conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo e PF vão integrar dados e instituir força-tarefa contra crime organizado

Publicado

Mato Grosso

Dois termos de cooperação técnica entre a Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) foram assinados na tarde de quinta-feira (05.12), no gabinete do governador Mauro Mendes, criando a força-tarefa entre os órgãos de segurança pública e a integração do banco de dados do Sistema Nacional de Registro de Armas (Sinarm) da PF com a Sesp.

A força-tarefa, sediada na Superintendência da Polícia Federal de Mato Grosso, é composta por policiais federais, rodoviário federais, militares, civis e agentes penitenciários e tem atuação interagências similar ao Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que funciona no Ministério Público Estadual (MPE).  

“Hoje em dia, sem atuação em conjunto, não é possível realizar uma política de segurança pública de qualidade que, ao final, faça a defesa dos interesses do cidadão. A força-tarefa tem uma atuação em sinergia entre as instituições, a gente percebe que hoje há atuações isoladas e através de ações mais integradas, os resultados serão mais ágeis e efetivos”, argumentou o superintendente da Polícia Federal, Áderson Vieira Leite.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, destaca que para evitar o retrabalho, membros da força-tarefa já discutiu com o Gaeco, as formas de atuação contra o crime organizado.

“Já conversamos com o Gaeco, já tivemos a reunião com a força-tarefa para a gente não fazer retrabalho e dividir as atuações, de forma que cada um pegue um segmento do crime organizado e cada um faça o seu sem precisar de fazer o retrabalho, que conflitem os interesses das instituições”.

Veja Também  Dados sobre finanças e metas fiscais serão apresentados em audiência pública

Em relação ao acesso ao banco de dados do Sinarm da Polícia Federal, instituição responsável pela guarda das informações, agora o acesso será em tempo real, tornando mais ágil a checagem dos dados de armas de fogo no país.

“É mais um banco de dados para fazer consulta, mais um banco de dados que vem agregar, para saber se a arma de fogo que foi apreendida está regularmente registrada ou não. Nesta linha que esse banco Sinarm vem somar ao nosso banco de dados para que os nossos policiais tenham mais informações no trabalho de rua”, destacou o secretário de Segurança Pública.

Além desses dois termos de cooperação assinados Sesp, há outros dois convênios em andamento para celebrar parceria com a Polícia Federal. A ideia é ter uma gama a mais de informações, já que a PF tem atuação em todo o país e está mais estruturada no âmbito federal.

Poucos recursos e desafios de investimentos

O governador Mauro Mendes destacou que estado brasileiro tem que rever as estratégias para produzir um resultado melhor. “O que nós fizemos hoje é assinar termo de cooperação para que possamos trabalhar em conjunto, trocar mais informações e que nossa infraestrutura possa ser compartilhada e produzir resultados com recursos que nós temos. Essa cooperação é fundamental porque nós temos poucas condições de crescer o nosso contingente assim como a Polícia Federal, mas trabalhando juntos poderemos produzir melhores resultados”.

Veja Também  Investimentos do FCO Empresarial atingem 98% dos municípios de MT

Mendes disse ainda que os governantes precisam buscar soluções criativas por meio das parcerias e uso da tecnologia e inovação para atingir resultados esperados pela população, sem consumir mais recursos públicos, que são escassos.

“A busca pela tecnologia é importante para que as empresas privadas sobrevivam e agora está ‘caindo a ficha’ dos governantes dessa nova exigência. Temos que melhorar a prestação de serviço, reduzir custo e não dá para fazer isso trazendo mais profissionais para dentro do governo, porque custa caro e existe impedimento legal. A solução é investir em tecnologia”, defendeu.

O governador citou o Projeto Águia, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Segurança Pública, que vai de encontro ao desafio de melhorar a segurança pública e o controle fiscal, por meio de câmeras inteligentes com sistemas inteligentes, no controle da sonegação e combate a diversos crimes em Mato Grosso.   

Comentários Facebook

Mato Grosso

Escola Pública do Detran-MT forma mais de 500 profissionais por Ensino à Distância

Avatar

Publicado


.

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), por meio da Escola Pública de Trânsito, vem avançando na capacitação dos servidores na modalidade de Ensino à Distância. Somente este ano, foram mais de 500 profissionais capacitados em cursos ofertados de forma on-line.

A gerente da Escola Pública, Martinha Helena Melgar Cruz, diz que a capacitação na modalidade de Ensino à Distância é um grande avanço na área da formação continuada dos servidores do Detran-MT.

“Com cursos nesse formato on-line conseguimos capacitar um grande número de servidores públicos com custos reduzidos para a administração pública”, ressaltou.

Nesta semana, 250 profissionais vão participar do Curso de Atualização de Agente de Trânsito. A capacitação teórica será realizada por Ensino à Distância remoto presencial, através da plataforma Google Meets.  

O foco serão os profissionais que executam atividades de fiscalização, operação, policiamento ostensivo de trânsito ou patrulhamento dos órgãos integrantes do Sistema Nacional de Trânsito.

Estão inscritos Agentes do Serviço de Trânsito do Detran, policiais militares do Batalhão de Trânsito e policiais civis da Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran).

Veja Também  Oficialização de Pazuello em Ministério garante continuidade de ações na Saúde

O objetivo é aprimorar os conhecimentos desses profissionais que atuam nas atividades de fiscalização de trânsito em Mato Grosso.

Na última semana, a Escola Pública também realizou a capacitação no Curso de Atualização aos Examinadores de Trânsito, por meio do Ensino à Distância remoto presencial por meio do Google Meets.

“Uma vez por mês vamos ofertar cursos de atualização aos servidores do Detran-MT para aprimorar os atendimentos aos usuários no processo para a primeira habilitação”, ressaltou a gerente da Escola Pública, Martinha Helena.

Recentemente a Escola Pública de Trânsito formou 112 servidores no 1º Curso de Formação de Examinadores ministrado pelo Detran-MT, na modalidade de Ensino à Distância.

Os profissionais irão reforçar o quadro de servidores da banca examinadora em todo Estado, ampliando, desta forma, a capacidade de aplicação dos testes práticos para habilitação em Mato Grosso.

“Os cursos ofertados pela Escola Pública de Trânsito qualificam os nossos servidores e refletem diretamente na qualidade do atendimento ao cidadão”, disse o presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos. 

Ensino à distância

Os cursos na modalidade on-line são realizados por meio de uma plataforma de Ensino à Distância disponibilizada pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação do Detran-MT.

Veja Também  MT Ciências abre vagas para curso de Programação com Arduíno

A plataforma foi construída e implementada pelos técnicos da coordenadoria através de um código fonte de acesso livre, ou seja, sem custos para o Estado. Isso vai possibilitar a formação continuada na modalidade on-line para outros tipos de cursos aos servidores do Detran-MT.

Escola Pública de Trânsito

A Gerência da Escola Pública de Trânsito do Detran-MT é responsável pelo planejamento, execução, acompanhamento, supervisão, avaliação, orientação, apoio e certificação dos cursos na área de trânsito ofertados pela Autarquia.

Entre as capacitações realizadas regularmente estão: Curso de Direção Defensiva, Curso Pilotagem Segura para motociclistas, Curso de Educação para o Trânsito voltado para professores, Curso Multiplicadores de Educação para o Trânsito, entre outros.

A Escola já formou, na atual gestão, 500 servidores em cursos presencias e 900 na modalidade de Ensino à Distância, de diversas áreas de atuação do Detran, sempre com foco na melhoria da qualidade dos serviços prestados à população.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Dados sobre finanças e metas fiscais serão apresentados em audiência pública

Avatar

Publicado


.

A Secretaria de Fazenda (Sefaz) apresenta na próxima terça-feira (29), em audiência pública, a prestação de contas referente ao 2º quadrimestre de 2020. A apresentação foi requerida pela Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária (CFAEO), da Assembleia Legislativa, e é uma exigência da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Assim como nas audiências anteriores, essa será realizada de forma virtual, devido a pandemia do Covid-19. O evento ocorre a partir das 9h do dia 29 de setembro, com transmissão pelos canais de comunicação da Assembleia Legislativa.

A participação na audiência pública ocorrerá por meio de plataforma digital (CLIQUE AQUI). Os interessados devem solicitar a inscrição pelo e-mail: [email protected] De acordo com a Assembleia Legislativa, é facultado o ingresso simultâneo de até 20 inscritos, conforme cronologia das inscrições.

Na ocasião, a Sefaz explanará sobre o comportamento da receita e das despesas no período, as metas estipuladas na Lei Orçamentária Anual e as efetivamente alcançadas pelo Tesouro do Estado. Ainda serão evidenciados os principais aspectos do resultado primário de Mato Grosso, do resultado nominal, e da dívida pública consolidada.

Veja Também  Oficialização de Pazuello em Ministério garante continuidade de ações na Saúde

A Secretaria de Fazenda aproveita a oportunidade para convidar a todos, população, sociedade civil organizada e imprensa, para participar e acompanhar a referida audiência, que tratará de temas fiscais de interesse público.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana