conecte-se conosco


Internacional

China diz que Hong Kong não pode decidir sobre uso de máscaras

Avatar

Publicado

A China anunciou que Hong Kong não pode decidir se o uso de máscaras é ou não inconstitucional.

Na segunda-feira (18), o Supremo Tribunal de Hong Kong declarou inconstitucional a proibição do uso de máscara durante os protestos.

Na madrugada desta terça-feira (19), a alta legislatura da China disse que os tribunais de Hong Kong não têm poder para decidir sobre a constitucionalidade deste assunto.

Em comunicado, um porta-voz do congresso chinês (Comissão de Assuntos Legislativos do Comitê Permanente do Congresso Nacional do Povo) informou que “nenhuma outra autoridade tem o direito de fazer julgamentos e decisões” a não ser o governo chinês. A China decidiu mudar o chefe da polícia de Hong Kong.

A agência de notícias estatal Xinhua informou que Chris Tang é o novo chefe de polícia de Hong Kong. Ele disse que as fake news mancham a reputação das forças policiais.

A mudança ocorreu quando as manifestações pró-democracia mergulharam Hong Kong num clima de violência e incerteza.

As atenções estão neste momento no campus universitário da Universidade Politécnica onde dezenas de estudantes foram cercados pela polícia.

Veja Também  Países do Mercosul devem assinar acordos em diversos setores em Cúpula

Hoje, a líder de Hong Kong, Carrie Lam, disse esperar que a polícia e os manifestantes cheguem a um acordo. Ela pediu também à polícia para resolver a situação de forma humana. Carrie disse ainda que os cem manifestantes que estão na universidade não têm outra opção a não ser se renderem.

Na última madrugada, alguns deles conseguiram sair do edifício e fugir da polícia. A instabilidade começou há mais de meio ano.

Edição:
Fonte: EBC
Comentários Facebook

Internacional

Irã e Estados Unidos trocam prisioneiros após meses de tensão

Avatar

Publicado

O Irã e os Estados Unidos (EUA) fizeram neste sábado (7) uma troca de prisioneiros, em um avanço diplomático raro entre os dois países. A troca ocorreu em Zurique, na Suíça, e envolveu um investigador sino-americano detido por Teerã e um cientista iraniano detido pelos EUA.

O movimento diplomático ocorre no momento em que o Irã enfrenta fortes sanções impostas pelos norte-americanos e após os recentes protestos no país, que teriam feito centenas de mortos nas últimas semanas.

Representantes iranianos entregaram o investigador Xiyue Wang, detido em Teerã desde 2016. Em troca, os norte-americanos entregaram o cientista Massoud Soleimani, que enfrentava a Justiça federal dos Estados Unidos.

Soleimani, que trabalha na investigação de células estaminais, hematologia e medicina regenerativa, foi detido pelas autoridades norte-americanas e acusado de violar as sanções comerciais aplicadas ao Irã, depois de ter tentado importar “material biológico” para o seu país.

Já Wang tinha sido condenado a dez anos de prisão no Irã por supostamente ter se infiltrado no país e enviado material confidencial para o estrangeiro. Essas acusações são negadas pela Universidade de Princeton e pela família de Xiyue Wang.

Veja Também  Guterres sugere que países devem adotar taxas contra a poluição

Em sua página no Twitter, Donald Trump disse que o cientista norte-americano tinha sido detido durante a administração Obama. Acrescentou que essa troca de prisioneiros comprova que os dois países conseguem chegar a um acordo.

“Obrigada ao Irã por uma negociação muito justa. Vejam, conseguimos chegar a um acordo!”, afirmou o presidente.

*Emissora pública de televisão de Portugal

Edição:
Fonte: EBC
Comentários Facebook
Continue lendo

Internacional

Horas antes da mudança de governo, Macri e Fernández assistem à missa

Avatar

Publicado

Horas antes da mudança de governo na Argentina, o presidente Mauricio Macri e o presidente eleito Alberto Fernández assistem neste domingo (8) a uma missa pela “unidade e paz”, convocada pela Igreja Católica na Basílica de Luján, por ocasião do Dia da Imaculada Conceição da Virgem Maria. Fernández e a vice-presidente eleita, Cristina Kirchner, tomam posse terça-feira (10).

Casa Rosada Argentina

Casa Rosada, sede do governo da Argentina – Reuters/Direitos Reservados

Além dos católicos, a Conferência Episcopal Argentina (CEA) convocou todos os setores sociais e políticos “para orar juntos pela pátria”, na cerimônia desta manhã, conduzida pelo bispo de San Isidro e presidente da CEA, dom Oscar Ojea.

Macri e Fernández responderam rapidamente à convocação da Igreja, à qual comparecerão acompanhados por outros líderes e colaboradores.

Embora tenham compartilhado comunicações telefônicas e mensagens do WhatsApp, Macri e Fernández foram vistos pela última vez em 20 de julho, no segundo e no último debate presidencial antes das eleições de 27 de outubro.

Fonte: EBC
Comentários Facebook
Veja Também  Madri faz hoje Marcha pelo Clima; ativista Greta Thunberg participa
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana