conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil cumpre prisão de quatro por homicídio cometido a mando de facção

Avatar

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Quatro pessoas envolvidas em crime de homicídio na forma tentada e consumada, ocorrido no mês de janeiro na Capital, tiveram mandados de prisão cumpridos pela Polícia Judiciária Civil, nesta sexta-feira (29.11), após terem sua participação identificada em investigações da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). O crime foi praticado a mando de uma facção criminosa como punição às vítimas.

Foram cumpridas ordens de prisão contra os suspeitos, Caio Andreonni Lima Locatelli e Alexandre Soares de Lima, conhecido como “GT” (que tiveram as prisões temporárias convertidas em preventiva), além da prisão preventiva de Ittalo Matteus Ribeiro Fortes e Silva, 20, o “Verdinho”, identificado como mandante do crime e o mandado de prisão temporária contra, Joanito da Silva Leite.

O crime ocorreu no dia 24 de janeiro, às margens de um rio, no bairro Imperial II, em Cuiabá, tendo como vítima fatal, Weslley da Silva Natividade, 29. e E.A.S. como vítima tentada.

Na ocasião, as vítimas foram espancadas pelos suspeitos, sendo posteriormente socorridas e encaminhadas ao Pronto Socorro de Cuiabá, onde Weslley não resistiu aos ferimentos e morreu.

Veja Também  Suspeito com várias passagens é preso com R$ 2,3 mil furtado de interior de veículo

Segundo as investigações da DHPP, conduzidas pelo delegado Caio Fernando Alvares de Albuquerque, o crime foi cometido a mando de uma facção criminosa, como punição por um furto a residência cometido pelas vítimas. Apontado como mandante da execução, Itallo estava preso na ocasião e por isso teria acionado os demais suspeitos para aplicarem a punição.

De acordo com o delegado, Caio Albuquerque, as vítimas foram submetidas a um verdadeiro ritual de tortura, sendo agredidas com pauladas, socos, chutes e afogamentos.

“A violência das agressões foi comprovada pelas fotografias do laudo de necrópsia de Weslley, assim como pela situação da outra vítima, que teve as duas pernas fraturadas e mesmo assim preferiu não falar nada sobre o assunto”, disse o delegado.

Os suspeitos identificados tiveram as ordens de prisão decretadas pelos crimes de duplo homicídio (consumado e tentado) qualificados pelo motivo torpe (vingança por suposto furto praticado pelas vítimas), mediante crueldade e recurso que impossibilitou a defesa (uma vez que as vítimas foram atraídas a local ermo, onde, não tiveram outra saída que não suportar as agressões), e de integração de organização criminosa.

Veja Também  Advogado apontado como mandante de roubo contra ex-esposa é preso em Nova Bandeirantes

Histórico das investigações

Com base nos trabalhos investigativos, inicialmente foi representado pelas prisões temporárias dos suspeitos Caio, Alexandre e Ittalo, sendo deferidas as ordens judiciais contra os dois primeiros, devidamente cumpridas no dia 24 de outubro.

Interrogados, Caio e Alexandre confessaram o envolvimento nos fatos, e delataram os outros executores, além de confirmar a identidade do mandante Ittalo.

Os suspeitos passaram detalhes da ação criminosa, revelando que as vítimas foram levadas ao local pelo primo Joanito e um terceiro, que presenciaram todos as agressões praticadas contra as vítimas. Com o curso das investigações, outros três executores (de identidades ainda preservadas) foram identificados e a investigações seguem em fase de conclusão com o apontamento de todos os envolvidos. 

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Caminhoneiro com CNH falsa e mandado de prisão em aberto é preso pela PRF

Avatar

Publicado

Condutor disse que havia comprado a documentação no estado de São Paulo.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um homem que conduzia um veículo com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa, na BR 364 em Rondonópolis/MT nessa quarta-feira (3).

A equipe fiscalizava no Km 198, quando abordou um caminhão Atego 2425 que transportava uma carga de laranjas. Ao solicitar os documentos do veículo , o motorista apresentou CNH em seu nome. Durante consultas no sistema, foi constatado que o documento era falso.

Ao ser questionado, o condutor admitiu que havia comprado sua CNH em São Paulo e que possuía os dados de seu irmão.

Após a checagem, também foi encontrado um mandado de prisão em aberto contra o caminhoneiro por associação ao tráfico. Diante disto, L.P. foi encaminhado para a Polícia Federal e o veículo foi conduzido para o pátio da PRF no município.

Fonte: PRF MT
Comentários Facebook
Veja Também  Irmãos acusados de homicídio e ocultação de cadáver são presos em Poxoréu
Continue lendo

Policial

Motorista embriagado é preso pela PRF após colidir em veículo na BR 163

Avatar

Publicado

Teste de etilômetro apontou o resultado de 0,57mg/l.

Um motorista foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) por embriaguez após se envolver em um acidente na BR 163 em Nova Mutum/MT, na noite dessa terça-feira (3).

No momento do acidente, A.J.N. estava em um veículo Corsa que colidiu em uma caminhonete S10. Os dois condutores foram a submetidos ao teste de etilômetro pela equipe de policiais que em fiscalização constataram que A.J.N havia ingerido bebida alcoólica, resultando em 0,57mg/l (miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões).

O condutor que estava na caminhonete L.R. foi liberado logo em seguida. Diante disto, A.J.N. recebeu voz de prisão por conduzir veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool e encaminhado para a delegacia da Polícia Civil do município.

Fonte: PRF MT
Comentários Facebook
Veja Também  Polícia Civil cumpre prisão contra autor de diversos crimes na capital
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana