conecte-se conosco


Policial

Condenado por estupro de vulnerável é localizado e preso pela Polícia Civil

Avatar

Publicado

Assessoria | PJC-MT 

A Polícia Judiciária Civil cumpriu no sábado (09.11), em Pontes e Lacerda, um mandado de prisão contra um homem condenado a 9 anos pelo crime de estupro de vulnerável ocorrido no município de Vila Bela da Santíssima Trindade. 

O mandado de prisão contra Bruno da Silva Santos, 35 anos, foi expedido em 07 de outubro pela comarca de Vila Bela da Santíssima Trindade em decorrência da condenação à pena de nove anos e quatro meses de reclusão pelo crime cometido. Desde então, ele era procurado pela Polícia Civil de Vila Bela, com apoio da Delegacia de Pontes e Lacerda. 

Coordenada pelo delegado Maurício Maciel, a equipe recebeu informações no sábado sobre um veículo utilizado por pessoas que estariam dando guarida a Bruno. O veículo foi localizado transitando no centro de Pontes e Lacerda e, após diligências, os policiais identificaram a casa em que o foragido estaria se escondendo. Quando o veículo chegou ao local, a condutora teve dificuldade em manobrá-lo para estacionar, momento em que Bruno saiu da casa para fazer a manobra, sendo identificado pelos policiais, que o abordaram e deram cumprimento ao mandado de prisão. 

Veja Também  Polícia Civil realiza trabalho social com 70 idosos em Cuiabá

O criminoso já havia cumpriu pena por tráfico de drogas e a polícia recebeu informação de que ele estava aguardando oportunidade para fugir para a Bolívia, local onde mora um familiar e teria uma rede de contatos.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícias Civil e Militar cumprem 17 mandados contra facção criminosa em Juína

Avatar

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dezessete mandados judiciais foram cumpridos, na manhã desta quarta-feira (11.12), no município de Juína (735 km a Noroeste de Cuiabá), na operação “Morfeu” deflagrada pelas forças de Segurança Pública. A ação está inserida no planejamento de final de ano com objetivo de garantia a ordem pública e coibir a criminalidade na região.

O trabalho conjunto, realizado pela Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, resultou na prisão em flagrante de seis pessoas, e na apreensão de drogas, arma de fogo, sendo um revólver calibre 38, cinco munições, dinheiro e motocicletas. 

Foram cumpridos simultaneamente dez ordens de busca e apreensão domiciliar e sete pedidos de prisões, em desfavor de suspeitos de integrarem uma facção criminosa atuante na região, apontada como a responsável por cometer diversos crimes como homicídios e tráfico de drogas.

Durante diligências investigativas conduzidas pela Polícia Civil de Juína, visando a apuração de ocorrências bem como a desarticulação da quadrilha instalada na cidade, foi possível fazer mapeamentos dos locais alvos, levando assim a identificação dos envolvidos.

Veja Também  PRF prende atirador com espingarda e pistola na BR 364

Diante dos indícios de práticas criminosas, foi representado pelos mandados judiciais de prisão e busca e apreensão em desfavor dos investigados, deferidos pela Justiça, e cumpridos na quarta-feira (11). 

Todos os suspeitos presos foram encaminhados para Delegacia de Polícia de Juína, junto com os materiais apreendidos. Os conduzidos foram interrogados e autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse irregular de arma de fogo e munições e receptação.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende líder de grupo criminoso responsável por roubo em Várzea Grande

Avatar

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um criminoso apontado como líder de um grupo especializado em roubos foi preso, nesta quarta-feira (11.12), durante investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG). Augusto Pereira Deodato Correia, conhecido como “Guto”, também seria o responsável pela guarda das armas utilizadas nos crimes.

Após ser detido, o suspeito foi autuado em flagrante pelos crimes de associação criminosa armada, posse de munições de uso restrito e de uso permitido, desobediência e resistência.

As investigações iniciaram após a Derf-VG receber denúncia anônima sobre integrante de uma associação criminosa atuante em crimes de roubo a residências e empresas de Várzea Grande. Segundo as informações, o grupo estaria reunido na casa de um dos líderes (Guto), onde planejariam um novo roubo a empresa, na região central de Várzea Grande.

Ainda segundo as informações, o suspeito seria o responsável pela guarda do armamento e munições utilizadas pelos criminosos nos roubos.

De acordo com as investigações da Derf-VG, o grupo coordenado por Guto, foi responsável por uma ssalto ocorrido no dia 02 de dezembro em uma residência no bairro Asa Branca. Na ocasião, as vítimas conversam na porta de casa, quando foram abordados por quatro suspeitos que desceram de um veículo em posse de um revólver calibre 38.

Veja Também  Após acompanhamento por 36 km, PRF prende trio com caminhonete em MT

Após serem rendidas, as vítimas foram amarradas e ficaram sob a mira de arma de fogo, enquanto os assaltantes subtraíram aparelhos celulares, dinheiro, televisão, além de uma pistola e munições .40 e um veículo Volkswagen Gol de propriedade da vítima.

Com base nas apurações, a equipe da Derf-VG realizou o monitoramento do suspeito flagrando o momento em que ele empreendeu fuga em um veículo de cor escura. Para tentar escapar da ação policial, o investigado embrenhou em uma região necessário pedido de apoio para realizar a prisão do suspeito, que no momento da abordagem tentou resistir a prisão.

Em continuidade das diligências, os policiais seguiram até a residência investigada, onde apreenderam 05 munições calibre 38, 07 munições calibre 9 mm e quatro munições de fuzil calibre 762, todas intactas, além de uma porção de maconha.

Diante das evidências, o suspeito foi conduzido a Derf-VG, onde foi seguramente reconhecido pelas vítimas como autor do roubo, mais precisamente como a pessoa que portava a arma de fogo e coordenava a ação criminosa.

Veja Também  Polícia Civil prende homem acusado de homicídio de irmão em Nova Xavantina

Interrogado, o conduzido disse que recebeu apenas R$ 1 mil pela prática do roubo, porém não informou o nome de seus comparsas no crime. Segundo a delegada, Elaine Fernandes da Silva, o suspeito é um criminoso contumaz, condenado pela prática de roubo e com processos em andamento por furto qualificado e homicídio qualificado.

“O próprio irmão do suspeito compareceu à Delegacia e disse que a prisão dele é um alívio, uma vez que ele usuário de drogas e vive ameaçando membros da família de morte”, disse a delegada.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana