conecte-se conosco


''Perdeu a cabeça"

Homem é condenado a 33 anos de prisão por matar ex: esposa a facadas na frente do filho de 4 anos

Avatar

Publicado

Wesley Douglas Santos Souza foi condenado pelo Tribunal de Júri de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, a cumprir pena de 33 anos de prisão pela morte da ex-companheira Keli Tavares da Silva, de 23 anos, ocorrida em setembro de 2018.

A vítima foi esfaqueada na frente do filho do casal, de quatro anos. A sessão, realizada na segunda-feira (2), foi conduzida pela juíza Edna Ederli Coutinho, da Primeira Vara Criminal de Tangará da Serra.

Wesley foi condenado pela prática de crime de homicídio, qualificado como feminicídio, por motivo fútil e pelo recurso que dificultou a defesa da vitima, além do aumento da pena por matar a vítima na frente do filho.Os jurados reconheceram a materialidade e a autoria do crime atribuído ao acusado.

Conforme consta do processo, Wesley agiu de forma fria, esfaqueando a vítima e foragindo em seguida, levando o celular da vítima, deixando o filho sozinho no local e sem solicitar socorro.

Posteriormente, o réu utilizou do celular de Keli para ameaçar a mãe dela.

Ainda de acordo com o processo, os jurados consideraram fútil o motivo do crime, praticado por cobranças por parte da vítima quanto a explicações sobre a razão de o réu não ter levado o filho à creche e também por cobranças de pensão alimentícia.

Anteriormente Wesley já havia sido condenado por tráfico de drogas.

A prisão preventiva foi mantida em virtude da gravidade concreta do delito, da ameaça feita à mãe da vítima e pela pena fixada e, com isso, foi-lhe negado o direito de recorrer em liberdade.

27106553000180

Comentários Facebook

''Perdeu a cabeça"

Feminicídios correspondem a quase metade dos assassinatos de mulheres em MT

Avatar

Publicado

Levantamento da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) aponta que 87 mulheres foram assassinadas em Mato Grosso em 2019, sendo que 39 casos correspondem a feminicídios. Esta tipificação foi incluída pela Lei 13.104/2015 na categoria de crime contra a vida no que diz respeito a homicídio de mulheres praticados em virtude de violência doméstica e familiar ou menosprezo/discriminação contra a condição de mulher.

Os dados são referentes ao período de janeiro e dezembro do ano passado, e englobam todas as idades. Com relação a 2018, houve uma redução de 7% nos casos de feminicídios, já que naquele ano foram registrados 42 casos. É importante ressaltar que este número pode sofrer alteração, tendo em vista que a investigação do crime é complexa e a consolidação da motivação pode exigir extensão de prazo e envio posterior pelas delegacias.

Cuiabá não registrou caso de feminicídio em 2019. As ocorrências desta natureza ocorreram no interior do estado, nos municípios de Primavera do Leste (4), Sinop (3), Várzea Grande (3), Chapada dos Guimarães (2), Peixoto de Azevedo (2), Rondonópolis (2) e Sorriso (2).

Os demais municípios apresentaram um registro cada: Água Boa, Alto Taquari, Cáceres, Campo Vede, Comodoro, Confresa, Diamantino, Juína, Mirassol D’Oeste, Nobres, Nova Mutum, São Félix do Araguaia, São José dos Quatro Marcos, Tabaporã, Tangará da Serra, Torixoréu e União do Sul.

Dentro do acompanhamento de homicídios envolvendo vítimas femininas, houve aumento em 2019, com 87 registros, levando em consideração o mesmo período de 2018, quando houve 82. De acordo com a série histórica, Mato Grosso registrou 85 homicídios de mulheres no período de janeiro a dezembro de 2015; 91 em 2016; e 84 em 2017.

Detalhamento de homicídios

Os meses que mais apresentaram registros no ano passado foram novembro, com 11 casos, e janeiro, com 10 homicídios de vítimas femininas. O menor número ocorreu em outubro (3); seguido de agosto (5); fevereiro e dezembro (ambos com 6); abril, maio e junho (7 cada); março e setembro (ambos com 8); e julho (9). O estudo demonstra ainda que Cuiabá e Várzea Grande tiveram, respectivamente, quatro e seis mulheres assassinadas ao longo de 2019.

Por dias da semana, a sexta-feira foi a que mais apresentou mortes de mulheres em Mato Grosso, com 17 casos, seguida de quinta-feira (15), sábado (14), domingo e segunda-feira (ambos com 12), quarta-feira (10) e terça-feira (7). Com relação à faixa etária, 21 mulheres tinham entre 36 e 45 anos; 15 entre 18 e 24 anos; 11 de 25 a 29 anos; 11 estavam com idade entre 30 e 35 anos; 9 mulheres de 46 a 59 anos; outras 9 de 12 a 17 anos; 6 acima de 60 anos; 3 com idade entre 0 e 11 anos; e 2 não tiveram idade informada.

O levantamento também descreve o meio empregado nos casos de assassinatos contra mulheres. No estado, dos 87 casos, 37% foram praticados com arma de fogo; 25% com arma cortante ou perfurante; 8% com arma contundente; 10% pelo uso da força muscular; 19% outros meios; e 1% com veneno. A maior motivação apontada continua sendo passional (38%), e em seguida a apurar (31%). Os demais casos são motivados por envolvimento com drogas (15%), rixa (6%), vingança (6%), fútil (1%), ambição (1%), pedofilia (1%) e álcool (1%).

Comentários Facebook
Continue lendo

''Perdeu a cabeça"

Após bebedeira mulher é estuprada por amigo em quanto dormia

Avatar

Publicado

Um homem de 23 anos foi preso na tarde desta segunda-feira (6), pela Polícia Militar em Cuiabá-MT, acusado por crime de estupro.

Policiais Militares em rondas foram acionados por um morador, que informando que uma mulher havia sido estuprada enquanto dormia e que o suspeito teria fugido correndo da residência.

A vítima disse à Polícia Militar que estava com amigos e o suspeito ingerindo bebida alcoólica e que, ao dormir vestida, sentiu um peso sobre seu corpo.

Ao acordar a mulher relatou que estava nua e se deparou com o homem sem roupa mantendo relações sexuais com ela sem seu consentimento.

O namorado da vítima teria acordado e tentado deter o suspeito.

Porém, o acusado jogou um espelho contra a testemunha e conseguiu fugir.

Em diligências pela região, uma equipe da PM localizou o homem num ponto de ônibus.

Ele apresentava sangramento na mão direita e disse que teria se cortado num espelho.

A PM prendeu o suspeito e o conduziu para Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Em seguida, foi levado para a Central de Flagrantes e entregue à Polícia Civil.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana