conecte-se conosco


Economia

Disparada da carne eleva estimativa de inflação para este ano

Avatar

Publicado

source

Agência Brasil

carne arrow-options
Agência Brasil/Arquivo

Disparada do prçeo da carne puxa estimativa de inflação para este ano

As instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) aumentaram a estimativa para a inflação este ano, pela quinta vez consecutiva. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 3,52% para 3,84%, desta vez. A informação consta do boletim Focus, pesquisa semanal BC que traz as projeções de instituições para os principais indicadores econômicos.

Leia também: Puxada pela alta da carne, inflação chega ao maior nível em novembro desde 2015

A alteração na estimativa para este ano veio depois da divulgação do IPCA de novembro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mês passado, o IPCA ficou em 0,51%, maior taxa para o mês desde 2015 (1,01%), puxada pela alta de 8,09% nos preços da carne. Em 12 meses encerrados em novembro, a inflação  ficou em 3,27%.

Para 2020, a estimativa de inflação se mantém há seis semanas em 3,60%. A previsão para os anos seguintes também não teve alterações: 3,75% em 2021, e 3,50% em 2022.

As projeções para 2019 e 2020 estão abaixo do centro da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC, definida pelo Conselho Monetário Nacional, que é de 4,25% em 2019, 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,50% em 2022, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Selic deve cair ainda mais

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros , a Selic, atualmente definida em 5% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

De acordo com as instituições financeiras, a Selic deve cair para 4,5% ao ano na reunião do Copom desta semana. Para o fim de 2020, a expectativa é que a taxa básica também esteja em 4,5% ao ano. Para 2021, as instituições estimam que a Selic encerre o período em 6,25% ao ano. A estimativa anterior era 6% ao ano. Para o final de 2022, a previsão segue em 6,5% o ano.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica. Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. A manutenção da Selic indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação.

Atividade econômica segue lenta

A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – subiu de 0,99% para 1,10%, neste ano. As estimativas das instituições financeiras para 2020 variou de 2,22% para 2,24%. Para os anos seguintes, não houve alteração em relação à pesquisa anterior: 2,50% em 2021 e 2022.

Na última semana, o IBGE informou que o PIB cresceu 0,6% no terceiro trimestre deste ano , na comparação com o trimestre anterior.

Leia também: Jornal britânico levanta dúvidas sobre números do PIB do Brasil

Dólar

A projeção para a cotação do dólar subiu de R$ 4,10 para R$ 4,15, no final de 2019, e de R$ 4,01 para R$ 4,10, no encerramento de 2020.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook

Economia

31 milhões de pessoas ainda não fizeram o saque imediato do FGTS

Avatar

Publicado

source
Ao todo, cerca de 5,8 milhões de trabalhadores foram contemplados arrow-options
Gabriel Guedes/Brasil Econômico

Ao todo, cerca de 5,8 milhões de trabalhadores foram contemplados

A Caixa Econômica Federal informou, na terça-feira, que pagou mais de R$ 1,5 bilhão de saque imediato complementar referente às contas de FGTS que tinham saldo de até R$ 998, em 24 de julho de 2019. Ao todo, cerca de 5,8 milhões de trabalhadores foram contemplados.

O contingente representa 58% dos 10,2 milhões que têm direito ao complemento . Ou seja, outros 42% trabalhadores ainda não retiraram o dinheiro. Segundo a instituição financeira, o total de recursos disponíveis, neste caso, chega a R$ 2,6 bilhões.

Seguro-desemprego travado deve ser liberado até quarta: entenda o que aconteceu

Ao todo, o saque imediato do FGTS já pagou mais de R$ 26,9 bilhões para cerca de 58 milhões de trabalhadores, mas 31 milhões de pessoas ainda não retiraram a quantia. O número representa cerca de 60% dos 96 milhões de trabalhadores que podem retirar os R$ 42,6 bilhões previstos.

O saque imediato do FGTS poderá ser feito até o dia 31 de março de 2020. Após este prazo, o trabalhador somente conseguirá sacar recursos do Fundo de Garantia nas condições previstas em lei, como aposentadoria, doença grave, demissão sem justa causa e compra da casa própria, entre outras.

Saque-aniversário do FGTS deve criar mercado bilionário de consignado; entenda

O prazo limite de 31 de março de 2020 vale tanto para o saque de até R$ 500 (válido para os trabalhadores com saldos maiores) quanto para o valor de até R$ 998 (para quem tinha até um salário mínimo na conta, podendo retirar mais R$ 498, se tiver sacado R$ 500 inicialmente). Caso o saque não seja feito até a data, os valores retornarão para as contas vinculadas do FGTS, com a devida atualização monetária e os juros correspondentes ao período em que estiveram disponíveis para saque.

Os clientes da Caixa que têm caderneta de poupança e não quiserem fazer a retirada do dinheiro têm até o dia 30 de abril para informar ao banco que preferem manter o dinheiro no Fundo de Garantia. Nesse caso, mesmo que o crédito tenha sido feito na conta, a Caixa tem até 60 dias para retornar os valores para a conta vinculada de FGTS.

Saque de R$ 998

Em dezembro, o governo sancionou a lei aprovada pelo Congresso Nacional que autorizava o aumento no valor do saque imediato de R$ 500 para R$ 998, mas apenas para os trabalhadores que tinham até um salário mínimo na conta vinculada do Fundo de Garantia no dia 24 de julho de 2019 — data da publicação da Medida Provisória (MP) que instituiu o pagamento do saque imediato.

A Caixa liberou esse complemento de saque a partir do dia 20 de dezembro para todos os trabalhadores, incluindo aqueles que já haviam sacado os R$ 500.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Dólar recua, mas segue próximo de R$ 4,20; coronavírus influencia no mercado

Avatar

Publicado

source
dólar arrow-options
shutterstock

Dólar recua nesta quarta-feira


Após romper a barreira dos R$ 4,20 na terça-feira, o dólar comercial voltou a recuar nesta quarta-feira (22). A moeda americana opera com queda de 0,34%, valendo R$ 4,19. No mercado acionário, o Ibovespa (índice de referência da B3) tenta recuperar as perdas da véspera ao avançar 0,72%, aos 117.872 pontos.

As atenções ainda seguem focadas nos casos de coronavírus (que causa uma espécie de pneumonia severa, a qual já matou nove pessoas e infectou outras 440) na China . Diante das tensões, o vice-ministro chinês Li Bin afirmou que o governo está intensificando as medidas de contenção em hospitais e ampliando a cooperação com a Organização Mundial de Saúde .

Leia também: China constata mais 17 casos de pneumonia viral; doença já afeta 62

A declaração de Bin contribuiu para que as principais bolsas asiáticas fechassem em alta. Na China , o índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 0,43%, ao passo que em Hong Kong , o índice Hang Seng subiu 1,27%. No Japão, o Nikkei teve ganhos de 0,7%.

“O pregão de terça foi bastante influenciado pelos desdobramentos sobre o coronavírus. Hoje, o governo na China deu a entender que a transmissão do vírus está sob controle e que o país está tentando fazer uma triagem maior para evitar a disseminação da doença. Isso contribui para que os mercados se recuperem nesta quarta”, avalia Álvaro Bandeira, economista-chefe do banco digital Modalmais.

Na véspera, os Estados Unidos confirmaram o primeiro caso de contaminação em seu território. De acordo com as autoridades locais, a vítima é um homem de 30 anos que mora em Snohomish (no estado de Washington) e visitou a província de Wuhan (na China , onde o surto começou) no início do ano.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana