conecte-se conosco


Esportes

Brasil derrota Itália e está nas semifinais do Mundial Sub-17

Avatar

Publicado

O Brasil se classificou para as semifinais da Copa do Mundo de futebol sub-17 após derrotar a Itália por 2 a 0 nesta segunda (11) em partida realizada no Estádio Olímpico de Goiânia.

Com a classificação o Brasil enfrenta a França nas semifinais, e continua na caminhada em busca de seu quarto título na competição.

Quem teve a primeira oportunidade clara de marcar foi o Brasil. Aos 4 minutos Kaio Jorge toca para Pedro Lucas chutar para defesa do goleiro Molla.

Porém, um minuto depois não tem jeito. O lateral-esquerdo Patryck, da base do São Paulo, avança com liberdade e chuta forte para abrir o marcador.

Aos 15 minutos a Itália cria oportunidade de empatar. Pirola cabeceia com liberdade após cobrança de escanteio, mas o goleiro Matheus Donelli consegue espalmar para fora.

Brasil e Itália se enfrentam por uma vaga nas semifinais do Mundial  no Estádio Olímpico, em Goiânia

Patryck comemora primeiro gol do Brasil contra a Itália – Divulgaçã/CBF

Cinco minutos depois a equipe italiana tem nova chance clara, em cobrança de falta perigosa do meia Brentan, que passa muito perto do gol brasileiro.

Com o passar do tempo a Itália passa a dominar as ações. Mas encontra dificuldades de criar chances claras.

E a equipe europeia chega novamente com perigo aos 35 minutos, quando o atacante Gnonto cabeceia com perigo após cobrança de falta. Mas a bola vai para fora.

Mas se a Itália não transforma as suas oportunidades em gols, o Brasil aproveita as chances que aparecem. E aos 39 minutos o meia Pedro Lucas toca para João Peglow, que acerta um belo chute cruzado que bate na trave do gol italiano antes de entrar. 2 a 0 para o Brasil, e o terceiro gol do jogador da base do Internacional em 5 partidas na competição.

Segundo tempo sem gols

O segundo tempo começa muito amarrado, com as duas equipes concentrando as ações no meio de campo. Com isso as chances diminuem muito.

A primeira oportunidade do Brasil aparece aos 16 minutos, quando Veron recupera a bola, se livra dos marcadores e chuta com muito perigo, mas o goleiro Molla consegue espalmar para fora.

Aos 22 minutos a seleção brasileira volta a ter outra boa chance. O lateral Yan avança e toca para Talles Costa, que encontra Pedro Lucas, que bate para fora com perigo. Mas o Brasil não consegue aproveitar.

E a Itália tem a sua melhor oportunidade aos 36 minutos, quando o atacante Gnonto recebe lançamento em profundidade para ficar cara a cara com o goleiro Matheus Donelli. Porém, o goleiro brasileiro é decisivo ao avançar e conseguir matar a jogada adversária.

A partir daí a seleção brasileira administra a partida até o final para garantir a vitória de 2 a 0.

Semifinais

Brasil e Itália se enfrentam por uma vaga nas semifinais do Mundial  no Estádio Olímpico, em Goiânia

Equipe do Brasil busca quarto título do país no Mundial sub-17 – Divulgaçã/CBF

O adversário do Brasil nas semifinais será a França, que goleou a Espanha por 6 a 1 também nesta segunda.

A outra semifinal colocará frente a frente as seleções do México e da Holanda, que se enfrentam na próxima quinta no Estádio do Bezerrão, no Gama (DF).

Ficha técnica:

ITÁLIA 0 X 2 BRASIL

Competição: Mundial sub-17 (quartas-de-final).

Local: Estádio Olímpico, Goiânia.

Público: 8.743 torcedores.

Juiz: Adonai Escobedo (México).

Itália: Molla; Lamanna (Barbieri), Dalle Mura, Pirola e Ruggeri; Panada, Brentan (Oristanio) e Udogie; Gnonto, Cudrig (Capone) e Tongya. T: Carmine Nunziata.

Brasil: Matheus Donelli; Yan, Henri, Luan Patrick e Patryck; Daniel Cabral, Talles Costa e Peglow (Garcia); Veron (Matheus Araújo), Kaio Jorge e Pedro Lucas (Sandry). T: Guilherme Dalla Dea.

Gols: No primeiro tempo: Patryck (5) e Peglow (39).

Edição: Fábio Lisboa
Comentários Facebook

Esportes

Com rivalidade intensa, Fla-Flu encerra Carioca marcado por polêmicas

Avatar

Publicado


.

Não há como falar em Fla-Flu sem lembrar de Mário Filho e Nelson Rodrigues. Os dois irmãos, que ainda pequenos se mudaram para o Rio de Janeiro, eternizaram o clássico entre rubro-negros e tricolores em linhas diferentes das quatro que circundam o gramado. Crônicas de exaltação ao match, que teria começado “40 minutos antes do nada”, dão todo um charme ao embate, que, se em alguns momentos ficou em segundo plano entre os grandes duelos do futebol carioca, não perdeu sua essência após mais de 100 anos de disputa e rivalidade.

Rivalidade que está em alta como pouco se viu nos últimos anos. Menos pelas arquibancadas, que, aliás, estarão vazias mais uma vez por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), e mais pelos bastidores, com troca de farpas que se intensificaram nos últimos 10 dias. Nesta quarta-feira (15), a partir das 21h (horário de Brasília), o jogo que decide o campeão carioca de 2020, no Maracanã, põe um ponto final nessa discussão. Ao menos até o reencontro entre os times no Campeonato Brasileiro.

flamengo x fluminenseflamengo x fluminense

Flamengo e Fluminense fazem jogo decisivo por título do Estadual do Rio – Marcelo Cortes/Flamengo/Direitos Reservados

Será o terceiro embate entre Flamengo e Fluminense em uma semana. Em campo, na última quarta-feira (8), empate por 1 a 1 no tempo normal, gols de Gilberto (Flu) e Pedro (Fla), com posterior decisão nos pênaltis, com goleiro Muriel brilhando e dando ao time das Laranjeiras o título da Taça Rio, o segundo turno do Estadual. Fora dele, o clima nada amistoso entre as diretorias desde a determinação de volta do campeonato (Rubro-Negro a favor, Tricolor contra) se intensificou na esfera dos direitos de transmissão da partida.

Para entender: o Grupo Globo era detentor dos direitos de 11 dos 12 participantes do Carioca, a exceção do Flamengo. Alegando quebra de contrato pelo fato de o clube da Gávea ter transmitido a partida contra o Boavista, pela fase de grupos da Taça Rio, o conglomerado rescindiu o contrato do Estadual. O Rubro-Negro se baseou na Medida Provisória 984, que dá à equipe mandante o direito de exibição do jogo.

Para a final da Taça Rio, o mando de campo foi definido em sorteio na Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), com vitória do Fluminense, que, portanto, poderia exibir a partida em seu canal no YouTube, a FluTV. O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), então, foi acionado e também liberou o canal do Flamengo (FlaTV) para transmitir o duelo, o que gerou troca de notas públicas entre os clubes, algumas em tom irônico. A exclusividade ao Tricolor só foi garantida, minutos antes de a bola rolar, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

O título da Taça Rio colocou, outra vez, Fluminense e Flamengo frente a frente, desta vez para decidir o título carioca, pois o Rubro-Negro fora campeão da Taça Guanabara, primeiro turno do estadual. Desta vez sem polêmica sobre direitos de transmissão, a partida teve vitória flamenguista por 2 a 1, com gols de Pedro e Michael para o time da Gávea e de Evanilson para o das Laranjeiras.

A transmissão de domingo (12), pela FluTV, chegou a 3,3 milhões de espectadores, pouco menos que os 3,6 milhões de quatro dias antes, um recorde no YouTube.

Para o duelo desta quarta, o Flamengo negociou os direitos de exibição com o SBT, que transmitirá a partida em rede nacional em TV aberta. No duelo decisivo, o time do português Jorge Jesus tem a vantagem do empate para levar o título pela 36ª vez. O Fluminense precisa vencer por dois gols de diferença, pelo menos, para levar o 32º caneco estadual no tempo normal. Se a vitória tricolor for por um gol, a decisão será nos pênaltis. O clube comandado por Odair Hellmann não conquista o Carioca desde 2012.

No Flamengo, o principal desfalque é o atacante Gabriel, expulso nos acréscimos do jogo de domingo, quando deixava o gramado para ser substituído. O lateral-direito Rafinha, com uma torção no tornozelo esquerdo sofrida no clássico, é dúvida. Se ele não jogar, o provável substituto será Matheuzinho, promovido da equipe sub-20, já que o reserva imediato, João Lucas, recupera-se da covid-19. Já a novidade será a volta do atacante Bruno Henrique, poupado no primeiro jogo da final por causa de dores na panturrilha esquerda.

Jorge Jesus, portanto, deve mandar o Flamengo a campo com: Diego Alves; Rafinha (Matheuzinho), Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís; William Arão, Gerson e Everton Ribeiro; Arrascaeta, Bruno Henrique e Pedro.

Pelo lado do Fluminense, o zagueiro Nino pode retornar ao time após ficar fora da partida anterior devido a um entorse no joelho esquerdo. Digão atuou no lugar. Os atacantes Wellington Silva, diagnosticado com o novo coronavírus, e Fred, que passou por uma cirurgia no olho esquerdo, desfalcam o Tricolor nesta quarta. O camisa 9 só deve retornar ao time no Campeonato Brasileiro.

Se mantiver a base da equipe que encarou o Flamengo nos últimos jogos, Odair Hellmann deve escalar o Flu com: Muriel; Gilberto, Matheus Ferraz, Digão (Nino) e Egídio; Dodi, Hudson e Yago; Nenê, Marcos Paulo e Evanilson.

Transmissão da Rádio Nacional

E você pode acompanhar a final do Campeonato Carioca, entre Flamengo e Fluminense, nesta quarta a partir das 20h45 (horário de Brasília). A locução será de Felipe Rangel, os comentários de Waldir Luiz, a reportagem de Mauricio Costa e o plantão e produção de Luiz Ferreira.

Sintonize a Rádio Nacional do Rio de Janeiro em 1130 kHz AM ou acesse radios.ebc.com.br a partir das 20h45 e fique por dentro das emoções de mais um Show de Bola Nacional.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Centro de Treinamento Time Brasil volta a receber atletas no dia 20

Avatar

Publicado


.

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) confirmou nesta terça (14) que o Centro de Treinamento Time Brasil será reaberto na próxima segunda (20). Nessa primeira fase de retomada das atividades, apenas 40 pessoas poderão utilizar as instalações do CT, localizado no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Todos deverão respeitar os rígidos protocolos do Guia para a prática de esportes olímpicos no cenário da covid-19, lançado em junho pelo COB.

Esse primeiro grupo será formado por atletas residentes na capital carioca, que já tenham garantido a vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio ou estão próximos da classificação olímpica e que não integrem a Missão Europa, que a partir da próxima sexta (17) levará um grupo de atletas e oficiais para um período de treinamento em Portugal. O acesso ao CT também será permitido aos treinadores e a equipes multidisciplinares. Pessoal administrativo e de manutenção do COB poderão também entrar no local sem estarem incluídas no total de 40 pessoas.

Nessa semana, todas os autorizados a retornar ao CT passarão por exames de sorologia e RT-PCR, considerado padrão ouro na resposta à covid-19. Em caso de diagnóstico positivo, elas não poderão frequentar a área e ficarão em quarentena. Também estão sendo intensificadas a montagem de equipamentos, sinalizações e simulações de fluxo do CT Time Brasil. Permissões para outros grupos ingressarem nas instalações serão concedidas gradualmente, respeitando as cinco fases estabelecidas pelo protocolo do COB.

“Estamos felizes com a volta dos atletas ao nosso CT e esperamos que em breve ele possa estar funcionando em plena capacidade, sempre dentro dos protocolos. As nossas prioridades são a segurança, saúde e integridade física de todos os envolvidos com a prática esportiva de alto rendimento no país”, afirmou o diretor de Esportes do COB, Jorge Bichara.

Inicialmente serão reabertas a piscina olímpica e a de saltos do Parque Aquático Maria Lenk, a sala de força e condicionamento e o Laboratório Olímpico. O CT de Ginástica Artística seguirá fechado, já que a higienização dos equipamentos levará mais tempo. Enquanto isso, os atletas da seleção brasileira da modalidade treinarão em Sangalhos (Portugal), integrando a Missão Europa.

“As nossas atenções são voltadas para que consigamos retomar nossas atividades com segurança, dosando a carga de treinos e evitando riscos de lesões. Mais do que nunca um planejamento adequado e um monitoramento permanente serão fundamentais para passarmos por um dos momentos mais difíceis de nossa história”, declarou Jorge Bichara. O CT Time Brasil está fechado desde 18 de março.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana