conecte-se conosco


Internacional

Chile: Senado devolve projeto sobre paridade de gênero à Câmara

Avatar

Publicado

Sem acordo, o Senado chileno devolveu ontem (22) à Câmara o projeto que defende a paridade de gênero entre os candidatos a integrar o órgão que vai discutir a criação de uma nova Constituição. O país passará por um plebiscito no próximo dia 26 de abril para definir se a população quer uma nova Constituição.

Apesar de o projeto ter sido aprovado em comissões na terça-feira (21), a proposta foi rejeitada ontem no plenário, por um voto, devido ao alto quórum necessário para a aprovação (três quintos dos votos). No Chile, o Senado tem 43 senadores e eram necessários pelo menos 25 votos a favor.

Desta forma, o mecanismo para garantir a paridade de gênero nas candidaturas às vagas para o processo constituinte ficou sem definição. A questão gera tensão entre a centro-esquerda e a centro-direita e, inclusive, dentro do próprio partido no poder, o Renovação Nacional (RN).

Votação

Os senadores rejeitaram, por um voto, a proposta da oposição que garante a paridade de gênero nas candidaturas a integrantes do órgão constituinte. O projeto também sugere a criação de um sistema de correção posterior para que as vagas, em cada distrito, sejam distribuídas de maneira que nenhum sexo se imponha sobre o outro.

A proposta aprovada na Câmara em dezembro do ano passado garantia que, nos distritos que tivessem vagas pares, pelo menos 50% fossem ocupadas por mulheres; e que, nos distritos com vagas ímpares, a diferença entre os sexos não fosse de mais de uma vaga.

A votação  foi de 24 votos a favor, 14 contra e 2 abstenções.

A outra proposta para o assunto, apresentada por parlamentares da situação, era de que se criassem listas fechadas por distritos, com indicação de nomes de homens e mulheres, alternados – sendo as listas encabeçadas por mulheres. Essa proposta também foi rejeitada, com 14 votos a favor, 24 contra e 1 abstenção.

O projeto volta à Câmara hoje (23) para uma terceira rodada de discussões e deve ser encaminhado para uma comissão mista, composta por cinco deputados e cinco senadores,com a tarefa de propor uma solução para assuntos controversos.

Edição: Maria Claudia
Fonte: EBC
Comentários Facebook

Internacional

Número de casos de coronavírus em navio no Japão chega a 355

Avatar

Publicado

O ministro da Saúde do Japão, Katsunobu Kato, disse hoje (16) que 70 novos casos de infecção por coronavírus foram confirmados no navio cruzeiro Diamond Princess, que está sob quarentena no porto de Yokohama, perto de Tóquio.

Com os novos registros, o número total de infectados pelo vírus no navio subiu para 355. O ministro atualizou os números num programa da televisão pública japonesa.

Atualmente, o navio é o segundo maior foco da doença, depois da cidade de Wuhan, no centro da China, onde o vírus surgiu. Diversos governos anunciaram que pretendem repatriar passageiros do cruzeiro.

Ontem (15), os Estados Unidos anunciaram que vão fretar um avião para trazer de volta ao país cidadãos norte-americanos que não apresentaram sintomas. Eles ficarão confinados por 14 dias em duas bases militares nos Estados Unidos. Ao todo, há 350 norte-americanos no navio.

Os governos de Hong Kong e do Canadá informaram que também vão repatriar cidadãos que estão no navio. O governo da Austrália informou que estuda se tomará a mesma medida.

 

*Com informações da NHK, emissora pública de televisão japonesa

 

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC
Comentários Facebook
Continue lendo

Internacional

Número de mortos pelo novo coronavírus na China chega a 1,6 mil

Avatar

Publicado

O número de mortes na China, provocadas pelo novo coronavírus, subiu para 1.665. Mais 2 mil novos casos foram diagnosticados. Até o momento, 69.500 pessoas foram infectadas na China pelo vírus.

Também aumentou o número de pessoas que receberam alta hospitalar na China. Em 24 horas, foram mais de 1,3 mil.

Fora da China, há o registo de quatro mortes. A mais recente foi ontem na França, um turista chinês de 80 anos. O homem, originário da província de Hubei – a mais afetada na China -, chegou à França em 16 de janeiro e foi internado no Hospital Bichat, na capital francesa, em 25 de janeiro. Esta foi a primeira morte pelo covid-19 registrada na Europa. 

Investigação no Brasil

Na última sexta-feira (14), o Ministério da Saúde informou que investiga quatro casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus no Brasil. Das quatro pessoas ainda sob suspeita de ter o vírus, cujo epicentro ocorreu na cidade chinesa de Wuhan, há uma criança de 2 anos, um adulto de 56 anos e duas pessoas na faixa dos 20 anos. Duas pessoas são do sexo masculino e duas são mulheres. Todos têm histórico de viagem à China, mas não a Wuhan.

 

 

*Com informações da RTP – Rádio e Televisão de Portugal 

 

Fonte: EBC
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana