conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo do Estado finaliza COT UFMT e entrega complexo para universidade no dia 28

Publicado

Mato Grosso

Considerada uma das principais obras esperadas para a Copa do Mundo de 2014, o Centro Olímpico de Treinamento da Universidade Federal de Mato Grosso (COT UFMT) foi totalmente concluído e será entregue oficialmente à universidade no final de janeiro pelo Governo do Estado.

O complexo, que contou com investimentos de R$ 17,1 milhões, tem em sua estrutura um campo de futebol, uma pista de atletismo padrão internacional, que vem sendo utilizada desde 2018 para eventos esportivos, e arquibancada com capacidade para receber até 1,5 mil pessoas.

Segundo informações da equipe técnica da Secretaria Adjunta de Obras Especiais, da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), que coordenou os trabalhos na gestão atual do governo estadual, o término da obra foi possível após uma série de tratativas com a empresa responsável pela obra e a quitação de pagamentos (multas, glosas, retenções judiciais, entre outros), que não vinham sendo feitos desde 2014, bem como a resolução de pendências técnicas realizadas em parceria com a UFMT, responsável pelo projeto do COT.

O secretário Marcelo de Oliveira, titular da Sinfra, afirmou que a finalização de obras remanescentes da Copa do Mundo foi uma solicitação governador Mauro Mendes ainda no início da gestão e vem sendo cumprida.

“No início da sua gestão o governador nos pediu para que fizéssemos um trabalho muito sério para que pudéssemos retomar essas obras e dar uma conclusão. É inadmissível que um Estado espere sete a oito anos para entregar uma obra como a implantação e duplicação da Avenida Parque do Barbado e o COT UFMT, que eram para estar finalizadas em 2014. E agora as duas estão finalizadas”, salientou.

Veja Também  Diamantino faz aniversário e Governo comemora junto com obras, repasses em dia e ajuda no combate à pandemia

Complementando o tema, o titular da Infraestrutura citou que a Sinfra atuou ainda em 2019 para retomada dos trabalhos de revitalização do Córrego Mané Pinto, na Avenida 8 de Abril.

“Nossa previsão é de entregar essa obra em dezembro de 2020”, destacou ele, revelando que a equipe da Sinfra trabalha agora para reiniciar este ano as obras de revitalização e duplicação da Avenida Arquimedes Pereira Lima (Estrada do Moinho), cujas tratativas com a construtora tiveram início no primeiro ano da atual gestão da pasta.

Reiterando a fala, o secretário adjunto de Obras Especiais, Isaac Nascimento Filho, afirmou que toda as metas traçadas para 2019 foram executadas pela Adjunta. “Conseguimos vencer diversos imbróglios técnicos e jurídicos referentes a contratos remanescentes da Copa. Estamos bastante satisfeitos com o trabalho da equipe e em 2020 vamos continuar atuando para destravar outras obras importantes”, pontuou.

Obra do COT

O Centro Olímpico de Treinamento da UFMT (COT UFMT) conta com uma área construída de 5,4 mil metros quadrados e uma arquitetura moderna. Os vários espaços do complexo estão divididos em três pisos e a área externa engloba arquibancada para o público, pista de atletismo e campo de futebol.

Veja Também  Três reservas garimpeiras poderão ser reativadas em Mato Grosso

De acordo com a equipe de engenharia da Sinfra, a estrutura do COT é completa, composta por dois vestiários climatizados (com uso de placas solares) com espaço destinado a aquecimento dos atletas, uma sala para comissão técnica e uma segunda para apoio médico.

O local possui ainda oito banheiros, sendo quatro para Portadores de Deficiência (PCDs). Quatro deles estão no primeiro piso e outros quatro no segundo. A estrutura comporta também seis salas de aula, quatro camarotes, um local para lanchonete, sala antidoping, auditório, elevador com acessibilidade, duas salas de apoio, uma sala técnica, dois depósitos e um mirante.

Na parte de fora, ficam a pista de atletismo, construída seguindo padrão internacional estabelecido pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT), e o campo de futebol, que possui quatro torres de iluminação, com refletores.

Conforme informações da área de engenharia e fiscalização da obra, desde o primeiro semestre de 2019, quando foram retomados os trabalhos para conclusão do COT UFMT uma série de serviços foram concluídos. Entre eles, a finalização das instalações de prevenção e combate a incêndio; conclusão das instalações hidrossanitárias (água fria e água quente), além de loucas e metais; fixação de esquadrias; instalação de ar condicionado; comunicação visual do empreendimento; colocação do elevador, sistema de catracas; instalação dos armários dos vestiários, além da implantação do piso monolítico (que proporcionam unidade); rampa e calçamento, bem como, pintura, iluminação e paisagismo.

Comentários Facebook

Mato Grosso

Gerência de Ações Educativas do Detran alerta para uso correto dos cintos de segurança

Avatar

Publicado


.

Começa nesta sexta-feira (18) a Semana Nacional do Trânsito. O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), por meio do setor de Ações Educativas, realiza alguns alertas importantes sobre os cuidados fundamentais para motoristas e passageiros. A autarquia ressalta a importância do cinto de segurança. 

A gerente de Ações Educativas do Detran, Rosane Pölzl, inicia seus trabalhos durante a Semana Nacional lembrando do uso do cinto de segurança para motoristas e passageiros, acessório essencial dentro do veículo. Também disse que a ausência ou próprio uso de forma inadequada pode trazer riscos para quem estiver no veículo, podendo causar até mesmo um acidente. 

“O cinto de segurança evita que, em caso de frenagem brusca ou acidente, os ocupantes do veículo se choquem com as partes internas ou com motoristas e outros passageiros. Nos casos de acidentes evita ainda que sejam lançados para fora do veículo. O correto uso do cinto previne lesões graves e até fatalidades”, disse Rosane. 

Por isso é fundamental, mesmo que esteja percorrendo pequenas distâncias em trechos urbanos, o uso do equipamento. É importante o uso correto do cinto e evitar transitar no banco do passageiro e com banco reclinado. Rosane acredita na importância do uso do cinto de segurança, que é indispensável para todos os ocupantes do veículo, principalmente para garantir a própria segurança.

Veja Também  Fiscais da Sema apreendem 26,5 kg de pescado em Canarana

“O cinto foi projetado para oferecer segurança às pessoas com estatura mínima de 1,45m. Devendo ele estar sobre o osso da bacia e da clavícula, nunca sobre a barriga, pescoço ou costelas. Há pessoas que passam o cinto por baixo do braço, pois alegam que incomoda próximo ao pescoço e deixam sobre as costelas abaixo do braço. Isso é um perigo muito grande, ressaltou a gerente.

Uso para crianças

A gerente de Ações Educativas frisa que o cuidado no transporte das crianças deve ser levado à sério.

“Crianças precisam utilizar equipamentos de retenção apropriados e nunca podem ser transportadas no colo. Num impacto causado por acidente no trânsito ou frenagem mais brusca, não se consegue proteger a criança com os braços, isso pode machucá-la ainda mais ou trazer alguma complicação no seu corpo”, afirmou Rosane.

O correto é ter dentro do carro equipamento de contenção apropriado para cada idade e tamanho, seguindo as orientações do Código de Trânsito Brasileiro, além disso, o motorista que descumprir a lei está sujeito a multa e retenção do veículo até a regularização.

Obrigatório por lei 

É obrigatório a utilização do cinto de segurança em todo território nacional, para todos os ocupantes dos veículos automotores, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O uso é obrigatório para automotores, ônibus elétricos e tratores de rodas, de esteiras e mistos.

Veja Também  Gerência de Ações Educativas do Detran alerta para uso correto dos cintos de segurança

Segundo o artigo 167 do CTB, deixar o condutor ou passageiro sem uso do cinto de segurança, conforme previsto no art. 65, é infração grave, podendo levar uma multa e a retenção do veículo até colocação do cinto pelo infrator.

Ausência do cinto de segurança

Rosane alerta ainda que não existe situação segura sem o cinto de segurança. “A falta do uso de cinto, em geral agrava as lesões e risco de morte em acidente. Até em acidentes mais leves, existem casos de pessoas que não sobreviveram ou tiveram diversas complicações físicas devido ao não uso do equipamento de proteção”, explica a gerente.

Tempo de uso

Rosane lembra que cinto de segurança não tem um prazo de validade, mas os condutores devem estar atentos ao desgaste.

“Caso aconteça um impacto eles não irão proteger os passageiros, mesmo que aparentem estar em boas condições de uso. Por isso condutores devem ficar atentos normalmente após acidentes, mesmo que leves, e avaliar as condições dos cintos. Devido ao esforço intenso o cinto pode perder parte de sua resistência original. Orientamos que após acidentes, mesmo que o cinto aparente estar em bom estado de conservação, deve ser trocado”, comentou Rosane.  

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Seciteci divulga nomes dos participantes premiados durante oficina virtual

Avatar

Publicado


.

Nesta sexta-feira (18.09) a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) divulga os nomes dos seis participantes do segundo dia da live do Pint of Milk que ganharam uma camiseta de brinde ao enviarem as perguntas mais criativas durante o evento virtual, que fez parte da programação do Pint of Science, considerado o maior festival internacional de divulgação científica.

O festival acontece em ambientes descontraídos, como bares e restaurantes, porém este ano foi realizado em formtato virtual por conta da pandemia da Covid-19.

O professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Marcelo Marchiori, apresentou curiosidades sobre o céu mato-grossense e suas diversidades, durante o Pint of Milk realizado na tarde do dia 10 de setembro, no Youtube da Seciteci. 

Na oficina virtual com o tema O céu de Mato Grosso: Uma janela para a Ciência e para o Cosmos, o professor realizou dinâmicas de perguntas e respostas com entrega de brindes para as seis pessoas que elaborassem as perguntas mais criativas.

Após apuração da equipe foram escolhidos os seguintes usuários do Youtube: Izabela Radical, Guilheme Pedroso Pereira, Derek Roosel, Adriana Alves, Camila Oliveira e Juliana Graziela. Eles poderão retirar o brinde na Superintendência de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação que fica sede da Seciteci.

Veja Também  Treze municípios estão com risco moderado de contaminação por Covid-19 em MT

O professor Marcelo ressalta a importância deste evento para a popularização da ciência, principalmente neste momento de pandemia da Covid-19.

“A repercussão foi muito bacana e precisamos fomentar ainda mais estas ações em outros locais, como escolas públicas por exemplo, para ampliar o debate e troca de informações. Acho que neste momento de isolamento social a internet é nossa maior aliada, ela se tornou uma excelente ferramenta para disseminar conhecimento”, diz.

De acordo com a superintendente de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação da Seciteci, Lecticia Figueiredo, a meta de realizar uma ponte entre público e cientistas foi alcançada com sucesso, por meio deste evento. 

“Observamos o quanto que a interação social e uma conversa descontraída facilitam o entendimento entre as pessoas e os pesquisadores. Percebemos que a sociedade quer saber mais sobre ciência e os cientistas querem falar mais à sociedade, portanto com certeza o objetivo principal de popularizar a ciência foi atingido”, afirmou. 

Quem quiser ver as perguntas elaboradas pelos participantes e as respostas dadas pelo professor, pode clicar AQUI

História do festival

O Pint of Science surgiu em 2012, no Reino Unido e chegou ao Brasil em 2015, no estado de São Paulo. Neste ano foi realizado simultaneamente em 10 países, integrando cientistas e a comunidade em geral, que se reúnem para expor estudos e discutir resultados de pesquisas de maneira informal em ambientes descontraídos, como bares, restaurantes e Pubs, proporcionando um canal direto de conversa entre os pesquisadores e a sociedade.

Veja Também  Semana Nacional de Trânsito começa nesta sexta-feira (18) com blitz educativa

A proposta é divulgar conhecimento científico para o público em geral em mais de 100 cidades do mundo. Os principais países envolvidos são: Brasil, Alemanha, Austrália, Áustria, Canadá, Espanha, França, Irlanda, Itália e Reino Unido. No Brasil, pelo menos outras 73 cidades brasileiras vão realizar o evento.

Em Cuiabá foi realizado pela segunda vez, nos dias 08, 09 e 10 de setembro, com a parceria entre a Seciteci, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Cervejaria Louvada e a agência de publicidade Cria Estúdio. 

Este ano, para atrair participação de crianças e adolescentes, o evento teve uma programação especial, que foi o Pint of Milk, visando estimular curiosidades e futuros estudos na área científica. 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana