conecte-se conosco


Carros

Ford Ranger XLT empolga com bom nível de força em baixa rotação

Avatar

Publicado

source


Fords Ranger XLT arrow-options
Divulgação

Ford Ranger 2020 tem novas cores, grade frontal redesenhada, mudanças no acabamento interno, entre outros itens



Durante a avaliação, em que percorremos mais de 300 km, a característica do desempenho mais marcante da picape foi a força de saída. Faz sentido, se considerarmos o motor parrudo Duratorq 3.2 litros turbo a diesel, de 200 cv e 47,9 kgfm de torque ( na sua faixa de preço, só perde para a Chevrolet S10 em torque).

LEIA MAIS: Mitsubishi L200 Triton HPE-S: mata adentro com a nova versão da picape

O desempenho da Ford Ranger XLT é facilitado pelo câmbio automático de seis velocidades. O sistema é ágil na maioria das trocas, não deixando as acelerações morosas. Mas nem tudo é perfeito. Em algumas situações, o câmbio segura a segunda marcha, forçando um giro elevado do motor. Empurrar a manopla do câmbio para o lado e efetuar a troca manual resolve esse problema. A relação do conjunto garantiu a boa média de consumo de 9,3 km/l.

Atualizado na linha 2020, com novas molas, coxins, ajuste de carga dos amortecedores, reforços estruturais e barra estabilizadora, o sistema de suspensão da da Ranger ficou bem mais manso no rodar da cidade. Em alguns momentos, é claro, por se tratar de um modelo sobre chassi, ela ainda balança um pouco.

Ford Ranger arrow-options
Divulgação

Traseira segue a ideia de robustez que é ponto de partida comum às picapes

Nada fora do esperado para um modelo desse segmento. Também percebemos algumas destracionadas da roda traseira rodando na opção de tração 4×2. Nada longe do esperado para uma picape média . No 4×4, o modelo tem tecnologia de bloqueio do diferencial traseiro.

interior da Ranger arrow-options
Divulgação

Ford Ranger XLT mostra bom isolamento acústico e bom nível de conforto ao dirigir

Vale considerar que em quase todo período de avaliação rodamos sem peso na caçamba, que comporta mais de uma tonelada de carga (1.186 kg) ? só perde para a Volkswagen Amarok nesse quesito. O lado positivo é que a eletrônica sempre está ao nosso favor, atuando com os controles de estabilidade e tração.

A direção elétrica tem boa progressividade e chama atenção pela leveza no giro para as manobras de estacionamento. Tão fácil quanto guiar um subcompacto. Embora o motor grandalhão ressoe alto para quem está do lado de fora, no interior, o silêncio impera. Trabalho louvável da engenharia com o isolamento acústico.

LEIA MAIS: Chevrolet S10 ou Toyota Hilux: Qual das picapes desvaloriza mais?

Na ponta do lápis, a Ford Ranger XLT entrega a melhor lista de equipamentos na sua faixa de preço, desempenho animador, que só fica atrás da Chevrolet S10, e capacidade de carga acima da média. Se considerarmos isso, os R$ 178 mil estão bem pagos.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook

Carros

Nova geração do Chevrolet Tracker aparece em teaser

Avatar

Publicado

source
Tracker arrow-options
Divulgação

Mesmo já tendo sido visto em circulação nas ruas, novo Chevrolet Tracker mostra maior foco nos detalhes do exterior

O novo Chevrolet Tracker tem novo teaser revelado, antes da estréia. Com lançamento confirmado para a segunda quinzena de março, e previsto para chegar às lojas em abril, a novidade revela alguns detalhes da traseira. Com cor de lançamento azul, as lanternas de LED contam com efeito tridimensional, a moldura cromada das janelas e as barras longitudinais prateadas no teto. É provável que saia por volta de R$ 75 mil, enquanto a versão de topo deve passar dos R$ 110 mil.

LEIA MAIS: Descontos da Chevrolet para Cruze, Spin, Tracker e Equinox chegam a R$ 18 mil

Mesmo que menos detalhada, a dianteira do Chevrolet Tracker também é revelada (ou pelo menos parte dela). Aparece o desenho dos faróis, mas sem mostrar as luzes diurnas de LED integradas mais abaixo no para-choque. O SUV adotará a nova linguagem visual da marca, que já se observa no novo Onix — que utiliza a mesma plataforma da novidade — e os novos modelos revelados no exterior. O lançamento, inclusive, será produzido na unidade de São Caetano (SP).

LEIA MAIS: Novo Chevrolet Equinox 1.5 se mostra mais equilibrado que o 2.0

Mecânica

Tracker arrow-options
Divulgação

Assinatura do conjunto óptico na traseira é similar aos modelos da nova geração da marca

Utilizará o motor 1.0 turbo de 116 cv, com opção de câmbio automático ou manual de seis marchas. A grande novidade, entretanto, será o motor 1.2, também tricilíndrico e turbo. O conjunto terá potência estimada entre 130 e 140 cv, menos que os 150 cv do 1.4 usado no Tracker atual. Será vendido em seis versões, sendo uma 1.0 manual, uma 1.0 turbo e as restantes 1.2 turbo. O pacote de equipamentos de série manterá os seis airbags e controle de estabilidade já presentes na gama Onix.

LEIA MAIS: Chevrolet Onix Premier: rodamos mais de 1.300 kms com a versão topo de linha

No Chevrolet Tracker topo de linha Premier, espera-se a gama de itens oferecidos na China, como faróis e lanternas com leds, teto-solar panorâmico, alerta de ponto cego e frenagem autônoma de emergência (AEB). O novo Chevrolet Tracker também terá o novo multimídia MyLink com opção de conexão à internet (paga à parte) via Wi-Fi. O SUV será o principal lançamento da GM no Brasil em 2020. Além da novidade, a GM prepara as novas S10 e Trailblazer e os sucessores de Spin e Montana.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Divisão de motos da BMW fecha parceria a com indiana TVS para criar moto média

Avatar

Publicado

source
BMW arrow-options
Divulgação

BMW G 310 GS e a G 310 R são as pistas de como as novidades, de tamanho maior, podem vir a surgir

A divisão de motos da BMW confirma a criação de uma segunda família de modelos em parceria com a indiana TVS. Essa joint venture entre as duas marcas não é inédita, uma vez que as 310 da BMW foram originadas a partir da primeira realizada pelas fabricantes. O novo desenvolvimento deve servir a um mercado mais premium, cujo lançamento estaria programado para 2021.

LEIA MAIS: Honda confirma o desenvolvimento de nova plataforma para motos de 200 cc

Especulações da imprensa indiana afirmam que essa novidade já poderia trazer um novo motor bicilíndrico, que teria a capacidade de abarcar diferentes cilindradas para equipar as motos da BMW . Tanto no país asiático quanto no Brasil, observamos a dupla Interceptor e Continental GT da Royal Enfield, ambas com motor bicilíndrico de 650 cm³, que conseguem ser, ainda, modelos focados no bom custo-benefício.

LEIA MAIS: BMW G310 R e G 310 GS ganham novas cores na linha 2020

Nessa nova fase da parceria entre TVS e BMW , a indiana estaria se utilizando da experiência técnica da marca bávara para desenvolver um chassis novo e capaz de suportar as demandas de um motor maior e mais potente para atuar no segmento das motos de média cilindrada. Tal chassi, entanto, não deverá ser reaproveitado de nenhuma moto, uma vez que nem a BMW possui uma opção nessa categoria intermediária.

Mais uma parceria com a Índia

Bajaj arrow-options
Divulgação

Bajaj Pulsar NS200 (foto) pode ser o ponto de partida para os modelos mais em conta decorrentes dessa união

Há menos de um mês, a Triumph anunciou parceria com a também indiana Bajaj para o desenvolvimento de novos projetos nos segmentos entre 200 cc e 750 cc. Com foco nos mercados emergentes — com destaque para China, Índia e até o Brasil — a chegada das novas motocicletas ainda não foi adiantada, mas é possível esperar que isso ocorra a partir da segunda metade do ano. O surgimento de novas plataformas e motores, a partir da aliança, beneficiará ambas as marcas, uma vez que, enquanto uma fornece as tecnologias e o padrão de qualidade, a outra aplica o conhecimento sobre os mercados para onde as motos serão destinadas.

LEIA MAIS: Honda CB 500X e CB 500F 2020 já podem ser compradas em pré-venda

No Brasil, a vinda dos novos modelos será responsável por rivalizar com o que vemos por aqui. No segmento das trail, por exemplo, terá que conviver com as Honda NXR e XRE, as Yamaha Crosser e Lander, a Royal Enfield Himalayan e outras, como a Kawasaki Versys. Entre as nakeds, possíveis rivais seriam a Honda CB 250 Twister, Yamaha Fazer 250, as KTM Duke e até as com as motos da BMW , na família 310 cc.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana