conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil identifica e prende autor de homicídio em Sorriso

Avatar

Publicado

Assessoria PJC-MT

A Delegacia de Polícia de Sorriso, por meio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), cumpriu neste domingo (10.11) o mandado de prisão preventiva expedido contra J. F., 29 anos, autor do homicídio que vitimou Júlia Barbosa de Souza, 28 anos, na madrugada do último sábado em uma via pública da cidade. O suspeito se entregou na unidade policial, acompanhando dos advogados, onde foi preso e interrogado. 

Júlia morreu após ser atingida na madrugada de sábado por um disparo de arma de fogo efetuado contra o carro em que estava, nas proximidades de um hospital particular no bairro Vila Romana, em Sorriso.

As investigações da Polícia Civil iniciaram assim que a delegacia foi informada da ocorrência. A equipe realizou oitiva de testemunhas, coletou imagens de câmeras de seguranças nas imediações, além de requisitar e acompanhar perícias. 

De acordo com a apuração, a vítima e o namorado estavam na casa de amigos e após o jantar, a pedido de Júlia, o casal foi até a conveniência de um posto de combustível, situado na Avenida Natalino Brescancin, onde o namorado  comprou chocolate. Após a compra, o casal seguiu em uma camionete Hillux  para dar um último passeio, antes de retornar para casa.

No percurso, um veículo Gol preto passou a andar devagar pela via, fazendo com que o veículo em que estava o casal também reduzisse a velocidade. Neste momento, o suspeito J. F., também conduzindo uma camionete Hillux, se aproximou do veículo do casal, passando a buzinar e a forçar passagem pela via estreita e que possui fluxo lento. 

O veículo onde estava a vítima seguiu em velocidade reduzida, pois era a compatível com aquele momento, o que provavelmente enfureceu J.F., que estava embriagado. 

O investigado passou a seguir o veículo do casal, tentando fazê-los parar, contudo, o namorado da vítima ao notar a atitude passou a fugir pelas ruas da cidade, sendo continuamente seguido. Em determinado momento, o namorado da vítima conseguiu despistar o outro veículo, porém, quando estava na Avenida Brasil, tornou a ser seguido e próximo ao Hospital 13 de Maio, o investigado J. F. disparou contra o veículo do casal. 

O projétil transfixou o vidro traseiro do veículo e atingiu a vítima, que foi socorrida pelo namorado até o hospital próximo. Entretanto, mesmo com atendimento imediato da equipe médica, Júlia Barbosa não resistiu ao ferimento. 

A investigação apurou que a motivação do crime está ligada ao nervosismo do suspeito em razão do trânsito na via pública estar lento naquela ocasião .

A DHPP identificou o autor do crime ainda na noite de sábado e continuou as diligências para capturá-lo. 

A Polícia Civil representou pela prisão preventiva, deferida pela juíza plantonista da comarca de Sorriso. 

O suspeito passará por audiência de custódia da justiça. 

Comentários Facebook

Policial

CAAPORA III: PRF apreende mais de 800 m³ de madeira ilegal em Mato Grosso

Avatar

Publicado


.

Além do combate ao transporte irregular de produto florestal, equipes realizaram fiscalização de emissão de poluentes

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagrou, entre os dias 2 e 8 de julho, a terceira etapa da Operação Caapora. Em mais uma ação de combate aos crimes ambientais com foco na fiscalização de produto florestal a PRF apreendeu 842 m³ de madeira e carvão vegetal. Foram também registradas 14 ocorrências envolvendo cometimento de crime de poluição.

As fiscalizações ocorreram na BR-174, em Comodoro/MT e contaram com uma equipe de aproximadamente 16 PRFs. O INDEA (Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso) também participou das fiscalizações com 2 servidores, além de militares do Exército Brasileiro.

As cargas de madeira necessitam ser acompanhadas de nota fiscal e documento de origem florestal ou guia florestal. Qualquer irregularidade entre os documentos ou entre eles e a carga, tornam os documentos inválidos e a carga ilegal.

Com relação aos crimes de poluição, as ocorrências foram por irregularidades com ARLA 32, que é o Agente Redutor Líquido de Óxido de Nitrogênio Automotivo. Trata-se de um reagente utilizado juntamente com o Sistema de Redução Catalítica (SRC) para reduzir a emissão de óxido de nitrogênio nos gases de escape de veículos à diesel.

Confira os resultados da Operação em Mato Grosso:

Veículos fiscalizados 629
Veículos apreendidos 39
Ocorrências 41
Madeira apreendida 842 m³
Pessoas detidas e encaminhadas 41

No ano de 2019, Mato Grosso foi o estado que mais apreendeu madeira no país, totalizando 7.000 m³. Em 2020 (de 01 de janeiro à 08 de julho), os números já somam 5.840 m³, mais que o dobro em relação ao mesmo período em 2019 (2.340 m³).

Mesmo em tempos de pandemia, a PRF vem atuando fortemente no combate aos crimes ambientais afim de garantir um meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum e direito de todos, previsto constitucionalmente.

SECOM PRF MT

 

 

 

 

Fonte: PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Rapaz é preso após incendiar casa da própria mãe, em Jauru

Avatar

Publicado


.

Assessoria | Polícia Civil-MT

Um jovem acusado de atear fogo na casa da própria mãe na noite de domingo (12.07) em Jauru (425 km a oeste de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil do município, com apoio da Polícia Militar. O suspeito de 21 anos foi autuado em flagrante pelos crimes de incêndio e resistência à prisão.

Policiais civis e militares foram acionados para atender a uma ocorrência de incêndio em uma casa no centro da cidade. No local, testemunhas informaram que o responsável pelo fogo era o filho da moradora, de 51 anos. 

Conforme informações apuradas, o rapaz chegou na residência bastante alterado e exaltado e discutiu com o avô e a mãe. Em seguida, ele foi até o fundo da casa e usando gasolina ateou fogo em um cômodo de madeira, que ficou totalmente destruído pelas chamas, junto com os móveis.

O fogo somente foi contido após atendimento realizado pelo Corpo de Bombeiro Militar. Logo que abordado, o suspeito tentou resistir, no entanto, acabou contido e levado para a Delegacia de Polícia de Jauru.

O conduzido foi interrogado pelo delegado Maurício Maciel Pereira Junior e assumiu os fatos. Ele contou que usou o combustível de sua motocicleta para iniciar o incêndio. O crime foi motivado pelo uso de droga e álcool. Após a confeção dos procedimentos, o rapaz foi colocado à disposição da Justiça.

 

 

 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana