conecte-se conosco


Mulher

Renove os ambientes! Confira tendências de cores para decoração da casa em 2020

Avatar

Publicado

Estamos a menos de um mês de 2020 e, junto com a chegada do novo ano, vem a vontade de renovação. Se você planeja mudar a decoração da casa logo mais, pode se basear nas cores que vão estar em alta a partir do próximo mês. Diversas marcas de tintas já lançaram suas apostas – e você pode se inspirar nelas para mudar o visual dos cômodos. 

Leia também: Quer mudar a decoração da casa? 10 ideias para você NÃO copiar de jeito nenhum

cama arrow-options
Divulgação/AkzoNobel

A cor Praça no Inverno, eleita como a cor de 2020 pela AkzoNobel, é uma das tendências que promete bombar ano que vem

Para ajudar você na missão de renovar os ambientes da casa e encantar a todos, a reportagem do Delas separou algumas tendências de cores que prometem bombar no ano que vem. Já podemos adiantar que azul e verde, além do rosa, estão entre as tonalidades que vão ocupar cada mais espaço nos lares brasileiros. Confira!

1. Rosa claro com toque acinzentado 

Divulgação/Tintas Eucatex arrow-options
Divulgação/Tintas Eucatex

Modernismo: eleita pelas Tintas Eucatex como a cor de 2020

Em um estudo realizado em parceria com a consultoria de tendências Tendere, o tom Modernismo foi eleito pelas Tintas Eucatex como a Cor do Ano 2020. A cor é composta por um rosa claro, levemente acinzentado, e com nuances sutis de azul. Segundo a marca, a tonalidade traz equilíbrio, serenidade, doçura e prosperidade aos ambientes.

Na galeria abaixo, é possível ver a aplicação da cor em cômodos, como quarto e sala. Como podemos ver nas imagens, a tonalidade harmoniza com branco e verde. Por isso, você pode apostar, por exemplo, em almofadas com estampas que remetem à natureza e figuras geométricas. Plantas também ajudam a completar a decoração do lar.


2. Tom delicado entre verde, azul e cinza

Divulgação/AkzoNobel arrow-options
Divulgação/AkzoNobel

Praça no Inverno: eleita pela AkzoNobel como a cor de 2020

A AkzoNobel – responsável pela Coral – lançou seu estudo internacional de cores, o Colour Futures 2020, e aponta a Praça no Inverno , um tom delicado entre verde, azul e cinza, como a cor do próximo ano. “Seu efeito muda de acordo com as cores usadas para acompanhá-la, fazendo-a um tom belo e versátil”, destaca Heleen van Gent, diretora do Centro de Estética Global.

A tonalidade pode ser aplicada em diversos ambientes – incluindo quarto de criança. A aposta da AkzoNobel também pode ser combinada com outros tons, como azul, amarelo, rosa e cores mais neutras. Na galeria, você consegue notar, por exemplo, que, na cozinha, a tinta não está só na parede. Isso porque também é possível aplicá-la nos móveis e transformar o cômodo.


3. Verde azulado

Mantra: eleita pela Suvinil como a cor de 2020 arrow-options
Cama/Sofá e manta Codex Home. Poster, bancos de madeira e cadeira preta, loja Téo. Piso Materialab, Aubicon. Pufe de EVA, cesto de palha pendurado e tijolos de barro dos Irmãos Campana, da Dpot Objetos. Ganso branco , acervo Aldi Flosi. Camisa de algodão Bruno Cruz. Sapatos Insecta Shoes.

Mantra: eleita pela Suvinil como a cor de 2020

O Suvinil Revela, assinado por Ana Kreutzer, consultora de cores de marca, indica Mantra, uma nuance de verde azulado, que se divide em dois subtons – Horizonte e Contemplação – como a cor de 2020. A marca também mostra  outras 35 tonalidades de tinta para parede que combinam com a principal. Assim, é possível criar diversas combinações em todos os ambientes .

4. Azul-marinho

Naval: eleita pela Sherwin-Williams como a cor de 2020 arrow-options
Divulgação/Sherwin-Williams

Naval: eleita pela Sherwin-Williams como a cor de 2020










Para o próximo ano, a eleita da Sherwin-Williams é a cor Naval, um azul-marinho, que traz calma e, ao mesmo tempo, ousadia. “O uso da cor no design de interiores está mudando. Não se trata mais apenas da estética de um espaço, mas de como você se sente nele,” diz disse Patrícia Fecci, gerente de marketing para serviços de Cor & Design da marca. 

A tonalidade pode ser combinada com mármores e metais diversos, sendo responsável por destacar os itens no décor . Para se inspirar, é importante saber que o tom pode ficar em segundo plano ou desempenhar papel de protagonista. No quarto, por exemplo, o azul-marinho ajuda a transformar o ambiente em um local de tranquilidade e repouso.












Agora que você já sabe quais as principais cores que vão bombar em 2020, aproveite para transformar a decoração da sua casa com essas tendências! 

Comentários Facebook

Mulher

Salão é acusado de fazer blackface ao reproduzir meme da cabeleleila Leila

Avatar

Publicado


source
Salão de beleza é acusado de blackface
Reprodução/Twitter

Salão de beleza é acusado de blackface


Na manhã desta sexta-feira (7) começou a circular nas redes sociais um vídeo de um salão de beleza reproduzindo o  meme da “cabeleleila Leila”. O problema, no entanto, é que os funcionários que apareciam na gravação utilizavam perucas para simular um cabelo crespo e foram acusados de blackface.


“Blackface não é engraçado, a gente tá em 2020. Usar peruca assim e se pintar de escuro além de ser extremamente escroto é racista”, disse um usuário do Twitter. 

Logo após a polêmica começar, o vídeo foi rapidamente tirado do ar. Procurado, o salão LD Beauty Services, localizado em Indaial, Santa Catarina, disse que se pronunciaria logo mais em uma live.


Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Mãe perde guarda da filha após menina passar por ritual do candomblé

Avatar

Publicado


source

Uma mãe de Araçatuba, cidade do interior de São Paulo, perdeu a guarda da filha de 12 anos após a menina passar por um ritual de iniciação no candomblé. Segundo reportagem do Uol, alguns familiares que são contra a religião de matriz africana fizeram denúncias alegando que a jovem era abusada. 

candomblé
Arquivo/Agência Brasil

Mãe perde a guarda da filha após ritual do candomblé

A avó da garota é evangélica e teria feito uma denúncia ao Conselho Tutelar da Cidade, alegando que a menina estava sofrendo maus tratos e abusos sexuais. Após algumas denúncias, os conselheiros foram acompanhados de policiais ao terreiro onde a adolescente estava com a mãe, que é manicure, e tentou explicar que elas não poderiam deixar o terreiro enquanto estivessem passando pelo ritual. Mesmo assim, elas foram levadas ao Instituto Médico Legal (IML), que não identificou hematomas ou lesões corporais. 

A única coisa de diferente na jovem era o cabelo raspado. Ela estava passando por um ritual chamado de “feitura de santo”. Nessa tradição religiosa, a pessoa deve passar 21 dias no terreiro entrando em contato com a religião e raspar o cabelo faz parte do processo, que simboliza um renascimento. 

Mãe e filha foram liberadas, mas foram feitas novas denúncias dizendo que a garota estava sendo mantida à força no terreiro. Os policiais foram novamente ao local, mas não encontraram ninguém, pois a menina já estava em casa com os pais. Após isso, foi feita uma denúncia à Promotoria alegando que o cabelo raspado foi uma lesão corporal e a Justiça interferiu dando a guarda da jovem para a avó materna.

Sem a guarda

Há uma semana a manicure só pode falar com a filha por telefone e em visitas presenciais de cinco minutos. “O pior de tudo é que em nenhum momento ouviram minha filha ou a mim. Simplesmente a tiraram de mim. Eu nunca a obriguei a nada, esse sempre foi o sonho dela. Ela está chorando a todo momento, me liga de dez em dez minutos querendo vir para casa”, disse a mãe da menina. 

“Eu estou arrasada. Já estava antes por conta do preconceito. Agora que tiraram minha filha de mim, tiraram o meu chão. Nunca imaginei passar por isso por conta de religião. Eu estava presente o tempo inteiro, acompanhei tudo, nada de ilegal foi feito, que constrangesse a ela, ou que ela não quisesse, sem consentimento dela, ou sem o pai ou a mãe, foi tudo feito legalmente”, a manicure continuou. 

O Conselho Tutelar e os familiares que estão com a guarda da adolescente não se pronunciaram. Os pais da menina falam que foram vítimas de intolerância religiosa. O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) garante a liberdade religiosa e, além disso, a lei nº 13.257, de 2016, garante que pais e mães transmitam suas crenças aos filhos. 

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana