conecte-se conosco


Mulher

10 mitos e verdades sobre o botox

Avatar

Publicado

source

Women's Health

Há 25 anos, o botox começava a ser usado para fins estéticos, dividindo opiniões e caindo no gosto de todos aqueles que queriam retardar o envelhecimento da pele. Hoje, o procedimento estético que envolve a aplicação da toxina botulínica se tornou muito mais popular e, junto com a popularização, vieram diversas especulações sobre o tema.

mulher fazendo aplicação de botox arrow-options
shutterstock
Botox pode ajudar em muitos casos, mas antes de aplicá-lo vale saber o que é mito e que é verdade

Leia também: Nem sempre é Botox: conheça as diferenças entre procedimentos estéticos

A cirurgiã plástica e especialista em cosmiatria Juliana Sales, especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP),desvenda quais são os mitos e as verdades sobre o botox . Descubra no que o procedimento pode te auxiliar!

Mitos e verdades sobre o botox 

1. Existe idade mínima para se render ao botox?

MITO . Não existe idade ideal. O que deve prevalecer é o bom senso do profissional. Em alguns casos, pacientes jovens, antes mesmo dos 30 anos, podem iniciar as aplicações para prevenção das rugas provenientes da contração muscular.

Veja Também  “Classic Blue”: 5 ideias para ter a cor do ano da Pantone nas suas unhas

2. Quanto mais cedo você começa, maior a quantidade do produto que você vai precisar ao longo dos anos?

MITO . A idade de início não tem nenhuma relação com necessidade de uso de mais produto no futuro.

3. Quem faz botox deve evitar fazer em seguida massagem no rosto e o uso de gadgets de limpeza?

VERDADE . A massagem facial e uso de aparelhos faciais devem ser evitados nas primeiras 24 horas, para evitar que a toxina botulínica migre. Atividade física e “cabeça baixa” só estão liberadas após 4 horas da aplicação.

4. Quem pratica atividade física com frequência pode ter menor duração da toxina botulínica.

VERDADE . Pode ter menor duração devido ao uso da musculatura, que provoca maior degradação do produto.

Leia também: Toxina botulínica ou preenchimento? Quando e qual devo fazer?

5. É possível levantar as sobrancelhas com o botox.

VERDADE. As sobrancelhas podem ser elevadas com a aplicação da toxina botulínica, a fim de paralisar ou diminuir a contração do músculo. Pode até corrigir assimetrias. O local de aplicação é na região frontal, ou testa.

Veja Também  Pistache ajuda a manter o peso e até a dormir melhor; veja como incluir na dieta

6. A aplicação de botox tem efeito imediato.

MITO . O resultado da aplicação pode ser visto de três a cinco dias após o procedimento, variando individualmente. 

7. Botox pode ser usado para amenizar as dores da enxaqueca

VERDADE . Pode ser usado para enxaqueca com aplicações na região frontal e nuca, principalmente. O neurologista é o profissional mais adequado para estes casos.

Leia também: Botox vai muito além da estética; veja usos

8. Além de tudo, também funciona para o excesso de suor nas axilas

VERDADE. Quando a toxina botulínica é aplicada na axila, ela inibe a ação da acetilcolina, um neurotransmissor que regula as glândulas que produzem o suor. Assim, a pessoa que sofre de hiperidrose deixa de suar ou sua menos naquela região.

9. A aplicação do botox costuma doer sempre

MITO . Utilizamos anestésico tópico nos pontos da aplicação, desta forma, a dor da “agulhada” é bem pequena e tolerável.

10. Não é necessário um intervalo regular entre as aplicações.

MITO . O intervalo costuma ser de 4 a 6 meses, variando de acordo com o paciente e a avaliação do médico.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook

Mulher

Vilão da alimentação? Abacate tem “gordura boa” e ajuda a perder peso

Avatar

Publicado

source

O abacate surgiu na América do Sul e no México, mas por muito tempo foi considerado um dos vilões da alimentação. Apesar disso, a fruta tem importantes nutrientes e passou a ser incorporada em diversas receitas, como a de guacamole e de shakes, por exemplo.

Leia também: Açafrão traz benefícios à saúde e ainda ajuda na perda de peso; veja como usá-lo

abacate arrow-options
shutterstock
O abacate era considerado um vilão da alimentação, mas estudos afirmam que ele propicia benefícios ao organismo

Uma das queixas em relação ao fruto é o fato de ele ter um nível alto de calorias. “O abacate é uma fruta calórica e gordurosa. Porém, são gorduras saudáveis e calorias não vazias, ou seja, calorias que oferecem também diversos nutrientes ao nosso organismo”, afirma Renata Guirau, nutricionista da Oba Hortifruti.

“A mudança de pensamento ocorreu quando ficou claro que o problema não é o consumo de gorduras em si, mas o tipo de gordura consumida, a quantidade e também todo o contexto alimentar, focando não em um só alimento, mas na dieta como um todo”, complementa.

Renata destaca que estudos atuais contribuem para que o modo de pensar em relação ao abacate fosse desconstruído, inclusive no poder da fruta para perder peso. Segundo ela, dietas pobres em gorduras não são a solução para a obesidade, e, sim, o equilíbrio entre consumo calórico e a qualidade das gorduras, carboidratos e proteínas ingeridas.

Benefícios do abacate

abacate arrow-options
shutterstock
A fruta é rica em ácidos graxos e vitaminas e minerais, como o cálcio, o magnésio, o zinco e o potássio

A nutricionista reforçou que o abacate é rico em ácidos graxos – gorduras – e ômega 6 e ômega 9, considerados “gorduras boas”. Além disso, o alimento é repleto de vitaminas e minerais. Entre os principais componentes, Renata destaca:

  • Cálcio: importante para a saúde óssea, dentária, muscular e cardiovascular;
  • Potássio: atua no controle de eletrólitos no sangue e da pressão arterial, além de garantir saúde muscular;
  • Magnésio: participa da saúde óssea e muscular;
  • Zinco: tem ação antioxidante e no reforço da imunidade;
  • Vitamina E: tem ótima ação antioxidante e anti-inflamatória;
  • Vitamina A: tem ação antioxidante, atua na imunidade e no sistema reprodutivo.
Veja Também  “Classic Blue”: 5 ideias para ter a cor do ano da Pantone nas suas unhas

A fruta também colabora com o pleno funcionamento da mente. Ela tem ação anti-inflamatória e um tipo de gordura chamado “bainha de mielina”, que ajuda a proteger o transporte de informações entre os neurônios. “O potencial antioxidante do abacate também pode estar relacionado com esse benefício em consumir a fruta”, conta a nutricionista.

Leia também: Saiba como potencializar qualquer tipo de exercício

A “gordura boa” é importante

abacate arrow-options
shutterstock
O alimento ajuda a diminuir o “colesterol ruim” e aumentar o “colesterol bom” por causa da gordura boa

De acordo com Renata Guirau, a gordura do alimento é popularmente conhecida como “gordura boa”, e ela ajuda a melhorar níveis de colesterol ao fazer com que se diminua o LDL – chamado colesterol ruim –e aumente o HDL – chamado colesterol bom.

Além disso, ele colabora na prevenção de doenças crônicas, em especial as cardiovasculares, por ter propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. “O abacate tem sido estudado como potencial auxílio para tratamento de outras doenças, como doenças intestinais, osteoartrite e diabetes, porém, mais estudos precisam ser feitos para comprovar essa ideia”, acrescenta ela.

Ele também ajuda a emagrecer

abacate ajuda a emagrecer arrow-options
shutterstock
A nutricionista explica que o teor de gordura presente no abacate contribui para que ele seja eficaz no emagrecimento

Se você quer perder peso , incluir o abacate na alimentação pode ser uma boa alternativa. “Esse teor aumentado de gorduras pode favorecer a saciedade, ajudando a controlar a ingestão de alimentos ao longo do dia”, pontua a nutricionista.

Veja Também  Pistache ajuda a manter o peso e até a dormir melhor; veja como incluir na dieta

“Seu teor reduzido de carboidratos também pode ser um fator benéfico, dependendo da estratégia para emagrecimento que a pessoa se adapte melhor em seguir. Estudos atuais mostram que o consumo em geral de fontes de compostos funcionais, como o abacate, pode ajudar no controle do peso e redução da obesidade em longo prazo”, reforça.

Renata enfatiza que o consumo recomendado da fruta varia de pessoa para pessoa, mas, no caso de quem deseja perder peso, é ideal ingerí-la em momentos cujo objetivo é aumentar a saciedade da refeição.

Em relação aos exercícios, a fruta, justamente pela presença de gordura – que são fontes de energia –, também atua de modo positivo ao melhorar o rendimento das atividades.

“Porém, algumas pessoas podem não sentir esse efeito e precisar de fontes de carboidratos para garantir a qualidade na prática de atividades físicas. Isso porque as gorduras são mais difíceis de serem utilizadas como fonte de energia, embora ofereçam mais calorias que os carboidratos, por exemplo”, explica Renata.

“Além disso, as gorduras têm mais difícil e lenta digestão, podendo causar desconfortos se for consumida em horário muito próximo à prática esportiva. Portanto, o abacate pode ser uma opção de alimento energético para ser consumido antes dos treinos, mas não é todo mundo que se beneficia dessa estratégia”, esclarece.

Leia também: Não é dieta nem exercício, mas ajuda a emagrecer: conheça o mindful eating

Como inserir o abacate na rotina?

abacate arrow-options
shutterstock
Fazer shakes, guacamole e incluir a fruta em saladas são algumas formas de colocar o abacate na rotina

O abacate não tem nenhuma contraindicação, desde que seja consumido em quantidades moderadas. Renata Guirau diz que incluir a fruta no café da manhã e nos lanches intermediários são uma boa alternativa para coloca-la no cardápio diário, além de também poder ser feita em shakes ou ser servida picada com canela.

Em refeições, ela pode compor saladas ou até aparecer na forma de guacamole. “O óleo de abacate também é uma boa opção para ser incluída no preparo dos alimentos, com boas propriedades nutricionais”, finaliza a nutricionista.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

“Classic Blue”: 5 ideias para ter a cor do ano da Pantone nas suas unhas

Avatar

Publicado

source

2020 ainda nem chegou e já está servindo de inspiração para muitos assuntos, entre eles a cor do ano. A Pantone, empresa americana de consultoria de cores, anunciou o “Classic Blue”  , um azul que lembra o céu ao entardecer, como o tom que vai ditar tendência, seja de beleza, moda ou decoração. Mas que tal já começar desde agora?

Leia também: Unhas decoradas com pedras são a nova tendência de nail art entre as famosas

classic blue pantone arrow-options
Reprodução/Pantone
O ‘Classic Blue’ foi a tonalidade escolhida pela Pantone para ser a cor do ano 2020 e você pode incluí-la nas suas unhas

Segundo a Pantone , o “Classic Blue” é uma “tonalidade atemporal e duradoura, elegante em sua simplicidade. Traz sensação de paz e tranquilidade para o espírito humano, oferecendo refúgio. Ajuda na concentração, trazendo a percepção de clareza.” Pensando nisso, o  Delas  trouxe ideias de como incorporar isso ao seu dia a dia: usando a cor do ano nas suas unhas! 

Veja dicas de como usar: 

1. Clássico

unhas azul arrow-options
Reprodução/Pinterest
Apostar no clássico não tem erro! Basta escolher o esmalte mais ‘Classic Blue’ que você encontrar para pintar as unhas

Se a ideia é apostar no azul clássico, então por que não fazer isso de uma maneira clássica? Só usar esse tom de esmalte já é uma forma de apostar na cor do ano nas unhas. 

Veja Também  Bebê nasce dentro do avião em voo do Rio de Janeiro para o Chile

2. Filha única

Unhas azul arrow-options
Reprodução/Pinterest
Fazer uma unha diferente das demais é uma maneira de fazer nail art fugindo do tradicional, mas sem exigir muito esforço

A “filha única” é aquela ideia de deixar apenas uma unha diferente das demais – geralmente a do dedo anelar. Uma alternativa é apostar em esmaltes com glitter. 

3. Metálico

unhas azul arrow-options
Reprodução/Pinterest
Esmaltes metálicos são a última tendência do momento para as unhas e ótima alternativa para apostar em cores como azul

Os esmaltes metálicos estão bombando e, por causa disso, pode ser uma forma legal de apostar em duas tendências de uma vez. Basta escolher o azul que você mais gosta. 

4. Skittle nails

unha azul arrow-options
Reprodução/Pinterest
As ‘skittle nails’, técnica para deixar uma unha diferente uma da outra, também combina com vários tons de esmalte azul

Uma das ideias mais populares das redes, as “skittle nails” é uma técnica para variar nas cores. Use tons de azul diferentes para cada unha, criando um efeito degradé. 

Veja Também  Casa de Criadores: tudo o que rolou na 46ª edição

5. Diferetona

unhas azul arrow-options
Reprodução/Pinterest
Fazer uma unha diferentona, como as unhas de mármore, usando esmalte azul é uma forma diferente de apostar na cor

Agora, se você quer passar longe do clássico, pode apostar em ideias “diferentonas”. Uma delas é usar o esmalte colorido para criar nail arts, como é o caso das unhas de mármore

E aí, gostou das dicas para usar a cor do ano? Então veja quais são as cores de esmalte que mais lembrar o “Classic Blue” para você ir fundo nessa ideia: 


Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana