conecte-se conosco


Várzea Grande

Fórum da Região Turística Metropolitana discute  formas para alavancar e desenvolver o turismo regional

Avatar

Publicado

A Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Econômico e Turismo, promoveu nesta quarta-feira (13), Fórum da Região Turística Metropolitana – Cuiabá/Várzea Grande. A finalidade do Fórum é desenvolver projetos específicos, por meio de uma nova concepção em fazer e desenvolver o turismo, buscando parcerias, estimulando investimentos e aproximando as pessoas no processo de desenvolvimento das atividades relacionadas ao turismo local.

O Fórum servirá como opção para investimentos, gerando renda e empregos, em uma região polarizada por Cuiabá e Várzea Grande, portão de entrada dos turistas, em Mato Grosso, e com posição geográfica privilegiada ampliando ainda mais o potencial. O evento foi  realizado no auditório do Hotel Ceolatto.

O evento foi promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Econômico e Turismo e contou com a participação de representantes dos conselhos municipais de Turismo, empreendedores do setor e agentes que movimentam a economia ligada ao turismo da região, como comerciantes, hoteleiros e prestadores de serviços.

Representando o município, o secretário de Desenvolvimento Urbano e presidente do Fórum da Região Turística Metropolitana de Cuiabá e Várzea Grande, José Roberto Amaral de Castro disse que o encontro teve o intuito de discutir a regionalização e seus avanços, bem como os rumos do turismo conciliado com o desenvolvimento de outros setores da região turística.

"É uma oportunidade para grandes discussões sobre como o turismo, visto de maneira Regional e não apenas local (Cuiabá/Várzea Grande), favorecerá a criação de novas vagas de emprego e fomento de renda. A Região Turística Metropolitana favorece a implantação de diversas atividades turísticas, que por consequência dos serviços prestados, possibilita a criação de diversas novas vagas de empregos, diretos e indiretos. Por este motivo, discutir a integração entre os municípios é essencial para um avanço nesta política pública e fomento ao setor”, sublinhou o secretário, José Roberto.

Segundo o secretário adjunto de Turismo do Estado de Mato Grosso, Jefferson Preza Moreno, o Fórum possibilita a discussão ampla e transversal de todas as áreas que dialogam com o turismo. “É uma forma de explorar as potencialidades que o setor oferece, visando sempre à melhoria da oferta de serviços. Além disso, o Fórum pretende promover a integração do turismo na Região Turística Metropolitana, mostrando como o setor público pode colaborar para o desenvolvimento do trade turístico de cada região do Estado”, destacou.

“O encontro oportunizou a integração entre os pares, criando um importante movimento para buscar estratégias e melhorias para a promoção do turismo, alimentar a cadeia produtiva, criar mais empregos e fomentar a economia local”, sintetiza o presidente do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade de Mato Grosso, Manoel Prolópio.

Já o secretário de Governo de Várzea Grande, Kalil Baracat destacou a importância do evento para o futuro da Região Turística Metropolitana. “Estamos buscando meios para, cada vez mais, promover os atrativos turísticos da cidade a fim de estimular e fortalecer o desenvolvimento de Várzea Grande”, sublinhou o secretário.

O evento contou com palestras sobre a Importância da Instância de Governança Regional do Turismo (IGR) no desenvolvimento do Turismo de Mato Grosso.

Por: Cláudia Joséh – Secom/VG

Comentários Facebook

Várzea Grande

Assistência Social mantém a política de atendimento às famílias vulneráveis em tempo de pandemia

Avatar

Publicado


.

10/07/2020    1

Desde o início da quarentena decretada pelo Governo do Estado, e pelas medidas adotadas pelo município de Várzea Grande, uma das principais preocupações da Administração Municipal é com as famílias em situação de vulnerabilidade social, neste período de Pandemia pelo novo coronavírus.

A Secretaria de Assistência Social de Várzea Grande realiza um amplo e complexo trabalho com famílias em situação de vulnerabilidade no município.

Se por um lado a pandemia provocada pelo novo coronavírus impôs o isolamento social, agravando ainda mais a situação dos menos favorecidos, por outro lado em Várzea Grande, centenas de famílias que vivem em estado de vulnerabilidade tem vivenciado a atuação ainda mais eficaz de vários programas sociais desenvolvidos pela administração municipal, o “Pão e Leite” é um desses exemplos.

A Secretaria de Assistência Social, implantou o programa ‘Pão e Leite’ que atende, atualmente, 314 famílias totalizando mais de 750 usuários dentre crianças, idosos e portadores de necessidades especiais.

As famílias assistidas pelo programa são das comunidades do  Carrapicho, Engordador, Jardim das Oliveiras, Parque São João, Santa Clara, Lagoa do Jacaré, Vila Vitória, Princesa do Sol e Vila Rica.

Como explica a titular da pasta Flavia Omar, a necessidade de continuar atendendo as famílias mais carentes, que infelizmente neste período vivenciam um momento mais difícil – onde muitos perderam a renda familiar – foi o principal motivo para que o programa tivesse segmento . “Em função da incidência do coronavírus no município as aulas de panificação, realizadas na Administração Regional foram suspensas, porém a fabricação do pão foi mantida uma vez que o programa é considerado importante porque atende centenas de famílias de baixa renda.  Sabemos que para muitas pessoas o pão e  o leite não fazem parte da lista de alimentos do dia a dia, e o programa vem justamente para que eles tenham acesso, e são importantes no desenvolvimento principalmente das crianças”.

A secretária disse ainda que a Administração Municipal, neste período de isolamento social, ampliou os trabalhos assistenciais. “Além da entrega regular do pão e do leite, as famílias cadastradas também puderam receber cestas básicas, produtos de higiene pessoal e cobertores”, informou.

Neste primeiro semestre, como informa a coordenadora do Programa ‘Pão e Leite’, Vanessa Navarro, foram distribuídos 47 mil pães e 9,7 mil bebidas lácteas. “Os beneficiários são referenciados através do número de Inscrição Social, que permite atender aos necessitados de uma mesma família, sendo três pães por pessoa e um litro de leite para duas pessoas. O programa tem essa finalidade, dar a essas pessoas a condição de ter um alimento nutritivo nas primeiras horas da manha e um reforço alimentar a qualquer hora do dia”.

CUIDADOS – A Coordenadora de Relações Institucionais da Secretaria de Assistência Social, Valdete Flores – que acompanha diariamente a entrega e distribuição dos produtos (pão e leite) – disse que todas as medidas de segurança foram adotadas para a prevenção ao Covid 19. Para que não ocorra aglomeração as destruições nos bairros atendidos estão sendo feitos de forma escalonada e com agendamento. “Nas terças-feiras a distribuição acontece para os beneficiários dos bairros Santa Clara e Vila Rica; nas quartas nos bairros  Lagoa do Jacaré, Vila Vitoria e Princesa do Sol;  já nas quintas-feiras o atendimento é feito nos bairros Carrapicho e Engordador e nas sextas-feiras nos bairros Jardins das Oliveiras e Parque São João.Todos os cuidados estão previstos na hora da entrega, com todos os procedimentos de higienização, proteção individual e distanciamento, na proteção não só do servidor mas também do usuário do programa”, explicou Valdete Flores.

 

 

Por: Katia Passos – Secom/VG

Comentários Facebook
Continue lendo

Várzea Grande

Em um mês, Vigilância Sanitária autua 361 estabelecimentos comercias em Várzea Grande

Avatar

Publicado


.

08/07/2020    7

Com o objetivo de prestar contas e informar à população sobre o importante papel da Vigilância Sanitária durante a pandemia, o setor apresentou balanço das ações e atendimentos realizados durante o mês de junho. Conforme os dados apresentados contabilizaram 361 inspeções que resultaram em autuações/infrações.

Todos os estabelecimentos que possam constituir algum tipo de risco à saúde pública, pelo tipo de atividade econômica, e em desacordo com o decreto 43/2020, que endurece ainda mais as regras da paralisação das atividades não essenciais e a proibição da comercialização de bebidas refrigeradas, estão sendo vistoriados. As ações visam promover e proteger a saúde da população, evitando a exposição a riscos ao coronavírus.

Segundo o secretário de Governo e Superintendente da Vigilância Sanitária, Cel Alessandro Ferreira da Silva, foram realizadas notificações, autuações e multas em locais que reincidem em práticas contrárias ao decreto municipal.

“Primeiramente quando somos chamados para vistoriar estabelecimento, por exemplo, e notamos algum aspecto irregular nós notificamos verbalmente os responsáveis. Logo depois, caso não seja cumprida a orientação nós notificamos formalmente, estabelecendo um prazo para que seja cumprida a ordem. Caso contrário, esse estabelecimento será autuado podendo acarretar em multa ou até mesmo interdição do local”, destaca.

Em relação às reclamações que chegaram até o núcleo, o relatório apresenta que foram feitas com maior frequência denúncias em comércios de distribuidores de bebidas, bares e restaurantes respectivamente com 41 autuações. As irregularidades ocorrem com maior frequência nos finais de semana, onde estes estabelecimentos lideram ranking de reclamações, pela falta do distanciamento social, aglomeração e consumo de bebida gelada, o que é proibido, enquanto vigência do  Decreto, além de ultrapassar o horário de funcionamento determinado.

“A maioria dos casos envolve as distribuidoras de bebidas, já em outros casos, áreas de alimentação. Mas também estamos tendo êxito nas ações porque uma parte da  população de Várzea Grande está entendendo a mensagem do Executivo Municipal e cumprindo as regras de estar em casa nos finais de semana, só nos casos excepcionais se deslocam para trabalho e/ou busca de atendimento essencial, e idas ao mercado”, aponta Alessandro.

Conforme o Superintendente, esses resultados expressivos são frutos do respaldo e credibilidade concedidos à equipe, além dos parceiros que integram a ação, a Guarda Municipal e Polícia Militar, o que culmina na realização de ações eficientes, executadas conforme a legislação vigente, com responsabilidade e dignidade.

Alessandro Ferreira disse se sente realizado com o trabalho que vem sendo desenvolvido pela equipe da Vigilância Sanitária e garantiu que continuará executando ações de fiscalização dentro dos princípios da legalidade e que busca sanar irregularidades visando o bem estar da população.

“Quando nos propomos a executar um trabalho com dinamismo, compromisso e respeito obtemos êxito e hoje, os resultados dos indicadores refletem perfeitamente o trabalho que foi desenvolvido pela equipe da Vigilância Sanitária. Estes resultados numéricos nada mais são, do que fruto de um trabalho de excelência. Sei que este feito só foi possível graças ao empenho, compromisso, profissionalismo e responsabilidade da equipe. Quero não só parabenizar os integrantes da Vigilância Sanitária, mas dizer que sei o quanto estes resultados são importantes para o nosso município, portanto, estarei sempre à disposição para ofertar total apoio às ações. Me sinto grato a cada um que se empenha em prol do bem coletivo”, destaca o secretário.

As ações da Vigilância Sanitária têm como finalidade promover e proteger a saúde da população e ser capaz de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, da produção, da circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde.

Para proteção e prevenção de riscos diante de irregularidades ao Decreto Municipal de n° 43/2020, a Vigilância Sanitária  coloca a disposição da população para denuncia os seguintes números: (65) 3688.3028 (horário comercial); 0800.647.4121; 0800.646.3190 – Guarda Municipal de Várzea Grande; 190 CIOSP; denúncia por whatsapp: (65) 98468 8173; além do e-mail: [email protected]

 

Por: Cláudia Joséh – Secom/VG

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana