conecte-se conosco


Mato Grosso

Encontro de mulheres rurais reúne 250 pessoas na Comunidade Agrovila das Palmeiras

Publicado

Mato Grosso

Com o tema “mulher rural promotora do desenvolvimento sustentável no campo”, a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), em parceria com Cooperativa Agropecuária Mista de Santo Antônio de Leverger (Coopamsal), realizou na quinta-feira (05.12) o primeiro encontro de mulheres rurais. O evento foi na propriedade do agricultor Manoel Teixeira, na Comunidade Agrovila das Palmeiras e reuniu mais de 250 pessoas.

O presidente da Empaer, Renaldo Loffi, destacou a importância da comunidade que possui 800 famílias e oito Assentamentos Rurais. Ele colocou a empresa à disposição no atendimento as mulheres no serviço de assistência técnica, linhas de crédito, área social e outros. A vice-prefeita do município, Francieli Magalhães, falou que este tipo de evento proporciona a integração e entretenimento entre as mulheres e jovens das comunidades rurais.

Exposição e comercialização de produtos da agricultura familiar

A extensionista social da Empaer, Malvineide de Miranda Freitas, explicou que o objetivo do encontro foi a valorização da mulher no processo do desenvolvimento rural sustentável com atividades recreativas, culturais e informações que possam ajudá-las a investir em sua propriedade, na vida pessoal e a promover mudanças. O encontro contou com representantes de 19 comunidades rurais. “Acredito que foi um dia com atividades voltadas para a autoestima e bem estar de todas”, enfatiza.

Veja Também  Todos os municípios de Mato Grosso apresentam risco baixo de contaminação da Covid-19

A vice-presidente da Cooperativa Agropecuária Mista de Santo Antônio de Leverger (Coopamsal) e produtora rural, Valdete Alves de Paula Lima, comentou que possui uma área de quase 10 hectares e a renda da família decorre do que produzem na propriedade. Atualmente fabrica óleo de coco de babaçu e comercializa por R$ 100,00 o litro. Vende também polpa de frutas de araçá boi, tamarindo, acerola e cupuaçu. Tem ainda criação de pequenos animais e está diversificando a produção de alimentos com a implantação dos Sistemas Agroflorestais (Saf’s).

De acordo com Valdete, o encontro de mulheres foi um dia diferente, ou seja, de reflexão que abordou temas sobre o valor do trabalho da mulher, troca de informações e interação entre as comunidades. A produtora rural, Maria José Wakinaguni, mora na Agrovila há 23 anos, possui uma área de 14 hectares e produz farinha, melado e outros. Ela comentou que a realização do encontro foi importante e deveria acontecer mais vezes. Ela sugere que nos próximos encontros seja debatida a sucessão familiar na área rural. “Tenho três filhos e sinto que não faremos sucessores da terra e sim herdeiros”, esclarece.

Veja Também  Pesquisa epidemiológica ajudará no planejamento das ações da Saúde

A produtora rural Isabel Siqueira Camargo e sua filha, Silmara Siqueira Camargo participaram do evento pela primeira vez. A produtora Isabel, cultiva mandioca, frutas e possui criação de bovinos, suínos, frangos e outros. A produtora Silmara, está organizando a sua propriedade para fazer o pré-processamento da mandioca. Tem um cultivo de 15 hectares da cultura, das variedades Liberata e Camanducaia. “Eu adoro o que faço no campo e espero continuar o meu trabalho por muito tampo”, enfatiza Isabel.

As mulheres receberam atendimento para tratar da beleza e autoestima

Durante o evento foi realizada exposição e comercialização de artesanato, produção de doces, mel, melado, farinha de mandioca, óleo de babaçu, rapadura, pinturas em tecido, pano de prato, tapetes, bordados e outros. As participantes também receberam um atendimento diferenciado para tratar da beleza e autoestima com o apoio de profissionais, cabeleireiros, maquiadores e outros.

Comentários Facebook

Mato Grosso

Todos os municípios de Mato Grosso apresentam risco baixo de contaminação da Covid-19

Avatar

Publicado


.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta segunda-feira (21.09) o Boletim Informativo n° 197 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. O documento mostra (a partir da página 11) que todos os 141 municípios do Estado configuram na classificação com risco baixo para o novo coronavírus. Pela primeira vez, nenhuma cidade de Mato Grosso foi classificada com risco muito alto, indicado pela cor vermelha que indica alerta máximo de contaminação ou amarela que indica alerta moderado.

Veja a tabela de classificação de risco por município

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT.

Recomendações e cuidados

Veja Também  Segunda-feira (21): Mato Grosso registra 114.930 casos e 3.297 óbitos por Covid-19

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Segunda-feira (21): Mato Grosso registra 114.930 casos e 3.297 óbitos por Covid-19

Avatar

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (21.09), 114.930 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.297 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.744 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 114.930 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 15.671 estão em isolamento domiciliar e 95.200 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, 254 internações em UTIs públicas e 283 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 60,48%  para UTIs adulto e em 32% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (22.641), Várzea Grande (8.583), Rondonópolis (8.330), Lucas do Rio Verde (5.261), Sorriso (4.905), Tangará da Serra (4.709), Sinop (4.645), Primavera do Leste (3.709), Campo Novo do Parecis (2.589 casos, conforme dado do Painel até às 17h30) e Cáceres (2.458).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Veja Também  Segunda-feira (21): Mato Grosso registra 114.930 casos e 3.297 óbitos por Covid-19

O documento ainda aponta que um total de 92.122 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 518 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último domingo (20), o Governo Federal confirmou o total de 4.544.629 casos da Covid-19 no Brasil e 136.895 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 136.532 óbitos e 4.528.240 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de segunda-feira (21).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

Veja Também  Todos os municípios de Mato Grosso apresentam risco baixo de contaminação da Covid-19

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana