conecte-se conosco


Politica MT

Comissão luta contra “escolas de lata” e discute temas importantes para a educação em MT

Avatar

Publicado

Foto: Helder Faria

Em 2019, a Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa de Mato Grosso atuou em prol da melhoria da infraestrutura das escolas públicas estaduais e da qualidade do ensino ofertado aos estudantes mato-grossenses.

O fim das chamadas “escolas de lata” foi uma das principais bandeiras levantadas pela comissão. O assunto foi tema de diversas reuniões e trouxe à tona um dado preocupante: mais de 50% das escolas públicas estaduais existentes em Mato Grosso precisam ser reformadas.

A precariedade das escolas motivou deputados que compõem a comissão a visitar diversas escolas no interior do estado. No total, foram visitadas 21 escolas estaduais, duas escolas técnicas e uma escola municipal nos municípios de Cuiabá, Rondonópolis, Bom Jesus do Araguaia, Canarana, Juína, Juscimeira, Nova Xavantina, Pedra Preta, Poxoréu, Primavera do Leste, Rosário Oeste, Santo Antônio do Leverger e Vila Bela da Santíssima Trindade.

A Comissão de Educação é presidida pelo deputado estadual Thiago Silva (MDB) e composta ainda pelos deputados Valdir Barranco (PT), na condição de vice-presidente, Sebastião Rezende (PSC), Dr. João (MDB) e Wilson Santos (PSDB), como membros titulares.

Ao longo do ano, foram promovidas quatro audiências públicas para discutir a greve dos profissionais da educação; a situação financeira e a criação de novos campi da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat); a inserção da neurociência na grade curricular nos cursos de educação; a reforma tributária e seu o impacto na educação.

No mês de setembro, a comissão realizou, em Cuiabá, o 2º Encontro Nacional de Presidentes e Vice-presidentes das Comissões de Educação das Assembleias Legislativas. O evento recebeu senadores, deputados federais e estaduais, prefeitos, vereadores, autoridades de diversos estados do país e representantes da sociedade civil para debater o novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o Plano Nacional de Educação (PNE) e o impacto das Reformas Tributária e da Previdência na Educação.

A Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto promoveu ainda 11 reuniões, sendo uma de instalação, nove ordinárias e uma extraordinária. Durante os encontros, foram debatidos temas relevantes, como a infraestrutura das escolas públicas de Mato, o Plano Estadual de Educação, a greve na educação, o processo eleitoral para escolha de diretores das escolas e a inclusão de pessoas com deficiência nas escolas públicas.

Durante as reuniões, foram apreciadas 239 proposições, sendo 196 projetos de lei, 25 projetos de resolução, 16 requerimentos e dois projetos de leis complementares.

Entre os projetos que tiveram pareceres favoráveis aprovados pelos parlamentares, estão o PL 940/2019, de autoria do deputado estadual Dr. Gimenez (PV), que prevê a criação do Programa Estadual de Prevenção da Depressão e Combate ao Suicídio aplicado na rede pública estadual de ensino de Mato Grosso; e o PL 1074/2019, apresentado pelo deputado estadual Wilson Santos (PSDB), que estabelece a prioridade das pessoas surdas no exercício do cargo de instrutor e/ou professor de Libras no âmbito do estado de Mato Grosso.

“O ano de 2019 foi extremamente produtivo para a Comissão de Educação, pois tivemos grandes conquistas, como a retomada de mais de 18 obras escolares e debates que nortearam o trabalho da Secretaria de Estado de Educação. Para 2020, continuaremos cobrando melhorias na estrutura escolar estadual e atuaremos na defesa dos interesses dos professores, estudantes e de toda a comunidade escolar”, afirmou o presidente da comissão, deputado estadual Thiago Silva.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook

Politica MT

Disque-denúncia de agressões ao meio ambiente começa a tramitar na AL

Avatar

Publicado

Foto: Ronaldo Mazza

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) é o autor do projeto de lei (PL 1259/2019) que institui o serviço de disque-denúncia de agressões ao meio ambiente de Mato Grosso. De acordo com o parlamentar, trata-se de um mecanismo para facilitar a atuação dos órgãos de prevenção e fiscalização ao meio ambiente de Mato Grosso.  

“Pela extensão do nosso território e pela falta de recursos humanos para desenvolver um trabalho mais efetivo e com resultados mais expressivos, vejo, através desta proposição, uma alternativa na qual a população poderá auxiliar os órgãos estatais que combatem a degradação do meio ambiente a efetuarem um controle mais pontual e direcionado, atingindo êxito no desenvolvimento dessa atividade”, diz um dos trechos da justificativa.

Apesar das regras impostas pelo Estado, Mato Grosso veio a decretar situação de emergência em 2019 por conta do alto índice de incêndios florestais. Com o disque-denúncia, o cidadão vai ter facilidade em acionar órgãos governamentais para reprimir crimes ambientais.

O projeto de lei foi apresentado no dia 5 de dezembro de 2019. Atualmente, está na Comissão de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Recursos Minerais para emissão de parecer sobre o mérito.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Continue lendo

Politica MT

Deputado cobra esclarecimentos sobre licitação da rodoviária de Cuiabá

Avatar

Publicado

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) é o autor do Requerimento nº 14/2020, que exige do Poder Executivo informações relacionadas à licitação para a concessão do terminal rodoviário engenheiro Cássio Veiga de Sá, o popular terminal rodoviário de Cuiabá.

As informações deverão ser fornecidas no prazo de 30 dias pelo governador Mauro Mendes (DEM) e pelo secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira e Silva.

O Executivo deverá fornecer respostas aos seguintes questionamentos: por que até a presente data não foi feita a licitação para a concessão do terminal rodoviário Engenheiro Cássio Veiga Sá, em Cuiabá? Mesmo a Procuradoria-Geral do Estado – PGE/MT se manifestando em contrário à prorrogação, pela quarta vez, do contrato, por que houve a dispensa de licitação para contratar a empresa Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário e Turístico Ltda? Qual a previsão de nova licitação? Qual objeto? Qual o prazo para a nova concessão?

No dia 23 de outubro de 2019, o governo de Mato Grosso publicou no Diário Oficial a abertura da concorrência pública para realização da concessão, por 25 anos, da Rodoviária Shopping de Cuiabá. Porém, o projeto não avançou.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana