conecte-se conosco


Mato Grosso

CGE divulga balanço da atuação preventiva em 2019

Avatar

Publicado

Trinta e uma avaliações de controle interno, 1.200 pareceres, 440 recomendações técnicas, 40 capacitações, 1.500 servidores capacitados e 660 consultas respondidas por e-mail. Estes foram alguns números da atuação preventiva da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) junto aos órgãos e entidades do Governo de Mato Grosso no ano de 2019.

A produção é resultado da priorização da CGE pelo controle preventivo, vertente de atuação que concentra metade da força de trabalho dos auditores do Estado. “O papel predominante do controle interno é atuar na prevenção de desperdícios, desvios e má gestão de recursos públicos, e não na identificação de erros e falhas”, salienta o secretário-controlador geral do Estado, Emerson Hideki Hayashida.

Entre as 31 avaliações de controle interno, foi analisada a gestão administrativa de contratações, transferências, pessoal, orçamentária, contábil, financeira e patrimonial das seguintes instituições: Assistência Social e Cidadania (Setasc), Fazenda (Sefaz), Planejamento e Gestão (Seplag), Educação (Seduc), Infraestrutura (Sinfra), Departamento de Trânsito (Detran), Instituto de Terras (Intermat), Mato Grosso Previdência (MT Prev), Defesa Agropecuária (Indea), Desenvolvimento Econômico (Sedec), Casa Civil e Companhia de Mineração (Metamat).

Também foi avaliada a prestação direta de serviços específicos à população, como gestão escolar (Seduc), dívida ativa (PGE) e assistência farmacêutica (SES).

A avaliação de controle interno objetiva analisar o grau de segurança dos sistemas de controles internos; verificar a aplicação das normas internas, da legislação vigente e das diretrizes traçadas pela administração; prevenir o cometimento de erros, desperdícios, práticas antieconômicas e fraudes; verificar o cumprimento das recomendações dos órgãos de controle externo e interno e apresentar sugestões de melhoria dos controles existentes.

Além disso, foram emitidos 1.200 pareceres e as 440 recomendações técnicas aos órgãos estaduais com o objetivo de detectar e corrigir, de forma concomitante ao andamento das ações e processos, eventuais falhas e erros.

Capacitações

Ainda na vertente de atuação preventiva, foram realizadas 40 capacitações, que alcançaram 1.500 servidores públicos não somente do Estado mas também de outras esferas e Poderes Constituídos. Os temas das capacitações foram definidos a partir de necessidades identificadas pela CGE-MT em auditorias e atividades de controle no âmbito do Governo de Mato Grosso.

Destaque para o lançamento do “Programa CGE Orienta – Estado Íntegro e Eficaz“. A ação tem como objetivo a promoção da integridade e do aperfeiçoamento da gestão pública mediante a oferta continuada e direcionada de orientações e capacitações a gestores, servidores públicos, empresas com contratos vigentes ou com interesse em estabelecer negócios com o Poder Executivo do Estado de Mato Grosso.

No primeiro ciclo do “Programa CGE Orienta”, servidores de cinco instituições do Governo de Mato Grosso (Jucemat, Indea, Intermat, Seaf e CGE) e da Defensoria Pública aprimoraram os conhecimentos sobre controle disciplinar, gestão de pessoas, conformidade da despesa pública e fiscalização de contratos.

Também foi inserida no calendário anual de atividades da CGE a Conferência Estadual de Controle Interno. A primeira edição do evento reuniu agentes, pesquisadores e avaliadores do controle interno da União, do Estado e de 20 municípios mato-grossenses para debater o papel do controle interno na prevenção e no combate à corrupção e na eficiência, eficácia e efetividade da gestão pública.

A CGE também realizou capacitações para os servidores das Unidades Setoriais de Controle Interno (Unisecis), que são extensão da Controladoria em cada órgão.  As capacitações para este público versaram sobre as atribuições das Unisecis, a elaboração e o monitoramento dos planos de providências de controle interno, produtos específicos de auditoria, entre outros assuntos.

Em evento próprio realizado em novembro/2019, auditores da CGE e analistas e técnicos das Unisecis colocaram à mesa as dificuldades, os desafios e as proposições para melhorar o relacionamento institucional e a missão de aprimorar os controles internos do Governo de Mato Grosso.

Pergunte à CGE

Destaque também da atuação preventiva foram as consultas respondidas pelo canal “Pergunte à CGE“. Em 2019, os auditores do Estado responderam a 661 questionamentos de servidores e gestores do Governo de Mato Grosso pela ferramenta. A maioria das perguntas foi sobre gestão de pessoas, financeira, contábil, aquisições e convênios.

A servidora Eliane Novais de Oliveira Coelho, da Casa Civil, utilizou a ferramenta com frequência em 2019. Para ela, o atendimento foi satisfatório. “A utilização do canal é importante para termos segurança legal no direcionamento das atividades e orientações assertivas nas diversas áreas da gestão pública”, destaca ela.

O “Pergunte à CGE” é um canal de contato direto com o servidor público estadual para solicitação, via e-mail, de orientação e esclarecimentos acerca de assuntos relacionados à gestão administrativa. A ideia é facilitar a vida dos servidores com respostas rápidas e objetivas acerca de matérias que tenham entendimento pacífico no âmbito da Controladoria.

Monitoramento

Ainda como parte do controle preventivo, a CGE-MT produziu 27 relatórios de monitoramento dos planos de providências formulados em resposta às recomendações emitidas tanto por ela mesma como por instituições de controle externo (TCE, MPE, CGU, TCU, entre outros) aos órgãos do Governo de Mato Grosso.

Em 2019, os órgãos estaduais elaboraram 387 planos de providências, dos quais 150 foram implementados e o restante está em execução.

Comentários Facebook

Mato Grosso

Parceria entre Detran-MT e Polícia Civil promove reciclagem de 545 veículos sucateados

Avatar

Publicado


O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) retomou nesta sexta-feira (28) a Operação Pátio Limpo, em parceria com a Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos de Cuiabá (DERRFVA). O trabalho se estende até sábado (29.02), quando ocorre a compactação e pesagem de mais de 545 veículos que serão destinados para reciclagem.

O foco da ação, iniciada em 2019, é a descontaminação e limpeza do pátio do Detran-MT utilizado pela delegacia. O trabalho também envolve o Poder Judiciário e Ministério Público.

Segundo o delegado titular da DERRFVA, Gustavo Garcia, para que os veículos pudessem passar pela prensa, a unidade policial teve que concluir mais de 750 inquéritos e restituir 1.400 veículos aos proprietários. Os bens ficam em posse da delegacia quando o veículo é apreendido por alguma queixa de crime: roubo, furto, clonagem, dentre outros.

“O objetivo da ação é dar a destinação correta a veículos que em razão de décadas no pátio da delegacia da DEERFVA se tornaram sucatas. O Detran-MT tem sido um parceiro fundamental nessa retomada de limpeza do pátio, de organização e reordenação de nosso espaço. Por isso, enaltecemos o compromisso do Detran com a Polícia Judiciária Civil nesse plano de cooperação”, afirmou Garcia.

O presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos, destaca que as atividades de reciclagem são prioridades desta gestão.

“São ações positivas que foram estendidas aos nossos parceiros da Polícia Civil com o objetivo de cumprirmos as normas de proteção ambiental. Um dos focos da limpeza dos pátios também é a preocupação com o meio ambiente e a saúde pública. O processo de reciclagem é prioridade da atual gestão”, pontou Vasconcelos.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Parceria entre Deran-MT e Polícia Civil promove reciclagem de 545 veículos sucateados

Avatar

Publicado


O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) retomou nesta sexta-feira (28) a Operação Pátio Limpo, em parceria com a Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos de Cuiabá (DERRFVA). O trabalho se estende até sábado (29.02), quando ocorre a compactação e pesagem de mais de 545 veículos que serão destinados para reciclagem.

O foco da ação, iniciada em 2019, é a descontaminação e limpeza do pátio do Detran-MT utilizado pela delegacia. O trabalho também envolve o Poder Judiciário e Ministério Público.

Segundo o delegado titular da DERRFVA, Gustavo Garcia, para que os veículos pudessem passar pela prensa, a unidade policial teve que concluir mais de 750 inquéritos e restituir 1.400 veículos aos proprietários. Os bens ficam em posse da delegacia quando o veículo é apreendido por alguma queixa de crime: roubo, furto, clonagem, dentre outros.

“O objetivo da ação é dar a destinação correta a veículos que em razão de décadas no pátio da delegacia da DEERFVA se tornaram sucatas. O Detran-MT tem sido um parceiro fundamental nessa retomada de limpeza do pátio, de organização e reordenação de nosso espaço. Por isso, enaltecemos o compromisso do Detran com a Polícia Judiciária Civil nesse plano de cooperação”, afirmou Garcia.

O presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos, destaca que as atividades de reciclagem são prioridades desta gestão.

“São ações positivas que foram estendidas aos nossos parceiros da Polícia Civil com o objetivo de cumprirmos as normas de proteção ambiental. Um dos focos da limpeza dos pátios também é a preocupação com o meio ambiente e a saúde pública. O processo de reciclagem é prioridade da atual gestão”, pontou Vasconcelos.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana