conecte-se conosco


Nacional

Evangélicos fazem convenção em defesa de valores cristãos

Avatar

Publicado

source
Encontro do Fenasp arrow-options
Reprodução/Facebook Fenasp Nacional
Encontro do Fenasp em 2018

Lideranças evangélicas de todo o Brasil vão se reunir em São Paulo no próximo dia 20 de novembro. O congresso nacional organizado pelo Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política (Fenasp) tem, segundo os organizadores, “o objetivo de defender e trazer à luz uma posição profética e pública em defesa dos valores do Reino de Deus para com o Governo, o Congresso Nacional e a opinião pública em geral”.

Leia também: Na contramão e em alta velocidade, homem atropela motociclista e foge; assista

“Estamos construindo uma ação conjunta e estratégica em defesa dos valores familiares e do Reino de Deus”, afirma Wilton Acosta, presidente do Fenasp . Ele explica que o objetivo do congresso é “mobilizar e conscientizar o povo evangélico para uma ação propositiva, que visa minimizar os males que assolam nosso país”.

O evento contará com a participação de nomes como o ex-senador Magno Malta , o presidente da Frente Parlamentar Evangélica da Câmara dos Deputados, Silas Câmara (Republicanos-AM) e o vice-presidente da Câmara, Marcos Pereira (Republicanos-SP), além de pastores e líderes evangélicos

Veja Também  Cratera engole quatro carros após chuva forte em Brasília

Leia também: Marquise desaba no centro de São Paulo e mata uma pessoa

O Fórum, que tem sede em Brasília e está presente em diversos estados do País, vem acompanhando, tanto no Legislativo quanto no Executivo, pautas consideradas prioritárias. O grupo já atuou contra iniciativas que tentam descriminalizar o aborto e as drogas, e projetos que, de acordo com os organizadores do evento, pretendem acabar com a liberdade de culto e do pensamento. O Fenasp também atua combatendo o que chama de ideologia de gênero.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook

Nacional

Jovens se penduram em paus de arara para protestar contra ditadura

Avatar

Publicado

source
Paus de arara arrow-options
Rio da Paz
A ação ocorreu no aniversário de 71 anos da Declaração Universal de Direitos Humanos

Vinte e um jovens foram pendurados em paus de arara na praia Copacabana, no Rio de Janeiro, nesta terça (10) com o objetivo de relembrar os 21 anos da ditadura militar brasileira, entre 1964 e 1985. A ação foi organizada pela ONG Rio de Paz , que desde 2007 luta pela redução de homicídios, e também homenageia a Declaração Universal dos Direitos Humanos, que comemora 71 anos nesta terça. 

Leia também: Chamada de pirralha por Bolsonaro, Greta provoca presidente no Twitter

Durante a ditadura militar, paus de arara  foram utilizados para punir ou extrair informações de opositores, configurando violações de direitos humanos. “A gente sente o que aconteceu. Ter que colocar minha melhor amiga no pau de arara [durante o protesto] foi horrível”, conta a estudante Paula Montenegro, de 17 anos.

“Infelizmente, a gente ainda tem que lutar contra a ditadura porque tem gente que acha isso certo. O que o país viveu foi ditadura, não revolução como muitos defendem. Estamos representando as famílias dos desaparecidos desse período”, completa Paula.

Veja Também  Brasil se mantém em 79° no relatório do Índice de Desenvolvimento Humano da ONU

Leia também: Maioria da população considera justa a soltura de Lula, aponta Datafolha

“Eles não viveram o período da ditadura, que roubou 21 anos da minha vida. Esses jovens têm consciência cívica de não deixar que isso aconteça na geração deles”, diz Antonio Carlos Costa, presidente da Rio de Paz. “Temos autoridades falando na volta do AI-5. Não aceitaremos um retrocesso histórico. O AI-5 é uma ameaça, um ataque às nossas garantias constitucionais”, afirma.

“Ficamos poucos minutos, mas pensei nas pessoas que ficaram por horas. A gente tem que ter consciência do que aconteceu e lutar pela democracia “, relatou a estudante Marie Maitre, de 15 anos, que foi pendurada.

Leia também: Polícia queria prisão do filho de Lula, mas juíza negou pedido

Assista a ação de conscientização sobre os crimes de direitos humanos cometidos na ditadura :

Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Chuva em São Paulo causa transbordamento de rio e queda de árvores

Avatar

Publicado

source

Agência Brasil

Trânsito com chuva em São Paulo arrow-options
Roberto Casimiro/Fotoarena/Agência O Globo
Chuva causou lentidão no trânsito em vários pontos da cidade

A forte chuva que atinge a capital paulista nesta terça-feira (10) causou o transbordamento de córregos e rios, alagamentos, queda de árvores e aumento dos congestionamentos no trânsito.

Em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo , o Rio Verde transbordou em decorrência das precipitações que atingiram o bairro. Em Perus, na região norte, houve o extravasamento do Córrego Perus, assim como em Tremembé, na mesma região, onde houve o transbordamento do Córrego Paciência.

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da prefeitura decretou estado de alerta nas três localidades. As demais áreas da cidade estão em estado de atenção.

Leia também: Carro capota durante fuga de suspeitos de roubo em São Paulo

O Corpo de Bombeiros informou que foram registradas 15 ocorrências de alagamento na cidade e 13 chamados em razão da queda de árvores. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o congestionamento, às 19h, era de 13,8% das vias monitoradas, acima da média para o horário (10%).

Veja Também  Paraisópolis tem segurança reforçada após ação que matou nove em baile funk

Neste mesmo horário, imagens do radar meteorológico do CGE mostravam chuva moderada em toda a capital paulista. Segundo previsão do CGE, as próximas horas continuarão com chuvas, gradativamente perdendo intensidade e abrangência.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana