conecte-se conosco


Policial

Autor de tentativa de homicídio contra policial militar é preso em ação integrada

Publicado

Policial

Assessoria | PJC-MT

Um dos autores da tentativa de homicídio contra um policial militar no município de Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a Oeste de Cuiabá) foi preso na manhã desta quarta-feira (11.12) em ação da Polícia Judiciária Civil com apoio da Polícia Militar. 

O trabalho integrado para cumprimento de prisão temporária resultou na prisão do foragido, Renan Kenedy Solis Aliendre, 22 anos.

O jovem é apontado como responsável pelos disparos de arma de fogo, na tentativa de homicídio contra servidores da Segurança Pública, na base da Polícia Militar de Vila Bela da Santíssima Trindade, durante a realização do evento tradicional “Festança” no dia 21 de julho.

Na ocasião do atentado, o então comandante da Polícia Militar no município, Tenente Pamplona, foi alvejado nas costas, porém o projétil ficou retido no colete balístico, em região próxima à nuca, protejendo à vítima.

Durante diligências investigativas para apurar o crime, a Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade logrou êxito identificar Renan como autor dos disparos. Diante dos indícios de autoria, o suspeito teve a ordem de prisão decretada pela Justiça da Comarca local.

Veja Também  Governo de Mato Grosso entrega 250 viaturas na próxima sexta-feira (22)

De posse do mandado judicial, os policiais civis e militares montaram uma barreira na Rodovia BR 174-b, conseguindo abordar o veículo em que o suspeito estava. Na ocasião,,Renan tentou se esconder no banco de trás do automóvel, mas foi detido. 

Segundo o delegado de Vila Bela da Santíssima Trindade, Maurício Maciel Pereira Junior, as informações apontam que o suspeito e outro comparsa (ainda foragido), identificados como autores do crime vinham se ocultando desde o dia fatos, possivelmente se refugiando na Bolívia.

“Com a prisão do suspeito será possível avançar para a conclusão do inquérito policial, bem como as investigações continuam com objetivo de prender o segundo envolvido”, destacou Maurício Maciel.

Comentários Facebook

Policial

Homicídio ocorrido no dia de Natal, em Cuiabá, é esclarecido e autora presa

Avatar

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP) esclareceu o homicídio de José Carlos Ribeiro, 50 anos, ocorrido no dia 25 dezembro, no bairro Altos da Glória, na Capital. A pessoa investigada como autora do crime, de 30 anos, foi presa na segunda-feira (18) pela Polícia Militar, no Residencial José Carlos Guimarães, em Várzea Grande, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca da Capital.

A vítima foi encontrada morta na cama, em sua residência, e o corpo apresentava lesões causadas por instrumentos contundente e cortante. Um pedaço de madeira, com um prego na ponta, foi encontrado no local.

Com o início das investigações abertas pela DHPP, a equipe coordenada pelo delegado Caio Fernando Albuquerque coletou informações de que no dia do crime uma pessoa monitorada por tornozeleira eletrônica esteve na residência da vítima.

Após ser identificada, a investigada foi ouvida em depoimento na DHPP e declarou como cometeu o crime. Segunda ela, três meses antes do fato, quando ainda não tinha relacionamento íntimo com José Carlos, estava tomando cerveja com a vítima junto com a sobrinha dela, de 14 anos. Logo após, saiu da casa para comprar e fazer uso de entorpecentes, quando momento depois sua sobrinha a procurou chorando e dizendo que a José Carlos havia tentado violentá-la sexualmente.

Veja Também  Homem é detido por agredir esposa em Rondonópolis

A investigada retornou então à casa da vítima para tomar satisfação do ocorrido, mas o homem negou o ato de violência, embora a adolescente tenha confirmado o abuso. Após isso, ainda segundo depoimento da investigada, ela decidiu que mataria a vítima e pediu que a adolescente não comentasse a ninguém o ocorrido e que resolveria a situação.

Conforme narrado no depoimento, vendo que a vítima tentava uma aproximação, a investigada começou a ter encontros amorosos com José Carlos e afirmou ao delegado que passou a fazer isso para aproveitar a oportunidade e vingar o que ocorreu com sua sobrinha. Em um dos encontros, após se relacionarem, ela golpeou a vítima com o pedaço de madeira e com uma faca.

“Os elementos de prova colhidos durante as diligências comprovam que não houve homicídio privilegiado – quando a vítima provoca o cometimento do crime pouco antes de sua prática. Mas sim, que o crime foi motivado por vingança, configurando a qualificadora de torpeza na medida em que, premeditadamente, o autor planejou a ação homicida cerca de três meses depois do referido comportamento da vítima. Além disso, ficou configurada a qualificadora de impossibilidade de defesa pois, ao que tudo indica, ao contrário da versão da investigada, a vítima dormia quando foi golpeada”, explicou o delegado Caio Albuquerque.

Veja Também  Drogas são tiradas de circulação em Cuiabá, Barra do Bugres e Tangará da Serra

Com base nos elementos coletados na investigação, o delegado representou à Justiça pela prisão preventiva da investigada. O inquérito segue para conclusão e ela será indiciada por homicídio qualificado.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

PM prende homem com mandado de prisão por estupro de vulnerável em São Paulo

Avatar

Publicado


Policiais do 14º Batalhão de Polícia Militar de Primavera do Leste (a 231 km de Cuiabá) prenderam na tarde desta terça-feira (19.01), por volta das 11h, um caminhoneiro que estava com mandado de prisão em aberto por estupro de vulnerável.

O suspeito, de 37 anos, cometeu o crime em 2018, em São Paulo, capital. Na época a vítima teria 13 anos. A prisão dele ocorreu no bairro Parque Industrial, em um posto de combustível.

A PM de Primavera do Leste recebeu informações sobre a presença de um homem que poderia ser procurado por estupro. Fez diligências, conseguiu abordá-lo e na checagem dele junto ao Banco Nacional de Mandados de Prisão (BNMP) confirmou a informação.

O suspeito foi entregue na Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Primavera, onde deve se colocado à disposição da justiça paulista.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Veja Também  Homicídio ocorrido no dia de Natal, em Cuiabá, é esclarecido e autora presa
Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana