conecte-se conosco


Internacional

Coronavírus: China registra 1.380 mortos e 63.581 infectados

Avatar

Publicado

A Comissão Nacional de Saúde da China anunciou hoje (14) 121 mortes, nas últimas 24 horas, pelo novo coronavírus, designado Covid-19, fixando em 1.380 o número de mortos em todo o continente chinês.

Segundo a comissão, o número de infectados cresceu 5.090, indo para 63.581, o que exclui Macau e Hong Kong.

CHINA-HEALTH/CHINA-HEALTH/
Homem usando máscara facial entrega comida em meio à neve no Dia dos Namorados em Pequim  Reuters/TINGSHU WANG/Direitos Reservados

O principal órgão de saúde do governo reviu, assim, em baixa os dados divulgados no início desta sexta-feira pelas autoridades de Hubei, apontando que houve duplicados na “recolha e registro de dados”.

Segundo a Comissão Nacional de Saúde, o número atual de infecções na China Continental é de 63.851, um aumento de 5.090, em relação ao dia de ontem (13).

Os números anteriores divulgados pelas autoridades de Hubei fixaram o número de infectados acima dos 65.000, mas a comissão apontou, entretanto, que aquele total está incorreto.

Hubei tem 1.318 mortos

Em Hubei, morreram 116 pessoas nas últimas 24 horas, elevando o total para 1.318 óbitos.

A mesma fonte informou ainda que, entre os novos casos registrados a nível nacional, 2.174 são graves, enquanto 1.081 pessoas receberam alta após superarem a doença.

Mais de 490.000 pessoas que estiveram em contacto próximo com pacientes que estão sendo acompanhadas, segundo as autoridades.

Na quinta-feira (13) , as autoridades passaram a utilizar um novo método de contagem, que inclui “casos clinicamente diagnosticados”, mas que não foram ainda sujeitos a exame laboratorial e, portanto, ausentes até agora das estatísticas.
 

 

Edição: –

Comentários Facebook

Internacional

Trump: mais de 1 milhão de norte-americanos são testados para covid-19

Avatar

Publicado


.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira (30) que mais de 1 milhão de norte-americanos foram testados para o Covid-19, e pediu às pessoas que continuem a seguir as medidas de distanciamento social até abril para impedir que o coronavírus se espalhe.

“Todos nós temos um papel a desempenhar na vitória desta guerra. Todos os cidadãos, famílias e empresas podem fazer a diferença na interrupção do vírus. Este é nosso dever patriótico compartilhado. Tempos desafiadores estão à frente nos próximos 30 dias, e serão 30 dias muito vitais”, disse Trump a repórteres na Casa Branca.

Trump se referiu ao número de testes realizados nos EUA como um marco.

Ele disse também que os EUA começaram a adquirir equipamentos de proteção no mercado externo.

“Estamos recebendo isso de todo o mundo, e também estamos enviando coisas que nós não precisamos para outras partes”, afirmou.

Trump disse que conversou com o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, e que os EUA enviarão ao país europeu cerca de 100 milhões de dólares em equipamentos médicos que não são necessários nos EUA.

Comentários Facebook
Continue lendo

Internacional

Itália deve estender isolamento por coronavírus até a Páscoa

Avatar

Publicado


.

O governo italiano disse nesta segunda-feira que irá estender a duração das medidas de isolamento impostas ao país inteiro contra a pandemia de coronavírus e que estão previstas para terminarem na próxima sexta-feira até pelo menos o final do feriado de Páscoa, em abril, enquanto o número de novas infecções tem mostrado queda. 

“A avaliação era para estender todas as medidas de contenção pelo menos até a Páscoa. O governo irá agir nessa direção”, disse o ministro da Saúde, Roberto Speranza, em nota após uma reunião com um comitê de cientistas que está aconselhando o governo. 

O Ministério da Saúde não deu uma data para o fim do novo período de isolamento, mas disse que ela estará em um novo decreto do governo. O domingo de Páscoa cai em 12 de abril neste ano. 

Os italianos estão em isolamento há três semanas, com a maioria das lojas, bares e restaurantes fechados e pessoas proibidas de deixarem suas casas a não ser por necessidades essenciais. 

A Itália, até agora o país mais atingido no mundo em número de mortes e que representa mais de um terço de todas as fatalidades pelo novo coronavírus no mundo, viu o número total de mortos subir para 11.591 desde que a epidemia começou na região norte do país em 21 de fevereiro.

O número de mortos subiu em 812 pessoas nas últimas 24 horas, segundo a Agência de Proteção Civil, revertendo dois dias de queda, embora o número de novos casos tenha subido em 4.050, o menor número desde 17 de março, chegando a um total de 101.739 casos.

Entretanto, a queda no número de novas infecções pode em parte ser explicado por uma redução no número de testes, que foi o menor nos últimos seis dias.

O governador da região de Puglia, no sul do país, disse no sábado que as restrições deveriam continuar vigentes até maio. 

Ressaltando os perigos da doença, a associação nacional de médicos anunciou a morte de mais 11 profissionais de medicina na segunda-feira, elevando o número total para 61. 

Nem todos eles foram testados para o coronavírus antes de morrerem, conforme informou a associação, que ligou as mortes à pandemia.

A Lombardia, região que abriga a capital financeira italiana, Milão, tem quase 60% do total de mortes no país e cerca de 40% dos casos. 

O presidente da Lombardia, Attilio Fontana, disse que as contenções sem precedentes aos movimentos, reuniões e atividades econômicas estão impedindo uma alta exponencial no número de casos, e precisam continuar em vigência.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana