conecte-se conosco


Assassinato

Dois índios Guajajara morrem durante atentado em BR no Maranhão

Avatar

Publicado

índio morto
Foto: Reprodução/Internet

Um carro passou e atirou contra dois indígenas que estavam em uma moto na estrada

Na manhã deste sábado (7), homens dentro de um carro atiraram contra dois indígenas do povo Guajajara que estavam de moto na estrada BR 226, que corta a aldeia El Betel, no município de Jenipapo dos Vieiras, localizado a 506 km de São Luís, no Maranhão.

Dois índios morreram e quatro ficaram feridos durante o atentado. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihop).

Entre os mortos, está o indígena Firmino Silvino Guajajara , que estava na motocicleta, e um outro índio que ainda não teve identidade revelada. Um dos homens, conhecido como Nelsi Guajajara , que estava na moto, também foi alvejado na perna, mas não corre risco de morte. Mais três índios estão feridos, de acordo com as informações iniciais.

Segundo os relatos, os dois voltavam de uma reunião de articulação de povos indígenas para defesa de direitos. No mês passado, Paulo Paulino Guajajara, que trabalhava como guardião da floresta defendendo o território indígena contra exploração ilegal, foi assassinado por madeireiros próximo ao local do crime deste sábado.

Ao G1, o secretário de Estado em exercício de Direitos Humanos, Jonata Galvão, informou que as polícias Militar, Civil e a Fundação Nacional do Índio (Funai) já foram acionadas e estão no local. A Superintendência da Polícia Federal também já foi informada sobre o caso.

Por meio de nota enviada à imprensa, a Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihopop) informou que os indígenas que feridos foram encaminhados para o hospital, com apoio do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) do Maranhão.

Nas redes sociais, um vídeo que circula mostra o índio ferido Nelsi Guajajara. Ele conta que foi surpreendido por um veículo de cor branca que disparou diversas vezes contra a motocicleta onde ele estava.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Sonia Guajajara (@guajajarasonia) em 7 de Dez, 2019 às 8:18 PST

 

“Ele [o carro] passou devargazinho perto de nós ali e quando chegou perto de nós ele atirou, deu dois tiros. E ele ainda atirou nele ali [Firmino Guajajara]”, disse Nelsi Guajajara.

Em protesto contra o atentado, os indígenas bloquearam a BR-226. Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar estão no local para tentar conter o protesto.

Na rede social, as lideranças reagiram . A líder indígena Sônia Guajajara se manifestou sobre o atentado contra os índios no Maranhão e pediu providências para o caso.

“Até quando isso vai acontecer? Quem será o próximo? É preciso que as autoridades tenham uma olhar específico para os povos indígenas, vida estão sendo tiradas em nome do ódio e preconceito! Nenhuma gota mais de sangue indígena!”, disse.

Comentários Facebook

Assassinato

Pela terceira vez em menos de 30 dias tentam matar Gambá, em Poconé

Avatar

Publicado

POCONET

Um jovem de 22 anos conhecido como Gambá, que coleciona passagens criminais, novamente foi vítima de mais uma tentativa de homicídio no município de Poconé (distante 100km de Cuiabá). Wellington Assis de Paula, Vulgo Gambá foi encontrado na região do Rio Bento Gomes, mesmo local que foi encontrado há menos de duas semanas.

Segundo informações da Polícia Militar, Gambá  levou pelo menos três tiros. Ele teria levado um tiro nas nádegas, um de raspão na cabeça. Ferido, o rapaz ainda tentou segurar o cano do revólver e também levou um tiro na mão. Os policiais foram até o local, acionaram o Samu que o levou ao Pronto-Atendimento Médico de Poconé, onde ele segue em observação. Vale ressaltar que essa foi a terceira tentativa de homicídio contra Gambá.

Tentativa I:

No ultimo dia 05/06, Wellington Assis de Paula, foi alvo de varias agressões. Segundo ele quatro homens o renderam perto de sua casa, colocaram amarrado no porta mala de um carro tipo prisma vermelho. Após ser agredido, Gambá teve os pés e as mãos amarrados e o jogaram de cima da ponte, por sorte a vitima conseguiu soltar as cordas de sua mão e se apoiou em cima de uma pedra.
CUIDADO URGENTE MOTOCICLISTA VEJA VÍDEO A BAIXO.

Tentativa II: 

No dia 11/06, Wellington Assis de Paula levou cerca de 8 facadas, segundo informações, três homens invadiram a residencia de Wellington, um deles em posse de uma faca começou a desferir golpes no mesmo, outros dois em posse de facão ficaram na porta dos fundos da residencia dando cobertura na ação criminosa. Após o crime, os suspeitos fugiram do local.

Comentários Facebook
Continue lendo

Assassinato

Produtor é assassinado a tiros por motociclista na porta de casa

Avatar

Publicado

Um produtor rural foi assassinado a tiros na noite de sábado (15) em Carlinda, cidade a 724 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Civil, Hélio Garcia, de 67 anos, foi abordado por um motociclista quando estava sentado em uma cadeira na porta da casa dele.

O crime ocorreu no Centro da cidade, por volta de 18h (horário de Mato Grosso).

De acordo com a polícia, um homem chegou em uma motocicleta, com uma capa de chuva e de capacete, disparou contra Hélio e fugiu.

O fazendeiro estava sentado na cadeira próximo ao portão na área da residência dele.

Uma equipe médica compareceu no local e conduziu a vítima para Unidade de Saúde, no entanto, Hélio não resistiu e morreu.

A Polícia Civil de Carlinda investiga o caso. Até esta segunda-feira (17) nenhuma pessoa havia sido presa ou identificada.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana