conecte-se conosco


Carros

Qual versão do Toyota Corolla mais perdeu valor ao longo dos anos?

Avatar

Publicado

source
Toyota Corolla arrow-options
Divulgação
Na quinta geração nacional, o Toyota Corolla ganhou a inédita motorização híbrida flex – a que mais perderá valor no futuro

Com quase três décadas de mercado, o Toyota Corolla é um dos queridinhos dos brasileiros. O sedã chegou ao Brasil em 1991, importado do Japão na mesma versão que era direcionada aos Estados Unidos. Com o sucesso nas vendas, a marca optou por iniciar sua produção nacional em 1998, no Complexo Industrial de Indaiatuba (SP) – que chegou no mercado como modelo 1999.

LEIA MAIS: Saiba o valor de seguro dos carros mais vendidos do Brasil em outubro

A disputa com o principal rival, o Civic, durou até 2009, quando o Toyota Corolla ultrapassou o sedã da Honda para nunca mais deixar a liderança. Já são vinte anos como veículo nacional, e dez de liderança absoluta. A KBB, plataforma de análise e precificação de automóveis, publicou um levantamento mostrando quais versões do Corolla desvalorizam mais, e quais perdem menos valor – considerando apenas os modelos nacionais.

Veja Também  Chevrolet Equinox 2020 ganha novas versões com motor 1.5 turbo

De acordo com a KBB, a versão que menos perde valor é a GLi 1.8 CVT da geração que acaba de sair de linha, em agosto (2014 – 2019). O modelo conta com 144 cv de potência a 6.000 rpm e 18,6 kgfm a 4.800 rpm, com câmbio do tipo CVT capaz de simular sete velocidades. Seu porta-malas tem capacidade para 470 litros. Confira abaixo a lista dos modelos do Corolla que menos perdem valor.

LEIA MAIS: Veja 5 centrais multimídia que não agradam

Toyota Corolla arrow-options
Divulgação
Quinta geração do Toyota Corolla é valorizada no mercado de seminovos, com depreciação de apenas -4,89%

5 – G3 (2009 – 2005) – GLi 1.8 automático – -7,26%
4 – G2 (2003 – 2008) – SEG 1.8 automático – -7,14%
3 – G2 (2003 – 2008) – XLi 1.6 automático – -6,22%
2 – G3 (2009 – 2015) – XLi 1.8 automático – -6,04%
1 – G4 (2015 – 2019) – GLi 1.8 CVT – -4,89%

O que mais deprecia

Toyota Corolla arrow-options
Divulgação
O primeiro Toyota Corolla nacional é o que mais perde valor no mercado de carros usados

O levantamento também aponta que o Corolla SEG da primeira geração (1999 – 2003), com motor 1.8 e câmbio automático, é o que mais perde valor desde a nacionalização. Para refrescar a memória, o modelo tinha 136 cv de potência e 17,5 kgfm de torque, com a transmissão automática de apenas quatro marchas. Para sua época e tamanho, o porta-malas de 437 litros era bem expressivo. Confira abaixo a lista dos modelos que mais perdem valor.

Veja Também  Hyundai HB20S 1.0 Diamond quer ser astro do k-pop no Brasil

LEIA MAIS: Conheça 5 seminovos para 7 ocupantes que valem a pena por até R$ 60 mil

5 – G3 (2009 a 2014) -Altis 2.0 automático – 7,69%
4 – G1 (1999 a 2002) – XLi 1.8 automático – -8,51%
3 – G1 (1999 – 2002) – XEi 1.8 automático – -8,36%
2 – G4 (2015 – 2019) – XEi 2.0 automático – -9,02%
1 – G1 (1999 – 2002) – SEG 1.8 automático – -10,19%

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook

Carros

Sedã JAC J7 chega ao Brasil em 2020

Avatar

Publicado

Motor Show

JAC J7 arrow-options
Divulgação
Sedã chegará ao Brasil em 2020 como J7 apesar de se chamar A5 na China. Será o terceiro sedã que a marca traz ao País



Durante o lançamento do SUV T60 (leia mais aqui) , o presidente da JAC Motors, Sergio Habib, confirmou para o próximo ano o lançamento no Brasil do sedã médio A5, modelo que por aqui será comercializado com o nome J7.

LEIA MAIS: JAC lança rival do Compass, em versão única, com motor 1.5 turbo e câmbio CVT

Lançado em setembro, no Salão de Chengdu (China), o carro é o primeiro produzido pela joint-venture entre a JAC e a Volkswagen. O J7 traz uma carroceria de linhas esportivas, desenhada no estúdio de design da marca chinesa na Itália.

Com 4,77 m de comprimento e entre-eixos de 2,76 m, fica posicionado em tamanho acima de concorrentes como o Toyota Corolla e o VW Jetta . Sob o capô, o sedã traz um motor 1.5 turbo de 150 cv, que é combinado a um câmbio manual de seis marchas ou um automático CVT.



LEIA MAIS: JAC T80: andamos no novo SUV premium de sete lugares da marca chinesa

Veja Também  Hyundai HB20S 1.0 Diamond quer ser astro do k-pop no Brasil

Na China, o modelo custa entre 84.800 (cerca de R$ 50.000) e 115.800 iuanes (R$ 68.000). Em sua versão de topo, o JAC J7 traz itens como faróis do tipo LED Matrix, painel digital, seis airbags, banco do motorista com ajustes elétricos, ar-condicionado automático digital com saídas para o banco traseiro, teto solar panorâmico e sistema multimídia com tela de 10,4″. Os preços do modelo e o pacote de equipamentos para o Brasil ainda não foram divulgados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Jeep Gladiator, a picape do Wrangler, será vendida no Brasil

Avatar

Publicado

source
Jeep Gladiator arrow-options
Divulgação
Jeep Gladiator é o utilitário Wrangler de caçamba, e estará disponível nas lojas em 2020

A picape Jeep Gladiator já havia aparecido nos registros de patentes da FCA no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) há alguns meses, mas só agora recebeu sinal verde para chegar às concessionárias brasileiras. O modelo estará disponível em meados da metade de 2020, mas versões ainda não foram anunciadas.

LEIA MAIS: Flagra! Renault Duster renovado é visto sendo transportado junto do novo

Nos Estados Unidos – seu país de origem – a Jeep Gladiator conta com quatro versões: Sport (US$ 33.545), Sport S (US$ 36.755), Overland (US$ 43.395) e Rubicon (US$ 43.545). Com exceção da caçamba, o design é exatamente o mesmo do irmão Wrangler . Os faróis serão full-LED, e sua construção trará muitos componentes em alumínio. Assim como o irmão, o teto poderá ser removido.

Outro destaque fica por conta da conectividade, com o seu sistema multimídia Uconnect de 7 ou 8,4 polegadas, além de painel de instrumentos com tela de 3,5 ou 7 polegadas, dependendo da versão. Para a versão Rubicon americana, uma câmera frontal ainda auxiliará o campo visual.

Veja Também  Relembrando a Yamaha DT 360A 1974, uma motocicleta muito rara

LEIA MAIS: Nissan Frontier ganha novas cores e equipamentos na versão 2020

A carroceria da picape é montada sobre chassi e acompanha todas as novidades do Wrangler de nova geração. Segundo a fabricante, tem a melhor capacidade de reboque e carga da categoria, com mais 3.000 kg de reboque e 725 kg de carga.

LEIA MAIS: Conheça 5 modelos totalmente inéditos que serão lançados em 2020

O Jeep Gladiator estará disponível com duas motorizações: V6 3.6 a gasolina Pentastar, com 289 cv e 35,9 kgfm, e V6 3.0 turbodiesel, com 263 cv e 61,1 kgfm. O motor a gasolina pode vir com câmbio manual de seis marchas, ou automático, de oito, enquanto o diesel oferece apenas o automático. A Jeep destaca diversas tecnologias para ser mais eficiente no fora-de-estrada , como diferencial traseiro blocante, barra estabilizadora desconectável, pneus maiores, entre outros itens.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana