conecte-se conosco


Carros

Fiat Toro bate recorde de vendas em outubro

Avatar

Publicado


Fiat Toro cinza arrow-options
Divulgação

Fiat Toro deverá ter mudanças no fim do ano que vem. Porém, mesmo sem mudanças, está com vendas em alta


As vendas da picape Fiat Toro atingiram o maior patamar desde o lançamento, em 2016. De acordo com os números divulgados pela Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos), o modelo teve 6.914 unidades vendidas em outubro, o que é 11% acima das 6.226 unidades de julho de 2018, que era o maior volume até agora.

 LEIA MAIS:  Por que a Fiat Toro vende (bem) mais que as outras picapes?

Com 35% de participação no mercado, a Fiat Toro é seguida pela Toyota Hilux , a picape média mais vendida no mês passado, ainda conforme dados da Fenebrave, com 3.395 unidades. Depois vem a Chevrolet S10 (2.633), que vem perdendo participação no mercado a ponto de se aproximar da Ford Ranger (2.329), o terceiro modelo mais vendido do segmento.

Outra picape média que tem perdido fôlego nas vendas é a VW Amarok (1.063), que acabou sendo ultrapassada pela Renault Duster Oroch (1.204), por enquanto a única rival direta da Fiat Toro,mas que a partir de 2021 passará a ter novas rivais, como a VW Tarok e modelos da Hyundai, GM e Ford.

LEIA MAIS:  Veja 5 picapes intermediárias que serão lançadas no Brasil até 2025

Para completar o ranking das 10 picapes médias mais vendidas em outubro, a Mitsubishi L200 (853) fica em sétimo, com a Nissan Frontier (745) logo atrás, mas com tendência de alta nas vendas, provavelmente levada por promoções nas concessionárias. Veja a seguir como ficou o ranking das picapes médias e intermediárias mais vendidas em outubro, segundo a Fenabrave, com a Fiat Toro na liderança. 

1 – Fiat Toro: 6.914

2 – Toyota Hilux: 3.395

3 – Chevrolet S10: 2.633

4 – Ford Ranger: 2.329

5 –Renault Oroch: 1.204

6- VW Amarok: 1.172

7- Mitsubishi L200: 853

8- Nissan Frontier: 745

Comentários Facebook

Carros

Yamaha apresenta novo modelo, mas com visual retrô

Avatar

Publicado


source
Yamaha
Divulgação

Yamaha XSR 155: acabamento caprichado e visual retrô são os itens que se destacam na novidade da marca japonesa

A Yamaha começa a oferecer nas Filipinas a XSR155, um modelo de entrada que se destaca pelo visual no estilo “neo-retrô”, mais comum em motos de segmentos superiores. Entre os detalhes estéticos que mais chamam atenção está o farol de formato circular com LED no lugar de lâmpadas convencionais.

LEIA MAIS: Yamaha R1 chega à linha 2020 com atualizações em todas as suas partes

O tanque da Yamaha com linhas que lembram uma gota tem estilo clássico e que nunca sai de moda. Além disso, o assento tem acabamento caprichado e também remete aos modelos clássicos, podendo ser incluído na lista dos pontos altos da moto, que chega a ter alguns componentes feitos a mão.

Equipada com um motor de 155 cc, com quatro válvulas e potência equivalente a 19,3 cv (6,9 cv mais potente que o propulsor usado nas Factor e Fazer 150 brasileiras) e um câmbio de seis marchas, a Yamaha XSR155 se caracteriza por detalhes como o assento com visual retrô. A lista de equipamentos da moto inclui lanterna traseira de LED, painel digital, pneus de uso misto em rodas de 17″ e a suspensão frontal com garfos invertidos.

LEIA MAIS: Yamaha desenvolve motores turbinados para esportivas, diz site

A Yamaha XSR155 está disponível no país asiático por 162 mil pesos filipinos (cerca de R$ 17.500). De acordo com a fabricante japonesa, o modelo será oferecido com uma série de acessórios de customização, que permitem transformar o modelo em uma café racer. Ainda não há notícia da chegada do novo modelo ao Brasil.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Lançada há 25 anos, tecnologia ESP ainda não está em todos os carros

Avatar

Publicado


source
Sistema ESP
Divulgação

Sistema ESP sendo testado em meados dos anos 90, antes de começar a se tornar comum entre os itens de segurança

A tecnologia conhecida por siglas como ESP (Programa Eletrônico de Estabilidade) e ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade) completou recentemente 25 anos, mas ainda não está presente em todos os automóveis zero-km oferecidos no mercado brasileiro.

LEIA MAIS: Carros ficarão mais seguros no Brasil. Veja evolução ao longo dos anos

Trabalhando em conjunto com os freios ABS e o controle de tração, o sistema ESP detecta a derrapagem do veículo e neutraliza a perda de controle, reduzindo automaticamente o torque do modelo e freando as rodas individualmente. Foi lançada pela primeira vez em 1995, nos sedãs de luxo Mercedes-Benz Classe S (que recebeu um sistema desenvolvido pela Bosch) e Toyota Crown Majesta, mas desde então foi se tornando um item mais popular.

O sistema ESP no mundo

ESP
Divulgação

Sistema ESP controla derrapagem do carro em desvios de trajetória abruptas, evitando acidentes

Nos Estados Unidos, o equipamento está presente nos carros novos desde 2012, enquanto na Europa o ESP se tornou mandatório a partir de novembro de 2014. No Brasil, assim como aconteceu com a implantação dos airbags e do ABS, que começou em 2010 e terminou em 1º de janeiro de 2014, uma resolução do Contran de 2015 estabeleceu para o janeiro deste ano o início da presença obrigatória do ESP em automóveis de passeio e comerciais leves.

Inicialmente, apenas os modelos novos receberão o equipamento. Mas até 1º de janeiro de 2022 a tecnologia deverá equipar todos os carros comercializados por aqui.

LEIA MAIS: Brasil e Argentina anunciam convergência do mercado automotivo

Embora já esteja disponível mesmo em alguns compactos, a lista de carros de passeio e picapes novos que não trazem pelo menos uma versão com o ESP ainda é extensa no mercado brasileiro: Chevrolet Joy, Joy Plus e Montana, Citroën C3 e Aircross, Fiat Doblò, Grand Siena, Uno e Mobi, Honda City, VW Gol, Voyage, Up e Fox, Renault Kwid e Oroch, Nissan March e Versa e Peugeot 208.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana