conecte-se conosco


''TRAGÉDIA NO AR''

“O acidente do Gugu foi uma armadilha. Eu processaria”, lamenta Tom Cavalcante

Avatar

Publicado

source

Assim como outros famosos, Tom Cavalcante foi prestar sua última homenagem ao amigo Gugu Liberato que está sendo velado na Assembleia Legislativa de São Paulo nesta quinta-feira (28).

Leia também: Fã de Gugu Liberato desmaia durante o velório do apresentador

Marivaldo Oliveira/Código 19/Agência O Globo
Marivaldo Oliveira/Código 19/Agência O Globo
Tom Cavalcante

Segundo o humorista, que também tem uma casa em Orlando o que aconteceu com Gugu Liberato foi uma armadilha. “Aquilo era uma armadilha. Se eu fosse a família, eu processaria. Não pelo dinheiro, mas pra avisar outras pessoas que venham a cair em circunstâncias parecidas”, afirmou o ator.

Tom Cavalcante relembou a última notícia falsa envolvendo o amigo anunciando sua morte no início de novembro. Por conta do fato, Tom teve uma última conversa com o ex-colega de emissora.

Leia também: Choro, comoção e homenagens: os detalhes do velório de Gugu Liberato

“Fica a lembrança de um cara inquieta. Alguém que criou formatos, inovou. Ele continuou fazendo isso até o fim. O programa dele novo era de uma graciosidade. Parecia que você estava num estúdio da RAI na Itália, da CNN nos EUA. Ele estava numa ótima fase, consolidado financeiramente e profissionalmente e ainda investindo em formatos.”

Leia também: “Vivemos de audiência”, diz Rodrigo Faro sobre polêmica envolvendo Gugu Liberato

O corpo de Gugu Liberato chegou na manhã desta quinta-feira em São Paulo e está sendo velado na Alesp. O velório deverá acabar por volta das 10h da manhã desta sexta-feira (29) e seguirá para o Cemitério Gethsêmani, no Morumbi, onde será enterrado ao lado de seu pai no jazigo da família.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Veja Também  Policial civil é preso suspeito de esfaquear ladrão que tentou invadir loja

''TRAGÉDIA NO AR''

Homem é suspeito de matar filho 27 anos após matar a própria mãe

Avatar

Publicado

source
duas imagens, homem e menino
Polícia Civil do Distrito Federal
Pai disse que sequestrou e deu calmantes ao filho para “assustar” ex

Um homem de 45 anos identificado como Paulo Roberto de Caldas foi preso na cidade de Roda Velha, na Bahia, por suspeita de matar o próprio filho, de quase dois anos, no Distrito Federal.

Paulo era procurado desde a última sexta-feira (29), quando pegou o filho de um ano e 11 meses na creche e desapareceu junto ao menino. Ele trocou mensagens com a ex-namorada, mãe do menino, pelo WhatsApp. “O Bernardo no que depender de mim vc não vê mais nem a sua mãe”, afirmou.

Leia também: Foragido há 10 anos, homem é preso por matar familiar para conseguir seguro

Após buscas da polícia, o homem foi encontrado em um hotel na cidade de Roda Velha. À polícia, ele disse que dopou o menino após sequestrá-lo, percebeu que ele tinha morrido e decidiu se livrar do corpo ao passar por um trecho da BR-020 e perceber um matagal alto.

O homem disse que a intenção inicial dele era apenas assustar a mãe e a avó da criança. O sequestro, segundo ele, foi motivado pelas restrições impostas pela mulher para visitar o filho.

Leia também: MP do Rio denuncia policial militar pela morte da menina Ágatha Félix

A polícia afirmou que Paulo matou e ateou fogo no corpo da mãe dele quando tinha 18 anos. Na época, ele foi considerado psicologicamente incapaz e encaminhado à ala psiquiátrica da penitenciária da Papuda. Ficou preso por dez anos no local e, ao conquistar liberdade, foi aprovado em concurso público do Metrô de Brasília.

Como o corpo do menino ainda não foi encontrado, a polícia não descarta a possibilidade de que o menino esteja vivo.

 

Veja Também  Homem é morto a tiros em Nova Mutum

SIGA O LAPADA NO INSTAGRAM APERTE AQUI

Homem com várias passagens é preso após roubar e matar idoso de 71 anos em Poconé

VEJA AGORA MAIS NOTICIAS EM NOSSO SITE 

Homem morre atropelado na BR-163 motorista foge sem prestar socorro

Padrasto é denunciado pelo MP por espancar e matar menino de 2 anos

URGENTE: Homem é morto a facadas em Várzea Grande

Policial civil é preso suspeito de esfaquear ladrão que tentou invadir loja

PRF prende três pessoas na BR 070 por estelionato contra mulher

Após morte de bunitinho no RJ, festa em Cuiabá muda o nome

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

''TRAGÉDIA NO AR''

Policial civil é preso suspeito de esfaquear ladrão que tentou invadir loja

Avatar

Publicado

A situação ocorreu por volta de 5h no bairro CPA 1.

Ayron de Souza Marcondes Santos Policial Civil foi preso na madrugada desta quarta-feira (4) suspeito de ter esfaqueado um ladrão que tentou invadir uma loja na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (CPA), em Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, Ayron, esfaqueou Johnatan de Andrade Honorato. A PM não informou de quem seria a faca.

A situação ocorreu por volta de 5h no bairro CPA 1.

Ayron foi preso em flagrante por tentativa de homicídio doloso (quando há intenção de matar). Os policiais descobriram que ele estaria afastado das funções por apresentar um quadro de transtorno bipolar.

Segundo a PM, Johnatan tentou invadir a loja e Ayron, se identificando como policial, tentou detê-lo.

O rapaz resistiu à prisão e os dois acabaram trocando socos. Ayron esfaqueou o suspeito duas vezes na região do tórax.

A polícia foi chamada e prendeu tanto o suspeito quanto o policial. Johnatan foi encaminhado ao Hospital Municipal de Cuiabá. O policial foi levado à Central de Flagrantes.

 

Veja Também  Projeto do governo desobriga contratação de trabalhador com deficiência

Vídeo mostra que agentes da SEMOB de trânsito são acusados de jogaram viatura em cima de mototaxista

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana