conecte-se conosco


Política Nacional

Em evento do MBL, Temer elogia Bolsonaro: “fazendo o que anteriores não fizeram”

Avatar

Publicado

source
Temer arrow-options
Wilson Dias/Agência Brasil
Em congresso do Movimento Brasil Livre, Temer elogiou Bolsonaro e criticou Lula

O ex-presidente Michel Temer avaliou neste sábado (16) que o governo do presidente Jair Bolsonaro está indo bem e lamentou a postura do ex-presidente Lula ao deixar a prisão incentivando um clima de polarização no país. Há quase um ano fora da Presidência da República, Temer participou nesta tarde de uma sabatina no congresso nacional do Movimento Brasil Livre (MBL) em São Paulo.

Leia também: Frota lembra ‘dia da facada’ e questiona:”Adélio foi incompetente ou distraído?”

“Ele (Bolsonaro) está indo bem, fazendo o que os anteriores (presidentes) não fizeram. É costume (quem assume) destruir tudo o que não fez mas ele está dando sequência ao que fiz. O governo vai bem. Precisa dar mais tempo ao governo Bolsonaro”, afirmou Temer ao ser perguntado sobre que avaliação faria do novo governo.

Para o ex-presidente, Bolsonaro , apesar de discursos polêmicos, o presidente tem adotado “recuos” no exercício do governo, o que Temer destacou como um ponto positivo. Ele mencionou a aproximação com a China e países árabes nas relações diplomáticas ao comentar o assunto.

Veja Também  Ex-tesoureiro negociou caixa dois para campanha de Crivella

Já em relação a Lula , o ex-presidente disse lamentar o comportamento do petista: “Lula faria muito bem se, ao deixar a prisão, pedisse a unidade do país. Mas o que ele fez, lamentavelmente, foi incentivar a radicalização. A polarização é prejudicial ao país”.

Temer disse criticar Lula porque tem esperança de que o petista reavalie sua posição: “se o Lula recuar eu terei cumprido meu papel. Não é nada a favor ou contra Lula”.

Leia também: Bebianno rebate acusações de Eduardo e dispara: “só contei 3% do que eu sei”

No caso da intenção de Bolsonaro de criar um novo partido, Temer avaliou como um movimento equivocado: “não acho útil criar um novo partido”.

Temer foi preso temporariamente este ano no âmbito da Lava-Jato. Ele voltou a criticar a prisão e se referiu a ela mais de uma vez como “sequestro”. O ex-presidente ainda considerou acertada a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) contra a prisão em segunda instância.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook

Política Nacional

Com a agenda livre, Bolsonaro come pastel na feira e faz teste de popularidade

Avatar

Publicado

source
Pastel arrow-options
Marcos Corrêa/PR
Presidente visitou a Feira dos Importados de Brasília nesta quarta-feira

Um dia após a divulgação do avanço de 0,6 % da economia brasileira no terceiro trimestre de 2019, o presidente Jair Bolsonaro deixou o Palácio do Planalto , na tarde desta quarta, e foi até a uma feira de comércio popular em Brasília, segundo ele, para “sentir como está a população” com a reação a melhora dos dados econômicos.

Leia também: “A fome me preparou para a dor”, diz jovem que perdeu couro cabeludo em kart

Segundo assessores, Bolsonaro , que estava com a agenda livre à tarde, deixou seu gabinete dizendo que gostaria de comer pastel e convidou o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos , para acompanhá-lo. Ramos é responsável pela articulação política do governo, que enfrenta críticas do Congresso.

A lanchonete escolhida fica na Feira dos Importados , conhecida como Feira do Paraguai e localizada a 14 quilômetros do Palácio do Planalto. O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) não informou com quanto tempo de antecedência a ida ao local foi preparada.

Veja Também  Telemedicina já é realidade, mas médicos aguardam nova resolução sobre o tema

O passeio de cerca de 30 minutos foi transmitido pela rede social de Bolsonaro. Ao cruzar os pavilhões da feira, Bolsonaro foi chamado de ” mito ” por uma multidão que gritava também ” Lula na cadeia” e “Ele sim.” Houve também poucas manifestações de pessoas reclamando do preço da carne.

“Vim sentir como que está a população no tocante ao governo em si. Tive informações na questão econômica que o número de pessoas vindo aqui é muito grande. É sinal de que a economia está reagindo e sentimos o povo aqui, em relação a críticas ou elogios. Graças a deus não teve crítica nenhuma”, disse Bolsonaro, que não fez compras no local.

Leia também: Justiça suspende nomeação de Bolsonaro para presidência da Fundação Palmares

Ao lado do ministro Ramos, Bolsonaro foi questionado se não temia que a Medida Provisória ( MP ) que muda regras trabalhistas, batizada de Programa Verde e Amarelo, caducasse: “se caducar, caducou. Vocês conhecem o parlamento, não é matemático o parlamento”.

Veja Também  Ex-tesoureiro negociou caixa dois para campanha de Crivella

Nesta quarta, Bolsonaro viu a MP que desobriga a publicação de balanços de empresas no Diário Oficial da União (DOU) e em jornais de grande circulação.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Moro celebra aprovação do pacote anticrime na Câmara, mas quer mudanças no texto

Avatar

Publicado

source
Moro arrow-options
Agência Brasil
Ministro Sérgio Moro

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, comemorou na noite desta quarta-feira (4), em sua conta pessoal no Twitter, a aprovação do projeto de lei do pacote anticrime na Câmara dos Deputados. O texto segue agora para o Senado.

Leia também: Câmara aprova pacote anticrime sem as principais propostas de Moro

No Twitter, Moro escreveu que houve “avanços importantes” e deu “congratulações aos deputados”, citando que o projeto unifica o texto enviado pelo governo federal com as propostas do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Entretanto, para o ministro, “há necessidade de algumas mudanças no texto”. “Continuaremos dialogando com CN, para aprimorar o PL”.

O ministro destacou, entre os pontos do projeto aprovado na Câmara, a “proibição de progressão de regime ao membro de crime organizado, execução imediata dos veredictos do Júri, agente policial disfarçado, regras mais duras de cumprimento de penas para condenados por crimes hediondos com resultado morte”.

Veja Também  PEC retoma idade de 70 anos para aposentadoria de ministros de tribunais superiores

Leia também: Alexandre Frota leva bolo ao Congresso para comemorar 1 ano do caso Queiroz

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana