conecte-se conosco


Internacional

Metroviários franceses temem "segunda-feira negra" nos transportes

Avatar

Publicado

A Sociedade Nacional de Ferrovias Francesas (SNCF) orientou os usuários a não usar seus serviços amanhã (9), antecipando o que seria uma “segunda-feira negra”, no quinto dia da greve dos metroviarios. A paralisação é por tempo indeterminado e reivindica a retirada do projeto oficial de reforma da Previdência.

“Se não comunicarmos aos nossos clientes, com muita ênfase, que eles não devem ir às estações amanhã, poderemos ter problemas de segurança”, disse o gerente-geral da rede suburbana da região de Paris, Alain Krakovitch, em relação a mais um dia de protesto contra os projetos de reforma do presidente Emmanuel Macron.

A greve deve afetar particularmente a rede SNFC, os subúrbios e a Administração Autônoma de Transporte Parisiense (RATP), que neste sábado (7) só pôde cumprir 15% de seus serviços na área suburbana, despachando apenas um em cada seis trens de alta velocidade e um em cada 10 do serviço interurbano.

O panorama deste domingo (8) mostrou 14 das 16 linhas do metrô de Paris paralisadas. Para a segunda-feira, espera-se a prestação de serviços mínimos, em nível provavelmente semelhante aos de ontem. Nesse contexto, a própria SNCF enviou mensagem de texto aos telefones celulares dos usuários, recomendando que eles “não chegassem às estações”.

Veja Também  Incêndio florestal na Califórnia força moradores a deixarem suas casas

Enquanto isso, a RATP solicitou a todos os usuários que possam adiar sua viagem que o façam, devido ao “alto risco de saturação da rede”. Desde o início da greve, muitos parienses rcorrera, a bocoicletas árra ir ase locomover.

Dez linhas de metrô serão completamente fechadas e as linhas 4, 7, 8 e 9 serão severamente interrompidas. Apenas as linhas automáticas 1 e 14 funcionarão normalmente, como as linhas Orlyval, Orlybus e Roissybus.

A greve dos metroviários contra o projeto de reforma previdenciária de Macron começou quinta-feira (5). A proposta do presidente que visa unificar os mais de 40 regimes previdenciários existentes atualmente em uma única estrutura que, segundo Macron, favoreceria a igualdade entre os trabalhadores.

*Com informações da Télam e outras agências internacionais

 

Comentários Facebook

Internacional

UE fecha com AstraZeneca primeiro acordo de vacina contra Covid-19

Avatar

Publicado


.

 A Comissão Europeia anunciou nesta sexta-feira (14) que chegou a um acordo com a farmacêutica britânica AstraZeneca para a compra de pelo menos 300 milhões de doses de sua potencial vacina contra a covid-19.

O órgão executivo da União Europeia, que negocia em nome dos 27 países do bloco, disse que o acordo prevê a opção de comprar 100 milhões de doses adicionais caso a vacina se prova segura e eficaz.

O acordo é a primeira compra antecipada da UE de uma vacina potencial contra o coronavírus.

“Hoje, depois de semanas de negociações, temos o primeiro Acordo de Compra Antecipada da UE para uma candidata a vacina”, disse a comissária de Saúde do bloco, Stella Kyriakides, em comunicado.

O acordo vem depois de um acerto inicial com a AstraZeneca alcançado em março pela Aliança para Vacinas Inclusivas da Europa (IVA), grupo formado por França, Alemanha, Itália e Holanda para assegurar doses da vacina para todos os Estados-membros.

A Comissão não divulgou os termos do novo acordo, nem disse se as condições acordadas inicialmente foram alteradas.

Veja Também  Incêndio florestal na Califórnia força moradores a deixarem suas casas

Comentários Facebook
Continue lendo

Internacional

Incêndio florestal na Califórnia força moradores a deixarem suas casas

Avatar

Publicado


.

Um incêndio florestal no estado norte-americano da Califórnia forçou centenas de moradores a deixarem suas casas conforme o fogo assolava as montanhas ao norte de Los Angeles, alimentado por uma vegetação densa de arbustos secos e madeira que queimaram pela última vez entre 50 e 100 anos atrás, afirmaram autoridades dos bombeiros nessa quinta-feira (13). 

As chamas atingiram 4,25 mil hectares desde que começaram na tarde de quarta-feira, nas proximidades do Lago Hughes, na Floresta Nacional de Los Angeles. Na tarde de ontem, a contenção ainda estava em zero por cento, apesar de uma leve chuva sobre a área de manhã, disse o porta-voz do Serviço Florestal dos Estados Unidos Andrew Mitchell. 

As temperaturas esperadas na região eram de mais de 37 graus Celsius durante o dia, afirmou Mitchell.

Mais de mil bombeiros foram alocados para combater o incêndio, batizado de Incêndio do Lago, e que pode ter sido provocado por atividade humana, embora a causa precisa ainda esteja em investigação, disse Mitchell.

Veja Também  Incêndio florestal na Califórnia força moradores a deixarem suas casas

Nenhuma vítima foi registrada até ontem, mas o incêndio provocou a retirada obrigatória de moradores de 500 casas nas comunidades de Lake Hughes e Leona Valley, cerca de 65 quilômetros ao norte do centro de Los Angeles, de acordo com o porta-voz. 

Segundo ele, a vegetação espessa e seca, que não queima há cerca de um século, estava abastecendo as chamas que avançavam rapidamente sobre cânions íngremes e encostas de morros. 

“Será um grande incêndio e que vai durar vários dias”, disse o diretor regional de Incêndios do Serviço Florestal, Robert Garcia, a jornalistas.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana