conecte-se conosco


Nacional

Pedindo impeachment de Gilmar Mendes, protestos dominam diversas regiões do País

Avatar

Publicado

source

Em diferentes regiões do Brasil, neste domingo (17), manifestantes foram às ruas com intenção de pedir o impeachment de Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal, e defender o presidente da república, Jair Bolsonaro. 

Leia também: “Posso ser suspeito de tudo, menos de petismo”, diz Gilmar Mendes

Manifestantes contra Gilmar Mendes e a favor de Bolsonaro em diversas regiões do País arrow-options
reprodução / Twitter
Manifestantes contra Gilmar Mendes e a favor de Bolsonaro em diversas regiões do País

Segundo o site A Gazeta , no Rio de Janeiro, o ato começou pela manhã, em Copacabana, na Zona Sul. Com gritos de “Fora Gilmar Mendes “, os presentes prostestaram contra o STF e a favorde Bolsonaro

Leia também: Bolsonaristas desejam impeachment de Gilmar Mendes

Enquanto isso, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, pesoas fizeram “adesivaço” de carros e “buzinaço” contra a decisão do STF que julgou inconstitucionais as prisões após condenação em segunda instância, até que se esgotem todos os recursos.

Já em Brasília, apoiadores do presidente se concentraram pela manhã próximo ao Palácio do Itamaraty. Segundo a Polícia Militar do DF, o público no local era pequeno. Uma nova convocação para a capital federal foi feita para as 16 horas, com um número maior de pessoas.

Veja Também  Família de presa por racismo pede compaixão e diz que ela tem problema psíquico

Em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, a manifestação contra o ministro começou no final da manhã. Por outro lado, na capital, manifestantes estão concentrados desde as 15 horas na Avenida Paulista. 

Em Curitiba a manifestação acontece na Boca Maldita e também teve início às 15h00. No mesmo horário manifestantes se reuniram no Parcão, em Porto Alegre. Atos também foram registrados em cidades das regiões Norte e Nordeste.

Leia também: Gilmar Mendes dá voto contra prisão após segunda instância

Enquanto manifestantes preenchiam as ruas, a hashtag “Brasil Contra Gilmar Mendes ” liderou rankings como Google Trends e Trending Topics do Twitter. Foram mais de 500 mil tuítes sobre o assunto.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook

Nacional

Jovens se penduram em paus de arara para protestar contra ditadura

Avatar

Publicado

source
Paus de arara arrow-options
Rio da Paz
A ação ocorreu no aniversário de 71 anos da Declaração Universal de Direitos Humanos

Vinte e um jovens foram pendurados em paus de arara na praia Copacabana, no Rio de Janeiro, nesta terça (10) com o objetivo de relembrar os 21 anos da ditadura militar brasileira, entre 1964 e 1985. A ação foi organizada pela ONG Rio de Paz , que desde 2007 luta pela redução de homicídios, e também homenageia a Declaração Universal dos Direitos Humanos, que comemora 71 anos nesta terça. 

Leia também: Chamada de pirralha por Bolsonaro, Greta provoca presidente no Twitter

Durante a ditadura militar, paus de arara  foram utilizados para punir ou extrair informações de opositores, configurando violações de direitos humanos. “A gente sente o que aconteceu. Ter que colocar minha melhor amiga no pau de arara [durante o protesto] foi horrível”, conta a estudante Paula Montenegro, de 17 anos.

“Infelizmente, a gente ainda tem que lutar contra a ditadura porque tem gente que acha isso certo. O que o país viveu foi ditadura, não revolução como muitos defendem. Estamos representando as famílias dos desaparecidos desse período”, completa Paula.

Veja Também  Cratera engole quatro carros após chuva forte em Brasília

Leia também: Maioria da população considera justa a soltura de Lula, aponta Datafolha

“Eles não viveram o período da ditadura, que roubou 21 anos da minha vida. Esses jovens têm consciência cívica de não deixar que isso aconteça na geração deles”, diz Antonio Carlos Costa, presidente da Rio de Paz. “Temos autoridades falando na volta do AI-5. Não aceitaremos um retrocesso histórico. O AI-5 é uma ameaça, um ataque às nossas garantias constitucionais”, afirma.

“Ficamos poucos minutos, mas pensei nas pessoas que ficaram por horas. A gente tem que ter consciência do que aconteceu e lutar pela democracia “, relatou a estudante Marie Maitre, de 15 anos, que foi pendurada.

Leia também: Polícia queria prisão do filho de Lula, mas juíza negou pedido

Assista a ação de conscientização sobre os crimes de direitos humanos cometidos na ditadura :

Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Chuva em São Paulo causa transbordamento de rio e queda de árvores

Avatar

Publicado

source

Agência Brasil

Trânsito com chuva em São Paulo arrow-options
Roberto Casimiro/Fotoarena/Agência O Globo
Chuva causou lentidão no trânsito em vários pontos da cidade

A forte chuva que atinge a capital paulista nesta terça-feira (10) causou o transbordamento de córregos e rios, alagamentos, queda de árvores e aumento dos congestionamentos no trânsito.

Em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo , o Rio Verde transbordou em decorrência das precipitações que atingiram o bairro. Em Perus, na região norte, houve o extravasamento do Córrego Perus, assim como em Tremembé, na mesma região, onde houve o transbordamento do Córrego Paciência.

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da prefeitura decretou estado de alerta nas três localidades. As demais áreas da cidade estão em estado de atenção.

Leia também: Carro capota durante fuga de suspeitos de roubo em São Paulo

O Corpo de Bombeiros informou que foram registradas 15 ocorrências de alagamento na cidade e 13 chamados em razão da queda de árvores. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o congestionamento, às 19h, era de 13,8% das vias monitoradas, acima da média para o horário (10%).

Veja Também  Mais de 21 mil venezuelanos são reconhecidos como refugiados no Brasil

Neste mesmo horário, imagens do radar meteorológico do CGE mostravam chuva moderada em toda a capital paulista. Segundo previsão do CGE, as próximas horas continuarão com chuvas, gradativamente perdendo intensidade e abrangência.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana