conecte-se conosco


Mulher

Cientistas desenvolvem pílula anticoncepcional mensal

Avatar

Publicado

source

Women's Health

Um grupo de estudiosos com especialistas do MIT, da Northeastern University , Harvard Medical School e University of Southern California desenvolveram uma nova forma de ingestão de contraceptivo. A nova descoberta da pílula anticoncepcional mensal foi publicada em artigo no periódico Science Translational Medicine .

Leia também: Saiba os mitos e verdades sobre a pílula anticoncepcional

pílula arrow-options
shutterstock

A pílula anticoncepcional mensal ainda está em fase de estudos


Pílula anticoncepcional mensal: como funciona o novo método

O medicamento consiste em uma cápsula gelatinosa que, ao se dissolver no estômago, libera um polímero com seis “braços”, em um formato semelhante ao de um asterisco. Este, por sua vez, prende-se à parede do estômago enquanto libera os hormônios que evitam a gravidez.

É a primeira vez em que esse tipo de técnica foi utilizada por cientistas para que um medicamento liberasse substância de forma ininterrupta por um período de tempo tão longo.

Leia também: Saiba como funcionam os métodos contraceptivos e como fazer a melhor escolha

Como o estudo foi feito?

Os cientistas desenharam a estrutura em formato de estrela do polímero para que ele pudesse suportar a acidez do estômago. O time de especialistas testou então duas formas do sistema em porcas.

Ao invés de testar a capacidade que a pílula mensal teria em evitar gestações, o time analisou num primeiro momento os níveis de levonorgestrel (um tipo de progesterona sintética) que eram liberados pelo polímero.

Eles então compararam esses valores com os índices de outros animais que receberam uma pílula anticoncepcional oral do tipo “diária” do mesmo hormônio. Os cientistas então notaram que as duas formas da pílula mensal tiveram uma liberação hormonal mais lenta e prolongada em comparação à pílula diária.

21 dias após a implantação do sistema, as porcas ainda possuíam níveis hormonais semelhantes aos das porcas que ingeriram a pílula diária. O hormônio ainda estava presente no sangue dos animais 29 dias após a ingestão.

Até agora a nova pílula anticoncepcional mensal só foi testada em porcas.

Leia também: Pílula anticoncepcional: esqueci de tomar; e agora? Delas responde

Pílula anticoncepcional mensal: qual a importância do novo método

De acordo com os cientistas, a pílula anticoncepcional é sem dúvida um bom mecanismo para evitar gestações que não foram planejadas. O problema é que há um número relevante de mulheres que esquecem de tomar o medicamento todos os dias, enfraquecendo sua eficácia.

Uma pílula que fosse preciso ser ingerida apenas uma vez ao mês pode ser uma saída para essa situação. Assim, seria evitado que mulheres esqueçam de tomar a pílula anticoncepcional e diminuam a eficácia do método contraceptivo .

Eles também afirmam que esse novo formato de medicamento, no quesito liberação de substâncias, pode ser ampliado para uso em aplicações como para o HIV e Alzheimer.

Mas eles afirmam que precisam de mais estudos para garantir que os hormônios sejam liberados dentro de uma janela de tempo específica, e que as doses certas sejam encontradas para humanos.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook

Mulher

Dica para manter a dieta no verão: frozen iogurte é mais saudável que sorvete?

Avatar

Publicado

source

Women's Health

Levante a mão se sair para tomar frozen iogurte foi um hábito alguns anos atrás. Mais barato que bebidas e mais saudável que sorvete (certo?). O que mais uma garota poderia querer? Considerando que o número de empresas que comercializam o produto aumentou 18% nos últimos cinco anos, esse hábito ainda não saiu de moda, exatamente. Mas será que o frozen iogurte é mais saudável do que sorvete?

frozen iogurte arrow-options
shutterstock

Frozen iogurte carrega a fama de ser mais saudável que o sorvete. Compare as sobremesas e entenda

Leia também: Confira dicas e receitas simples para emagrecer sem deixar de comer o que gosta no verão

“Nossa sociedade está sempre procurando uma maneira de sentir prazer sem culpa”, diz Gabby Geerts, RD, nutricionista do Green Chef. “O sorvete é extremamente popular, então o frozen iogurte tem um grande mercado”.

Considerando, no entanto, que a maioria das pessoas cobre seu frozen iogurte tamanho grande com coberturas suficientes para um bolo inteiro, você deve se perguntar: frozen iogurte é realmente tão saudável?

Segundo Geerts, meia xícara de iogurte congelado tem cerca de 110 calorias, três gramas de gordura e 17 gramas de carboidratos (dependendo da marca e sabor, é claro).

“Grama por grama, iogurte congelado tem cerca de 25 calorias a menos do que sorvete – e apenas um terço da gordura e gordura saturada”, diz ela.

Portanto, embora o frozen iogurte possa ser saudável, nem sempre é muito melhor do que um pote de sorvete no final. Tudo depende de quanto você come e com o que come.

Qual é a diferença entre iogurte congelado e sorvete, realmente?

Tanto o iogurte congelado quanto o sorvete são produtos à base de leite , então eles tendem a conter aproximadamente a mesma quantidade de proteína e açúcar (antes de considerar sabores e outros suplementos), diz Geerts.

No entanto, o sorvete é tipicamente feito com creme ou gordura do leite, o que contribui para seu maior teor de gordura e gordura saturada. (O FDA realmente exige que o leite congelado contenha pelo menos 10% de gordura para se qualificar como sorvete.)

Leia também: 3 receitas de sorvete para se refrescar do calorão sem sair da dieta

O iogurte congelado, por outro lado, é feito de leite fermentado e iogurte; portanto, possui tanta gordura quanto um copo comum de leite com baixo teor de gordura. A desvantagem: como em muitos produtos com baixo teor de gordura, as marcas geralmente adicionam açúcar extra para compensar seu sabor menos cremoso.

De qualquer forma, aqui está o que você ganha em uma porção média de meia xícara de frozen iogurte de baunilha, de acordo com o USDA Nutrient Database:

  • Calorias: 114
  • Proteínas: 2,88 g
  • Gorduras: 4.03 g
  • Gordura saturada: 2.46 g
  • Carboidratos: 17,4 g
  • Fibra: 0 g
  • Açúcar: 17,3 g
  • Cálcio: 103 mg
  • Ferro: 0,216 mg
  • Sódio: 62,6 mg

E em uma meia xícara média de sorvete de baunilha, de acordo com o USDA Nutrient Database:

  • Calorias: 137
  • Proteínas: 2,31 g
  • Gorduras: 7.26 g
  • Gordura saturada: 4.48 g
  • Carboidratos: 15.6 g
  • Fibra: 0,46 g
  • Açúcar: 14 g
  • Cálcio: 84,5 mg
  • Ferro: 0,059 mg
  • Sódio: 52,8 mg

Além de calorias e gordura, há outra diferença entre iogurte congelado e sorvete que você provavelmente está se perguntando: probióticos.

Mas ir para a loja de frozen iogurte mais próxima tão saudável quanto comer uma porção de iogurte de verdade? Sim e não.

“O iogurte congelado começa como iogurte refrigerado, adicionando duas bactérias vivas essenciais (Lactobacillus bulgaricus e Streptococcus thermophilis) ao leite”, diz Geerts. “A maioria das culturas bacterianas vivas sobrevive ao congelamento, no entanto, métodos de produção variados e ingredientes adicionados significam que todos os produtos de iogurte congelado não são criados iguais”.

Dan Nguyen, RD, nutricionista da HelloFresh, sugere a leitura de uma lista de rótulos e ingredientes de um frozen iogurte para confirmar a presença de “bactérias vivas e ativas”.

Ainda assim, se a saúde intestinal é a principal prioridade, é provável que você opte por um iogurte comum com pouco açúcar, ele diz. (Normalmente contém mais probióticos e menos açúcar adicionado).

Que fatores podem tornar o iogurte congelado não tão saudável?

frozen iogurte arrow-options
shutterstock

Cobertura do frozen iogurte é a grande vilã da história; fique atenta!

Talvez o maior problema com frozen iogurte é que a maioria das pessoas despeja todos os tipos de coberturas que não são tão saudáveis.

“Os clientes podem adicionar coberturas açucaradas, como balas, bombons e chocolates, a um iogurte grego saudável e sem gordura, colocando a balança em um território não saudável”, diz Nguyen.

E, francamente, muitos comedores de iogurte congelado não estão optando pelo iogurte grego comum, de qualquer maneira. “As pessoas esquecem que variedades diferentes têm perfis nutricionais diferentes”, diz Nguyen. Opte pelo red velvet ou biscoitos e creme de frozen iogurte, e você estará recebendo muito açúcar e outros ingredientes que também afetam o fator saudável do seu potinho.

Leia também: Para manter o bronzeado, emagrecer e mais: nutricionista monta cardápio de verão

Frozen iogurte é saudável: Dicas

Você pode tornar o iogurte congelado relativamente saudável. Claro, você ainda pode se deliciar com um frozen iogurte; apenas lembre-se de não exagerar. Se você estiver em um lugar self service, primeiro opte pela variedade com menos gordura e açúcar, recomenda Nguyen. Normalmente, o iogurte natural e original será sua melhor aposta. Felizmente, mesmo o iogurte natural congelado, tem um sabor semi-doce de baunilha.

Se eles têm frozen iogurte grego simples e sem gordura, vá em frente. “O perfil nutricional é ainda melhor, com aproximadamente 0 gramas de gordura, 14 gramas de açúcar e seis gramas de proteína, o que ajuda a diminuir nossa absorção de açúcar”, diz Nguyen.

Depois de selecionar uma base sólida de iogurte, “não deixe que o tamanho da colher ou tigela de servir o induza a encher demais”, diz Geerts. Uma porção adequada é de meia xícara ou 113g.

frozen iogurte arrow-options
shutterstock

Combinar frozen iogurte com frutas é uma ótima pedida

A partir daí, cubra seu frozen com frutas frescas e nozes (não cristalizadas) para aumentar os nutrientes e as proteínas. Você pode optar também por manteiga de amendoim natural em vez de molho de manteiga de amendoim, sugere Nguyen. Precisa de mais doçura? Adicione um toque de mel.

Ainda prefere o sorvete?

Por fim, se você realmente gosta mais de sorvete do que do iogurte congelado, não se force a comer em prol da sua saúde. Mime-se com uma porção de seu sorvete favorito em vez de fingir que até duas porções do iogurte são equivalentes no sentido saudável da coisa.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Como lidar com uma criança preguiçosa?

Avatar

Publicado

source

A cada dia ouço mais e mais pais reclamando “meu filho é muito preguiçoso, o que eu faço?”. O que é uma criança preguiçosa ? Uma criança que não quer brincar, não quer estudar, não ajuda em casa, não recolhe as coisas no seu quarto, não se movimenta para quase nada.

Leia também: Criança também sente solidão? Saiba como lidar

criança vendo televisão arrow-options
shutterstock

Criança preguiçosa é culpa de quem?

Mas será que as crianças são mesmo preguiçosas? Quando o bebê começa a pedir coisas com o olhar, balbuciando ou apontando, atendemos o desejo dele de imediato, não deixando que ele precise se esforçar um pouco mais para conseguir o que quer.

Algumas crianças aprendem a andar tardiamente, simplesmente pelo fato de que não precisam fazer isso antes. Alguém sempre atende seus desejos mais básicos, andar para que? O mesmo se aplica a falar, usar o banheiro e comer comida sólida. Coisas que ele não precisa aprender cedo, alguém esta sempre ajudando na realização dessas tarefas.

Me atrevo aqui a dizer que não existe criança preguiçosa, existe criança desmotivada .

Seu filho não quer ir brincar de jogar bola com os amigos, pode ser preguiça? Ou pode ser também que ele não goste de jogar bola, ou que toda vez fica por ultimo para ser escolhido em um time, ou nunca consiga fazer gol, ou jogue muito mal. E que tal em uma outra brincadeira, ele age da mesma forma?

O que parece preguiça pode ser falta de motivação para realizar a tarefa proposta, ou falta de necessidade de realização dessa tarefa, ou seja, não vou me mexer para arrumar os meus brinquedos porque sei que se eu não fizer alguém vai fazer para mim.

Se você detectou “preguiça” em seu filho, nunca o rotule como preguiçoso, a primeira coisa a fazer é descobrir a “raiz” da preguiça, não faz por que:

  • Não gosta da atividade proposta
  • Não sente necessidade de executar a tarefa
  • Prefere fazer algo mais estimulante
  • Tem medo de errar
  • A tarefa exige tempo demais
  • Quando não cumpre a tarefa não ha consequências
  • Problemas físicos ou doenças

Descarte problemas físicos antes de rotular seu filho como preguiçoso, várias doenças podem fazer com que a criança não tenha vontade de realizar nem mesmo as mais simples tarefas.

Depois de descartar problemas de saúde comece estabelecendo uma rotina para execução daquilo que você espera que seu filho realize como fazer lição de casa, tirar os pratos da mesa, guardar os brinquedos na caixa e coisas desse tipo.

Essa rotina deve ser seguida e deve ser estabelecida a consequência do não cumprimento, sempre de maneira positiva. Não diga ao seu filho “se você não guardar os brinquedos não ira jogar vídeo game” ao invés disso, diga “se você guardar os brinquedos poderá jogar vídeo game”. A diferença é sutil, mas é muito positiva.

A criança deve perceber que não irá precisar mais ficar pedindo o tempo todo para jogar vídeo game. Ela já terá estabelecido um horário para isso, saber de antemão que cumprir uma tarefa lhe trará um benefício prazeroso deve fazer com que a criança comece a se movimentar para obter prazer.

E caso ela opte em não fazer o que lhe cabe, cumpra a promessa de não deixar jogar videogame, isso vai frustra-la, e ela pensará melhor na próxima oportunidade.

Leia também: Como evitar que as crianças interrompam as conversas de adulto?

Dê exemplo para o seu filho, mexa-se também. Criando uma criança “preguiçosa” estamos criando um adulto inútil.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana