conecte-se conosco


Policial

Indiciado pela Polícia Civil por morte de decorador é condenado a 21 anos por latrocínio e ocultação de cadáver

Avatar

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Um homem indiciado pela Polícia Judiciária Civil em Mato Grosso pelos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) e ocultação de cadáver que vitimou o decorador Ednalmo Alves de Oliveira, 53 anos, ocorrido em 2018, foi condenado pela Justiça a 21 anos e quatro meses de reclusão em regime fechado.

O crime ocorreu em outubro de 2018 e foi investigado pela Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos de Cuiabá, em inquérito presidido à época pelo delegado Caio Fernando Albuquerque. “Foi um trabalho árduo de toda a equipe, com 40 dias de investigações ininterruptas para solucionar o caso”.  

O corpo do decorador foi encontrado em uma região de mata, no bairro Nova Várzea Grande, no dia 28 de novembro de 2018. O suspeito foi preso no dia 3 de novembro  pela equipe da Derrfva e durante depoimento e com base em provas colhidas pela equipe da delegacia, apontou a localização do corpo, mesmo não confessando a morte da vítima.

A vítima estava desaparecida desde 17 de outubro daquele ano. Um familiar da vítima procurou a Polícia Judiciária Civil no dia 22 de outubro relatando que Ednalmo tinha sido visto com um amigo. O irmão ainda disse que a vítima morava sozinha no bairro Coophamil, em Cuiabá, e não costumava passar muitos dias sem dar notícias, o que causou estranheza na família, além do fato do celular dele estar desligado e o veículo, um Ford Ka sedan dourado, ter também sumido.

Desde o início da investigação, a Polícia Civil trabalhou com a hipótese de a vítima estar morta. “O carro dele foi subtraído. Na semana seguinte do desaparecimento o veículo estava na posse de uma pessoa. Esse rapaz foi preso. Além dele estar de posse do carro do Ednalmo, vendendo, ele estava com um cartão da vítima, fazendo saques e empréstimos em agencias bancárias”, declarou na época o delegado Caio Fernando.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

PRF realiza Operação Juruena no Noroeste de MT

Avatar

Publicado

Veículos de carga estão proibidos de transitar em trecho da BR-174, entre Castanheira e Colniza

Desde o último dia 15, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) realiza na região Noroeste de Mato Grosso a Operação Juruena. O objetivo é garantir o cumprimento da portaria do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) que proíbe o tráfego de veículos com peso bruto acima de 48,5 toneladas na BR-174, entre Castanheira e Colniza.

Além de fiscalizar a carga dos veículos e outras questões de trânsito, os agentes da PRF têm como missão garantir a trafegabilidade e a segurança no trecho.

A operação segue até abril, quando se encerra o período de chuvas na região. Devido às condições climáticas, a estrada de chão com pontes de madeira é suscetível à alagamentos e interdições, por isso, o Dnit decidiu pela proibição de circulação dos veículos mais pesados.

Até a tarde desta segunda-feira (20), a PRF não havia registrado casos de descumprimento da portaria.

Neocleciana Gonçalves – SECOM PRF MT

Fonte: PRF MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Policiais civis localizam e prendem foragido por crime de homicídio

Avatar

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Polícia Civil de Mirassol d’Oeste prendeu na última sexta-feira (17.01) um homem foragido da justiça, com mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca de Tangará da Serra.

O homem de 36 anos é suspeito de homicídio e estava foragido desde 2018.

Após investigações preliminares,  a equipe de investigadores da Delegacia de Mirassol d’Oeste conseguiu localizar o endereço na zona rural do município deste e chegou ao foragido.

Ele foi encaminhado à unidade prisional do município, onde permanecerá à disposição da justiça.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana