvaziamento e troca de recipientes de resíduos e organização geral do ambiente.

Na limpeza semanal consta a higienização de colchões, ar condicionados, luminárias, teto, em todas as suas superfícies externas e internas. A limpeza mensal compreende a higienização do ambiente externo, de paredes e de calçamentos. E por fim, a limpeza de descontaminação é realizada quando há presença de matéria orgânica sempre que necessário.

Para que todo este trabalho seja feito, o material a ser utilizado é aqueles recomendados pelas autoridades em saúde pública: água, água sanitária, detergente, sabão, desinfetante e álcool etílico 70%. O uso de materiais de proteção também é indicado pelo documento, além do protocolo de higiene pessoal.

O modelo produzido na unidade mato-grossense utilizou como referência materiais produzidos pelo Ministério da Saúde, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e outros modelos, como o adotado pelo Governo do Estado de São Paulo, entre outros.

“Logo que começou a se ter notícias da existência do coronavírus aqui em Mato Grosso, nossa equipe se preocupou em elaborar esse material para nortear nossas ações de limpeza e desinfecção diante dessa ameaça. E tem dado tão certo que outras unidades penitenciárias de Mato Grosso estão adotando esse protocolo”, explicou o diretor da unidade, Anaides da Silva Pereira Queiroz.

Doações

Além dos cuidados adotados pela unidade, a comunidade local também tem se preocupado e auxiliado nas ações preventivas. Uma loja de confecções local, por exemplo, realizou a doação de 130 máscaras que protegerão os agentes penitenciários durante o trabalho.

Já uma destilaria da cidade contribuiu com a doação de 100 litros de álcool 70%. Nesta semana uma outra empresa fará a doação de uma marca de suplemento que ajuda no fortalecimento da imunidade e que será destinado aos agentes penitenciários que não podem aderir ao período de quarentena.

Números

De acordo com o último boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), divulgado na sexta-feira (27.03), há 11 casos confirmados de coronavírus em Mato Grosso e 556 casos suspeitos. Cabe destacar que não há nenhum caso suspeito ou confirmado nas unidades penais do Estado.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana