conecte-se conosco


Política Nacional

Fux suspende julgamento de processo disciplinar contra Deltan

Avatar

Publicado

source
Deltan arrow-options
Fernando Frazão / Agência Brasil
Defesa de Deltan moveu ação no STF na última sexta-feira pedindo a suspensão

O ministro do Supremo Tribunal Federal ( STF ) Luiz Fux determinou a suspensão do julgamento de um dos processos disciplinares contra o procurador Deltan Dallagnol no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que estava previsto para ocorrer nesta terça-feira. Há, porém, ainda outros dois processos em pauta envolvendo o coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Paraná.

Leia também: Juíza restringe visitas e afasta Flordelis de filho acusado pela morte do pastor

A defesa de Deltan moveu uma ação no STF na sexta-feira (8) pedindo a suspensão. Há uma guerra jurídica em torno deste procedimento disciplinar. Primeiro, a Justiça Federal do Paraná suspendeu seu andamento. Em seguida, o ministro Fux proferiu uma liminar cassando a decisão de primeira instância e determinando o prosseguimento do processo contra Deltan. Agora, o procurador protocolou um pedido para tentar que Fux suspenda o processo, argumentando que é alvo de afontas à Constituição e à Convenção Americana de Direitos Humanos.

Veja Também  Nova lei exige notificação de indícios de violência contra a mulher

O caso envolve uma entrevista à rádio dada pelo procurador , na qual ele fez críticas ao STF e acusou o tribunal de tomar decisões lenientes com a corrupção. Fux acolheu provisoriamente o pedido de Deltan , determinando que o caso fosse retirado de pauta até o STF julgar o pedido do procurador.

Leia também: Evo Morales deixa Bolívia rumo ao México, afirma chanceler

Os outros dois processos na pauta do CNMP que envolvem Deltan podem ser julgados amanhã. Um deles foi movido pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), insatisfeito com declarações do procurador em redes sociais contra a candidatura do emedebista à presidência do Senado. Outro, movido pela senadora Kátia Abreu (PDT-TO), reclama de manifestação do fato de o procurador ter compartilhado reportagem que citava suspeitas de caixa dois envolvendo uma campanha eleitoral dela — neste caso, o CNMP já havia formado maioria para arquivar a representação, mas o julgamento foi interrompido.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook

Política Nacional

“Sou contra drogas e acho sua gestão uma droga”, diz deputado a Weintraub

Avatar

Publicado

source
homem de terno falando em microfone arrow-options
TV CAMARA / REPRODUCAO
Deputado disse que Weintraub dissemina ódio

O deputado federal Idilvan Alencar (PDT-CE), ex-secretário de Educação do Ceará, foi um dos políticos a falar com o ministro da Educação , Abraham Weintraub, durante a Comissão da Educação realizada na quarta-feira (12). Em fala polêmica, ele criticou ações do representante da pasta.

“Revolução de educação? As pessoas têm que usar de bom senso, de humildade, de autocrítica. Porque ninguém imagina isso. Que o senhor está fazendo uma revolução na educação. Nem uma pessoa altamente drogada vai imaginar essa loucura que o senhor disse”, afirmou o deputado .

Leia também: “Traficantes encontram refúgios nas universidades”, diz Weintraub na Câmara

Rapidamente, o trecho de pouco mais de um minuto em que o deputado diz para Weintraub “pegar o beco” viralizou nas redes sociais. Idilvan falou ainda que o ministro tem função meramente ideológica e que criou um twitter só para disseminar ódio nas redes.

Em resposta ao deputado, Abraham afirmou que o Twitter dele é pessoal e que não conhecia o linguajar utilizado pelo deputado. “Acho que foi grosseira a sua colocação, humildade, bom senso, falou aqui “pegar o beco”, eu não conheço esse linguajar, não frequento”, disse.

Veja Também  TSE aprova normas para eleição municipal de 2020

Veja fala completa do deputado:


Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Bolsonaro passa por exames e retira lesões no rosto, orelha, tórax e antebraço

Avatar

Publicado

source
Bolsonaro arrow-options
Marcos Corrêa/PR
Bolsonaro retirou lesões no rosto, orelha, tórax e antebraço

O presidente Jair Bolsonaro retirou lesões no rosto e na orelha e realizou uma cauterização de sinais no tórax e no antebraço. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (12) pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom), um dia após Bolsonaro passar por uma consulta no Hospital da Força Aérea de Brasília (HFAB) e revelar que é investigada a possibilidade de um câncer de pele . De acordo com a Secom, foi uma reavaliação de um atendimento realizado há seis meses e o material coletado foi enviado para análise laboratorial.

A nota afirma que a orientação médica recebida por Bolsonaro é de realizar uma avaliação semestral “em face do excesso de exposição solar prévia”, mas não cita o possível câncer de pele. Uma das razões citadas pelo presidente para a suspeita de câncer foi sua pele clara . Inicialmente, a Secom informou, na tarde de ontem, que Bolsonaro passou por uma “consulta de rotina já programada” e que sua apresentou “boas condições de saúde, sem ressalvas”. Depois, após Bolsonaro citar a possibilidade de câncer, outra nota foi divulgada, ressaltando que não há “qualquer indicativo de câncer de pele”. Essa é a terceira nota sobre a ida do presidente ao HFAB.

A consulta só começou a ser esclarecida pelo próprio presidente: “Eu tenho pele clara, pesquei muita na minha vida, gosto de muita atividade. Então a possibilidade de câncer de pele existe”, relatou Bolsonaro a jornalistas, ao chegar no Palácio da Alvorada.

Veja Também  TSE aprova normas para eleição municipal de 2020

Leia também: “Sou contra drogas e acho sua gestão uma droga”, diz deputado a Weintraub

Depois, Bolsonaro disse ao jornal O Globo  que está bem e que o procedimento hoje foi apenas para controle das manchas. Segundo ele, há três meses foi realizada uma biópsia que não indicou a presença de lesões cancerosas.

“Eu estou bem, estou bem. Foi um exame de controle da mancha. Há três meses, eu fiz uma biopsia e não deu nada. É apenas rotina”, disse o presidente.

Na manhã desta quinta-feira, ao deixar o Palácio da Alvorada, Bolsonaro ironizou a situação e disse que não poderia conversar com jornalista: “Pessoal, como estou com câncer não vou poder atender vocês, tá ok?”, questionou.

Bolsonaro embarcou para Palmas (TO) nesta tarde e de lá seguirá para o Rio de Janeiro. Na quarta, estava programada uma viagem para Salvador (BA), mas ela foi cancelada, segundo o presidente, por “questão de estafa”.

Leia também: Nomeação do presidente da Fundação Palmares é suspensa pelo governo

Confira a nota da Secom na íntegra:

“O presidente Jair Bolsonaro esteve nessa quarta-feira, 11, em Brasília, no Hospital de Força Aérea de Brasília, em consulta médica dermatológica previamente agendada, com o objetivo de reavaliação de atendimento feito seis meses atrás. Foram realizados alguns procedimentos como retirada de lesão verrucosa na face e na orelha, além de crioterapia em lesões no tórax e no antebraço, provocadas pelo excesso de exposição solar. O material segue para análise laboratorial, como é de rotina. Convém, segundo orientação do especialista, fazer avaliação semestral em face do excesso de exposição solar prévia, o que já está sendo seguido.

O presidente Jair Bolsonaro cumpre normalmente as agendas previstas, entre elas, as viagens ao Tocantins e ao Rio de Janeiro no dia de hoje.”

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana