conecte-se conosco


Carros

Peugeot vai mostrar nova picape média em março de 2020

Avatar

Publicado

source


Picape Changan branca arrow-options
Reprodução
Picape da Changan servirá de base para o novo modelo da Peugeot, que chegará às lojas em 2021

A Peugeot decide entrar na briga das picapes médias com um modelo que terá vários componentes do chinês Changan Kaicheng F70 e será fabricado no Uruguai, a partir de 2021, na mesma unidade de produção de onde saem os furgões compactos Expert e Jumpy, ambos da PSA.

 LEIA MAIS: O que já sabemos sobre o novo SUV que a Ford está testando no Brasil?

A nova picape da Peugeot já foi flagrada em testes quase sem camuflagem, tanto no Brasil  quanto em outros países do Mercosul. Mas, exceto por alguns detalhes, o novo modelo será quase igual ao chinês que aparece nas imagens. Haverá apenas mudanças que fazem parte da identificação dos carros da marca francesa, como o desenho do LED dos faróis e lanternas.

 A estratégia da Peugeot com a nova picape será parecida com a adotada pela Renault-Nissan que fabricam os modelos Frontier e Alaskan. Ou seja, o novo utilitário terá não apenas por fora, mas o interior com alguns componentes da picape chinesa feita pela Changan , o que inclui a grande tela da central multimídia.

Veja Também  Triumph Tiger 900 é revelada com mais aptidão e modernidade que a 800

LEIA MAIS: Confira quais serão os novos modelos da VW no Brasil até 2025

Picape Changan arrow-options
Reprodução
Exceto por detalhes como o desenho do LED nas lanternas, a nova picape da peugeot será parecida com a da marca chinesa

 LEIA MAIS: Dossiê Toyota: Veja todos os lançamentos da marca no Brasil até 2025

No conjunto mecânico, a nova picape da Peugeot deverá ter motor 2.0, turbodiesel, de 180 cv que funciona com câmbio automático de seis marchas e tração integral, combinação que também é usada na dupla de SUVs 3008/5008 . Mais detalhes serão divulgados numa data mais próximo do lançamento.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook

Carros

Hyundai HB20S 1.0 Diamond quer ser astro do k-pop no Brasil

Avatar

Publicado

source
Hyundai HB20S arrow-options
Carlos Guimarães/iG
Hyundai HB20S surge com visual de mini-Sonata para conquistar o mercado nacional dos sedãs compactos

A cultura coreana tomou a cena. Se não fosse por isso, 42 mil adolescentes não teriam se reunido no Allianz Parque, em São Paulo, para assistir o show do fenômeno teen BTS, em maio. Estima-se que a indústria do k-pop movimenta US$ 5 bilhões por ano em todo o mundo, mostrando que os coreanos não estão de brincadeira quando o assunto é ganhar dinheiro. A Hyundai quer continuar na crista da onda com o polêmico HB20S no Brasil, mas será que assim como as boybands , ele terá desenvoltura para manter o status de popstar?

LEIA MAIS: Renault Sandero 1.0 Zen: hatch compacto discreto até nas mudanças

Bom, antes de tudo, acho que a questão do estilo já está resolvida; e quem gostou, gostou. O chefe de design global da Hyundai , Simon Loasby, nos contou que a carroceria do novo HB20 foi concebida para causar espanto e dividir as opiniões do público. As inspirações na nova geração do Sonata são bem claras, ainda mais na versão sedã.

Durante o fim de semana em que estive com o HB20S Diamond 1.0 turbo (R$ 81.290), amigos e parentes apontaram que ele é mais bonito e harmonioso que o hatch. Particularmente, coloco isso na conta da queda do teto – que compõe o visual de um cupê esportivo – e das linhas e vincos na carroceria que também contribuem para o equilíbrio.

O habitáculo, por sua vez, propõe uma linguagem visual que ainda não havíamos visto nos carros da Hyundai. A central multimídia que sempre esteve muito bem integrada ao painel se transforma em uma tela flutuante (tal como Onix Plus e Cronos), e o ar-condicionado digital ganhou uma pequena tela redonda ao centro. Na comparação com a geração anterior, foi uma mudança bem radical.

Assim como o rival da GM, a central multimídia de 8’’ traz as conectividades de espelhamento para celulares Android e iOS. Os sistemas permitem que o motorista acesse aplicativos de streaming como o Spotify e replique os dados de navegação do Google Maps na tela. Vale lembrar que o HB20S não tem GPS nativo, algo que pode ser um empecilho em localizações de baixo sinal de internet.

Veja Também  Hyundai HB20S 1.0 Diamond quer ser astro do k-pop no Brasil

Há espaço suficiente para quatro adultos e uma criança viajarem com muito conforto. Na comparação com o modelo anterior, o novo cresceu 3 cm no entre-eixos (de 2,50 metros para 2,53 m) para desafogar os joelhos de quem vai no banco traseiro. No porta-malas, há espaço para 475 litros.

Segurança de carro premium

Hyundai HB20S arrow-options
Divulgação
A Hyundai encheu o modelo com novos equipamentos – que devem aparecer em breve no Creta

A versão conta com quatro airbags (vale lembrar, no Onix são seis, de série), enquanto controles de estabilidade e tração surgem no pacote intermediário Evolution. No pacote topo de linha avaliado por nossa reportagem, o HB20S traz sistema de frenagem de emergência semi-autônomo, alerta de mudança de faixa e monitoramento da pressão dos pneus. Afinal, quem vê cara não vê coração.

LEIA MAIS: Chevrolet Joy Plus: sedãzinho competente e sem vaidades

A suspensão do compacto mantém o arranjo independente na dianteira e eixo de torção na traseira. No asfalto castigado de São Paulo, o HB20S desempenha bom trabalho ao aliviar os impactos dos buracos, mas acaba fazendo a leitura do solo e passando suas irregularidades para a cabine. Mesmo nas saídas de lombada (que eram um fardo na geração anterior), o modelo parou de “quicar” o eixo traseiro.

Em curvas mais rápidas, o sedã revela seu comportamento instável. A carroceria pende bastante para o lado oposto à tangência, mostrando rolagem da carroceria acima do ideal. A impressão que fica é que o HB20S é um carro mais “vertical”, feito para as retas e não tanto para as curvas. Ainda bem que o controle de estabilidade ajuda a corrigir a trajetória.

Veja Também  VW revela nome do “SUV do Polo”: Nivus. Saiba mais detalhes da novidade

O novo motor 1.0 turbo se destaca por ter injeção direta de combustível (algo que a GM não oferece no Onix). São 120 cv de potência e 17,5 kgfm a 1.500 rpm, e apesar de não ser tão potente quanto o 1.6 aspirado que foi recalibrado para entregar 130 cv, mostra mais elasticidade e eficiência.

Hyundai HB20 arrow-options
Divulgação
O Hyundai HB20 da nova geração oferece diferentes opções de acabamento para o habitáculo

Isso por que o motorista terá que acelerar o HB20S 1.6 até 4.500 rotações para receber o torque cheio de 16,5 kgfm. No sedã turbinado, a entrega acontece em apenas 1.500 rpm, assegurando muita agilidade e desenvoltura para o meio urbano, com disposição de sobra para ultrapassagens seguras nas estradas.

O propulsor funciona em sintonia com o câmbio automático, de seis marchas, proporcionando trocas de marcha em momentos oportunos. Além disso, é possível fazer as trocas pelas aletas  atrás do volante, algo que fez muita falta no rival da GM.

De acordo com o Inmetro, o HB20S turbinado pode aferir 8,8 km/l na cidade e 12,7 km/l na estrada com etanol. Na gasolina, os números sobem para 11 km/l e 15,3 km/l, respectivamente. Nada mal. 

LEIA MAIS: Hyundai HB20 1.0 Diamond faz jogo rápido contra Fiat Argo 1.8 Precision

Conclusão

Por baixo da carroceria polêmica, esconde-se um sedã compacto dos mais competentes. Recomendamos que você vá à uma concessionária da Hyundai para conhecê-lo de perto, pois o HB20S é um daqueles carros que ficam mais bonitos pessoalmente. Ele tem cacife para continuar se destacando como o BTS, mas resta saber se o público brasileiro vai comprar a ideia, levando em conta o bom Chevrolet Onix Plus como rival. 

Hyundai HB20 1.0 Diamond Plus

Preço: R$ 81.290

Motor:  1.0, três cilindros, turbo

Potência:  120 cv (E) / 120 cv (G) a 6.000 rpm

Torque:  17,5 kgfm (E) / 17,5 kgfm (G) a 1.500 rpm

Transmissão:  Automático, seis marchas , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambores (traseiros)

Pneus:  185/60 R15

Tanque: 50 litros

Porta-malas: 475 litros 

Consumo etanol: 8,8  km/l (cidade) / 12,7 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 11 km/l (cidade) / 15,3 km/l (estrada)

Velocidade máxima: 191 km/h

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

VW revela nome do “SUV do Polo”: Nivus. Saiba mais detalhes da novidade

Avatar

Publicado

source
VW Nivus arrow-options
Divulgação
VW Nivus: novo SUV com ares de cupê chegará para fazer parte da linha de utilitário esportivos da marca em 2020

A VW decide acabar com o mistério e revela o nome do novo SUV com jeito de cupê que vai lançar na primeira metade do ano que vem. O carro vai se chamar Nivus e terá a mesma base do VW Polo, a MQB, assim como o T-Cross e outros. A principal diferença será o estilo mais esportivo, como mostra o video teaser divulgado pela fabricante.

LEIA MAIS: Confira quais serão os novos modelos da VW no Brasil até 2025

Também é possível notar pelas imagens que a traseira do VW Nivus terá lanternas de LED com máscara preta, assim como no T-Cross. Mas no VW Nivus o estilo será mais arrojado, com formas mais delgadas. A linha da capota que vai descendo em direção à parte de trás do carro também é outra característica exclusiva da novidade.

O novo VW Nivus será fabricado em São Bernardo do Campo (SP), onde também são fabricados Polo e Virtus, dos quais o novo SUV vai utilizar uma série de componentes, inclusive do conjunto mecânico. O motor será o 1.0, turbo flex, de 128 cv e 20,4 kgfm de torque a 2.000 rpm. E o câmbio, automático, de seis marchas, com hastes atrás do volante para trocas sequenciais. 

Veja Também  Fiat Argo Trekking ganha versão 1.8 automática por R$ 68.990

LEIA MAIS: VW revela novo SUV que deve chegar ao Brasil no fim do ano que vem



Além do VW Nivus

VW Tarek azul arrow-options
Divulgação
VW Tarek: novo SUV médio será lançado no início de 2021 com o Jeep Compass na alça de mira

Na ofensiva de lançamentos de SUVs da Volkswagen também está previsto o modelo médio Tarek, cujas primeiras unidades pré-série vão começar a sair da linha de montagem em El Palomar (Argentina) no início de 2020. A campanha publicitária começará em outubro. E a produção em série apenas em janeiro de 2021, quando o carro chegará nas lojas.

O VW Tarek é um SUV médio que vai ter entre os principais concorrentes do Jeep Compass. O modelo será oferecido na América Latina com motor 1.4 TSI de 150 cv e câmbio automático, de seis marchas . Versões manuais ou com tração 4×4 estão fora de cogitação. 

 Volkswagen confirma produção do Tarek na Argentina para o final de 2020

 Pelo o que se sabe até agora o novo SUV terá os mesmos 4,45 m de comprimento, 1,84 m de largura, 1,63 m de altura e 2,69 m de entre-eixos do modelo apresentado na China. E a fabricante promete que o VW Tarek conseguirá nota máxima dos testes de colisão do Latin NCAP. Será um modelo acima do VW Nivus .

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana